Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Cinema e Curiosidades

__________________________________________________

Jornada dupla. Cinema-show.
Uma ideia nova e interessante que pode mexer com a vida cultural carioca.

Dia 22/6 no Cine Joia passam o filme Bird de Clint Eastwood dedicado a Charlie Parker e depois um quarteto de jazz interpreta ao vivo as músicas do filme.

O quarteto é formado por Widor Santiago, Sergio Barrozo, Marcelo Magalhães Pinto e Roberto Rutigliano.No repertório Laura, Lover man , April in Paris.
Venda antecipada.


Ou direto no cinema:
Endereço: Shopping 680 & Ed. Central Copacabana - Av. Nossa Sra. de Copacabana, 680 - Copacabana, Rio de Janeiro -
Telefone: (21) 2236-5624

___________________________________________________-___________

CINEMA
Samantha Brasil participa de exibições de “O Congresso Futurista” em unidades do Sesc RJ

Após as sessões, crítica de cinema conduz bate-papo com o público sobre reflexões levantados pelo filme, como a força política da mulher na indústria do entretenimento


A pesquisadora e crítica de cinema Samantha Brasil participa a partir de terça-feira (20/6) da mostra audiovisual “Viver é fácil - arte e vida no cinema”, em exibição nas unidades do Sesc RJ neste mês de junho. São 130 sessões gratuitas de oito filmes que abordam a importância e a potência da arte na vida de seus personagens.

Samantha foi convidada a falar com o público após exibições de “O Congresso Futurista”, do israelense Ari Folman, eleita a Melhor Animação no European Film Awards 2013, e um dos destaques da programação. As sessões com sua participação serão nas unidades de Ramos (20/6), Copacabana (21), São João de Meriti (22), Engenho de Dentro (24), Tijuca (27) eNova Iguaçu (29).

Cofundadora das Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema, Samantha Brasil conduzirá um bate-papo informal sobre reflexões levantadas pelo filme. A protagonista é uma atriz em fim de carreira (Robin Wright) que decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições de cuidar de seu filho, portador de deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital de sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica a ela. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto de sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou.


SERVIÇO

Exibições de “O Congresso Futurista”, seguidas de bate-papo com Samantha Brasil

Grátis


CAPITAL
SESC RAMOS

20/06 - 17h30

SESC COPACABANA

21/06 - 16h

SESC ENGENHO DE DENTRO

24/06 - 15h

SESC TIJUCA

27/06 - 19h

REGIÃO METROPOLITANA

SESC SÃO JOÃO DE MERITI

22/06 - 10h

SESC NOVA IGUAÇÚ

29/06 - 10h, 14h e 19h

SINOPSE

O Congresso Futurista

Uma atriz em fim de carreira (Robin Wright) decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições de cuidar de seu filho, portador de deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital de sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica à ela mesma. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto de sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou.

Diretor: Ari Folman

Gênero: Animação

Duração: 123

País: Israel | Alemanha | Polônia | Luxemburgo | França | Bélgica

Ano: 2014

Classificação: 12


CURRÍCULO

SAMANTHA BRASIL

Samantha Brasil é graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ) e em Direito pela Universidade Estácio de Sá, pesquisadora e crítica de cinema, com mestrado em Sociologia e Antropologia (PPGSA/IFCS/UFRJ). Curadora do "Cineclube Delas" no Tempo Glauber, com produção da Cavideo, que tem enfoque no cinema realizado por mulheres. Cofundadora das "Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema" que é um movimento de união coletiva de mulheres que atuam como críticas no Brasil, uma vez que o espaço reservado às mulheres no pensar crítico cinematográfico ainda é muito pequeno, restritivo e excludente. Integrante do Podcast "Feito por Elas' que visa debater e divulgar o cinema de realizadoras, além de colaborar regularmente escrevendo sobre cinema no "Delirium Nerd". Colaboradora na aplicação do "Teste Bechdel" no Brasil através da página do Selo no Facebook.


______________________________________________________







__________________________________________________--------_________


CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO APRESENTA MOSTRA DE CINEMA GREGO CONTEMPORÂNEO

Programação com 12 filmes terá a presença do filósofo grego Theofanis Tasis em debate com o público



De 06 a 18 de junho (terça-feira a domingo), a CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta a mostra Cinema Grego Contemporâneo - Memórias da Crise, que exibirá 12 filmes realizados entre 2009 e 2016. Com curadoria de João Juarez Guimarães, Diana Iliescu e Anna Karinne Ballalai, o evento traz algumas das mais representativas produções da chamadaGreek Weird Wave (“Estranha onda grega”, em tradução literal). O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.


Em meio à crise econômica que afeta a Grécia, emergiu uma nova “onda” de filmes, cujo olhar revela uma realidade que a crítica especializada, incapaz de definir seus contornos, contentou-se em chamá-la de “estranha”. Com efeito, são obras estranhas com personagens grotescos, em meio a situações bizarras e artificiais.

A seleção de filmes apresenta diversos destaques. Ganhador do Prêmio Un certain Regard, no Festival de Cannes de 2009, e indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010, Dente Canino de Giorgios Lanthimos (2009) é, certamente, o filme mais aclamado da mostra. Narra a história de jovens que, excessivamente protegidos pelos pais, nunca tiveram contato com o mundo exterior. O filme será exibido nos dias 06 e 18 de junho.


O mesmo isolamento se observa em longas mais recentes como L (2012), de Babis Makridis, ou Os Sentimentais (2016), de Nikso Triantafillidis. Em outras produções, como Academia de Platão (2009), de Filippos Tsitos, Meu país (2010) de Syllas Tzoumerkas, e Xenia (2014) de Panos H. Koutras, a realidade catastrófica parece, pouco a pouco, contaminar a vida cotidiana com uma espécie de desassossego epidêmico cada vez mais ameaçador. Em Attenberg (2010) de Athina-Rachel Tsangari, esse estranhamento se faz notar, ainda, quando uma jovem descobre a sexualidade ao mesmo tempo em que cuida do pai à beira da morte.

Debate e catálogo:

Para discutir a visão de mundo inquietante das produções, a mostra apresentará o bate-papo A representação da crise no cinema grego, com o mais importante filósofo grego contemporâneo, Theofanis Tasis. O debate ocorrerá no dia 14 de junho, às 19h10, e terá tradução simultânea.

Formado em física e filosofia pela Universidade de Creta, Grécia, e PhD na Alemanha, Tasis é autor de teorias que trabalham conceitos de imagem e identidade na esfera social e abordará o modo com a crise grega tem sido transposta para as telas do cinema.


Em paralelo, ao longo de toda a temporada será distribuído, gratuitamente, um catálogo contendo informações de cada filme, além e textos inéditos de Anna Karinne Ballalai, Luis Carlos Junior e Victor Narciso.

A programação completa da mostra e a versão digital do catálogo estão disponíveis no websitewww.ginja.com.br/cinemagrego.


Programação:

06 de junho (terça-feira)

17h – Alpes (2011), de Giorgos Lanthimos, 93 min, 18 anos

19h10 - Dente Canino (2009), de Giorgios Lanthimos, 94 min, 18 anos

07 de junho (quarta-feira)

17h - Academia de Platão (2009), de Filippos Tsitos, 103 min, 14 anos

19h - Os Sentimentalistas (2016), Nikso Triantafillidis, 100 min, 18 anos

08 de junho (quinta-feira)

16h – Xenia (2014), de Panos H. Koutras, 128 min, 18 anos

19h10 - Juventude Desperdiçada (2011), de Argyris Papadimitropoulos, 98 min, 16 anos

09 de junho (sexta-feira)

16h30 - Miss Violence (2013), de Alexandros Avranas, 99 min, 18 anos

18h30 - Meu País (2010), de Syllas Tzoumerkas, 107 min, 16 anos

10 de junho (sábado)

16h – Tungstênio (2011), de Giorgos Georgopoulos, 100 min, 16 anos

18h - Garoto que come alpiste (2012), de Ektoras Lygizos, 80 min, 16 anos


11 de junho (domingo)

16h - Meu País (2010), de Syllas Tzoumerkas, 107 min, 16 anos

18h30 – Attenberg (2010), de Athina-Rachel Tsangari, 95 min, 18 anos


13 de junho (terça-feira)

17h - Alpes (2011), de Giorgos Lanthimos, 93 min, 18 anos

19h10 – L (2012), de Babis Makridis, 87 min, 14 anos


14 de junho (quarta-feira)

17h - Academia de Platão (2009), de Filippos Tsitos, 103 min, 14 anos

19h10 - Debate A Representação da Crise no Cinema Grego, com a presença do filósofo grego Theofanis Tasis


15 de junho (quinta-feira)

17h - Garoto que come alpiste (2012), de Ektoras Lygizos, 80 min, 16 anos

19h10 – Attenberg (2010), de Athina-Rachel Tsangari, 95 min, 18 anos


16 de junho (sexta-feira)

17h - Juventude Desperdiçada (2011), de Argyris Papadimitropoulos, 98 min, 16 anos

19h10 - Tungstênio (2011), de Giorgos Georgopoulos, 100 min, 16 anos

17 de junho (sábado)

16h - L (2012), de Babis Makridis, 87 min, 14 anos

18h - Xenia (2014), de Panos H. Koutras, 128 min, 18 anos


18 de junho (domingo)

16h - Dente Canino (2009), de Giorgios Lanthimos, 94 min, 18 anos

18h - Miss Violence (2013), de Alexandros Avranas, 99 min, 18 anos

Serviço:

Mostra Cinema grego contemporâneo – Memórias da crise

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Data: de 06 a 18 de junho de 2017

Horários: Consultar programação

Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.

Lotação: 78 lugares (mais três para cadeirantes)

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação Indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

Facebook: https://www.facebook.com/mostracinemagrego/

__________________________________________________________

Mostra audiovisual no Sesc RJ exibe filmes sobre os impactos da arte na vida dos personagens

Ao longo do mês de junho serão 130 sessões gratuitas de produções do Brasil, França, Espanha, EUA, além de coproduções internacionais





A programação de cinema do Sesc RJ no mês de junho é composta de filmes que apresentam a importância e a potência da arte na vida de seus personagens. Até o fim do mês, serão 130 sessões em 16 unidades da capital, região metropolitana e interior – todas com entrada franca.


A proposta deste mês é mostrar a arte como desejo, obsessão, redenção, ruína e idolatria, bem como forma de comunicação e cultura – tudo com base na relação dos personagens com diferentes linguagens artísticas. O catálogo conta com produções do Brasil, França, Espanha, EUA, além de coproduções internacionais.

“O Congresso Futurista”, do israelense Ari Folman, eleita a Melhor Animação no European Film Awards 2013, é um dos destaques da programação. Em algumas sessões (veja programação abaixo), a exibição será seguida de bate-papo com a cientista social, pesquisadora e crítica de cinema Samantha Brasil, cofundadora das Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema – e curadora do Cineclube Delas, no Tempo Glauber, no Rio.

Completam a lista de filmes “A alma da gente”, de Helena Solberg e David Meyer; “Amar, beber e cantar”, de Alain Resnais; “Caminho para o nada”, de Monte Hellman; “Nós somos as melhores”, de Lukas Moodysson; “O artista e a modelo”, de Fernando Trueba; “Viver é fácil com os olhos fechados”, de Davi Trueba; e “Super Nada”, de Rubens Rewald;


SINOPSES E FICHAS TÉCNICAS

A alma da gente

Em 2002, o coreógrafo Ivaldo Bertazzo coordenou um projeto de dança com adolescentes moradores da Favela da Maré, levando à apresentação do espetáculo "Dança das Marés". O documentário mostra a rotina de treinos e a interação entre os participantes, revelando os sonhos destes jovens para o futuro. Dez anos mais tarde, em 2012, os diretores procuraram os dançarinos para compreender o impacto deste evento em suas vidas, e para ver se conseguiram conquistar os desejos de infância.

Diretor: Helena Solberg, David Meyer

Gênero: Documentário

Duração: 82

País: Brasil

Ano: 2013

Classificação: 10



Amar, beber e cantar

Um grupo de teatro amador está ensaiando uma nova peça, quando uma notícia triste abala a todos: George, amigo próximo da trupe, está doente. De acordo com os médicos, ele tem no máximo seis meses de vida. Enquanto as mulheres do grupo começam a relembrar a antiga paixão pelo mulherengo George, os homens têm uma ideia inusitada: e se o amigo doente fosse chamado para interpretar um dos personagens da peça?

Diretor: Alain Resnais

Gênero: Comédia dramática

Duração: 108

País: França

Ano: 2014

Classificação: 12



Caminho para o nada

Tygh Runyan (Mitchell Haven) é um jovem cineasta que resolve rodar um filme baseado na história de um crime real, ocorrido no interior dos Estados Unidos, onde um político e sua amante aparentam ter cometido suicídio. Para interpretar a amante é contratada uma mulher misteriosa (Shannyn Sossamon), bastante parecida com a pessoa na qual sua personagem é inspirada. Aos poucos Tygh é envolvido cada vez mais pelo ocorrido, desenvolvendo uma obsessão pelo caso e por sua protagonista.

Diretor: Monte Hellman

Gênero: Romance | Policial

Duração: 121

País: EUA

Ano: 2010

Classificação: 14



Nós somos as melhores

Bobo (Mira Barkhammar) e Klara (Mira Grosin) têm 12 anos e são amigas inseparáveis. Elas são fãs de punk e sentem-se deslocadas na escola e em suas famílias, já que todos dizem que o punk morreu. Um dia, como provocação a um grupo de garotos, elas resolvem montar uma banda. Não demora muito para que convidem para o grupo Hedvig (Liv LeMoyne), devido ao seu talento no violão. Entretanto, Hedvig é cristã e nada tem a ver com o estilo punk de ser, tendo que ser iniciada no movimento por Bobo e Klara.

Diretor: Lukas Moodysson

Gênero: Drama | Comédia

Duração: 102

País: Suécia | Dinamarca

Classificação: 12



O artista e a modelo

Marc Cros é um cultuado escultor que já está aposentado há tempos. Aos 80 anos, ele vive com sua esposa Léa em um vilarejo no interior da França, próximo da fronteira da Espanha. Em pleno verão de 1943, vê sua esposa oferecer abrigo a uma espanhola fugitiva do regime de Franco. A jovem, então, passa a viver no ateliê de Cros. Pouco a pouco, ele recupera sua vontade de trabalhar novamente e passa a usar a jovem como modelo.

Diretor: Fernando Trueba

Gênero: Drama

Duração: 104

País: Espanha | França

Ano: 2014

Classificação: 14



O Congresso Futurista

Uma atriz em fim de carreira (Robin Wright) decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições de cuidar de seu filho, portador de deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital de sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica à ela mesma. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto de sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou.

Diretor: Ari Folman

Gênero: Animação

Duração: 123

País: Israel | Alemanha | Polônia | Luxemburgo | França | Bélgica

Ano: 2014

Classificação: 12



Super Nada

São Paulo. Guto (Marat Descartes) é um artista de rua e aspirante a ator que sonha em um dia ser reconhecido pelo seu trabalho. Dedicado, ele pratica, se prepara e participa de todas as audições que pode, na espera de que um dia a sorte chegue. Ele admira Zeca (Jair Rodrigues), um comediante que trabalha na TV e é idolatrado por muita gente, apesar de estar com a carreira decadente. Os dois se encontram quando Guto é convidado para uma audição no programa, mas o relacionamento com o ídolo não é bem como Guto esperava.

Diretor: Rubens Rewald

Gênero: Comédia

Duração: 94

País: Brasil | México

Ano: 2013

Classificação: 16



Viver é fácil com os olhos fechados

Em plena década de 60, Antonio (Javier Cámara), um modesto professor de inglês, é fã incondicional dos Beatles e sonha em conhecer seu ídolo, John Lennon. Para encontrar o seu "herói", o professor irá viajar até Almeria e no meio do caminho irá esbarrar com dois jovens: Belén (Natalia de Molina), uma moça de vinte anos e Juanjo (Francesc Colomer), um garoto de dezesseis que está fugindo de seu pai autoritário. O encontro destas três pessoas fará a vida de cada uma tomar rumos imprevisíveis.

Diretor: David Trueba

Gênero: Comédia dramática

Duração: 108

País: Espanha

Ano: 2015

Ano: 14



PROGRAMAÇÃO


*Sessão seguida de encontro com Samantha Brasil



CAPITAL

SESC COPACABANA

07/06

16h - AMAR, BEBER E CANTAR

14/06

16h - NÓS SOMOS AS MELHORES

21/06

16h - O CONGRESSO FUTURISTA*

28/06

16h - VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS



SESC ENGENHO DE DENTRO

03/06

15h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

04/06

14h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

10/06

15h - CAMINHO PARA O NADA

11/06

14h - CAMINHO PARA O NADA

14/06

15h - AMAR, BEBER E CANTAR

15/06

14h - AMAR, BEBER E CANTAR

17/06

15h - NÓS SOMOS OS MELHORES

18/06

14h- NÓS SOMOS OS MELHORES

24/06

15h - CONGRESSO FUTURISTA*

25/06

14h - CONGRESSO FUTURISTA



SESC MADUREIRA


02/06

18h – CAMINHO PARA O NADA

07/06

18h – CAMINHO PARA O NADA

09/06

18h – O CONGRESSO FUTURISTA

14/06

18h – O CONGRESSO FUTURISTA

16/06

18h – NÓS SOMOS AS MEL

21/06

18h – NÓS SOMOS AS MELHORES

23/06

18h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

28/06

18h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

30/06

18h – A ALMA DA GENTE



SESC RAMOS

20/06

17h30 – CONGRESSO FUTURISTA *

21/06

15h30 – NÓS SOMOS AS MELHORES

28/06

15h30 – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS



SESC TIJUCA

20/06
19h – CAMINHO PARA O NADA

27/06
19h – O CONGRESSO FUTURISTA*

REGIÃO METROPOLITANA

SESC DUQUE DE CAXIAS

24/06
10h e 14h – A ALMA DA GENTE

SESC NOVA IGUAÇÚ

20/06
10h, 14h e 19h - CAMINHO PARA O NADA

22/06
10h, 14h e 19h - NÓS SOMOS AS MELHORES

27/06
10h, 14h e 19h - VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

29/06
10h, 14h e 19h - O CONGRESSO FUTURISTA*

SESC SÃO JOÃO DE MERITI

20/06
14h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

22/06
10h – O CONGRESSO FUTURISTA*

22/6
18h30 – NÓS SOMOS AS MELHORES

24/06
16h – SUPER NADA

27/06
14h – A ALMA DA GENTE

29/06
18h30 – CAMINHO PARA O NADA

29/06
18h30 – A ALMA DA GENTE

SESC NITEROI

21/06
10h - O CONGRESSO FUTURISTA

22/06
18h - AMAR, BEBER E CANTAR

28/06
10h - VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

29/06
18h - O ARTISTA E A MODELO

SESC SÃO GONÇALO

23/06
18h - AMAR, BEBER E CANTAR

30/06
18h - VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

INTERIOR

SESC BARRA MANSA


22/06
15h – AMAR, BEBER E CANTAR

29/06
15h – O CONGRESSO FUTURISTA

SESC CAMPOS

23/06
14h e 19h – O CONGRESSO FUTURISTA

30/06
14h e 19h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

SESC NOGUEIRA

29/06
15h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

SESC NOVA FRIBURGO

24/06
16h – AMAR, BEBER E CANTAR

SESC TERESÓPOLIS

20/06
9h - O CONGRESSO FUTURISTA

20/06
15h - O CONGRESSO FUTURISTA

25/06
16h - SUPER NADA

27/06
19H30 - VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS

22/06
19h – O ARTISTA E A MODELO

29/06
19h – VIVER É FÁCIL COM OS OLHOS FECHADOS



CICLO DE ENCONTROS - A arte como produção do real

Com Samantha Brasil


Bate-papo informal sobre o desenvolvimento do imaginário social na arte como produção do real a partir de diferentes gêneros de filmes feitos por mulheres, com mulheres, para mulheres. A partir de filmes-chave como "O congresso futurista", de Ari Folman, que aborda a força política da mulher na indústria do entretenimento e na realidade virtual como um espelhamento da sociedade e do filme "A alma da gente", de Helena Solberg, única mulher a dirigir um filme que pertence ao movimento do Cinema Novo no Brasil, traçaremos um panorama sobre o imaginário coletivo acerca da influência das artes na vida através do cinema.



SAMANTHA BRASIL

Samantha Brasil é graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ) e em Direito pela Universidade Estácio de Sá, pesquisadora e crítica de cinema, com mestrado em Sociologia e Antropologia (PPGSA/IFCS/UFRJ). Curadora do "Cineclube Delas" no Tempo Glauber, com produção da Cavideo, que tem enfoque no cinema realizado por mulheres. Cofundadora das "Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema" que é um movimento de união coletiva de mulheres que atuam como críticas no Brasil, uma vez que o espaço reservado às mulheres no pensar crítico cinematográfico ainda é muito pequeno, restritivo e excludente. Integrante do Podcast "Feito por Elas' que visa debater e divulgar o cinema de realizadoras, além de colaborar regularmente escrevendo sobre cinema no "Delirium Nerd". Colaboradora na aplicação do "Teste Bechdel" no Brasil através da página do Selo no Facebook.


___________________________________________________
__________________________________________________________

DEIXA NA REGUA
Novo filme de Emílio Domingos estreia no Festival do Rio, em outubro.

O filme 'Deixa Na Régua', de Emílio Domingos - mesmo diretor de 'A Batalha do Passinho' e 'L.A.P.A' -, foi selecionado para a mostra 'Novos Rumos' da Première Brasil do Festival do Rio 2016, um dos festivais de cinema mais importantes da América Latina e que acontece de 06 a 16 de outubro. O longa também foi selecionado para participar da 40ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que acontecerá de 20 de outubro a 2 de novembro de 2016.


'Deixa Na Régua' faz uma imersão no cotidiano de três barbearias de grande popularidade e que são conduzidas por três personagens da Zona Norte/Baixada do Rio de Janeiro. Belo, Deivão e Ed usam seus talentos com a tesoura e a máquina de barbear para atrair uma clientela fiel. Mostrando a barbearia como um espaço de sociabilidade e debate, o filme revela que enquanto os cortes são feitos, os clientes conversam e ouvem conselhos dos barbeiros, mostrando que a busca por uma nova estética tem também um forte lado social e comportamental.


“Durante o processo de filmagem de "A Batalha do Passinho”, percebi que um dos assuntos mais frequentes dos meninos era a ida ao salão. A vaidade dos dançarinos da periferia e seus novos cortes de cabelo e sobrancelha representava um dos muitos estilos dessa geração. Por trás de inúmeros cortes geométricos e detalhistas escondia-se toda uma preocupação com a afirmação das suas individualidades”, diz Emílio Domingos.

Família, violência, sexualidade, assuntos do cotidiano... São vários os temas discutidos em dias intermináveis na espera pela sua vez de ser atendido. 'Deixa Na Régua' mostra que homens de diversas faixas etárias criam laços de amizade por conta desse encontro semanal no salão. Esse hábito faz com que sintam-se parte de um grupo. Com o objetivo de aumentar a popularidade e auto estima, eles refazem o corte, retocam a pintura, acertam a sobrancelha, entre vários outros procedimentos.

Sessões no Festival do Rio:

09/10 – Roxy 3 – 20h15 
(Sessão para convidados / Guests only screening)

10/10 – CCBB – Cinema 1 – 16h00 
(Sessão com debate longa-metragem/ Debate screening) 

11/10 – Cine Joia – 14h00

15/10 – Ponto Cine – 14h00 

TEASER
https://youtu.be/6C7vDZ4tct8



REDES SOCIAIS

__________________________________________

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, filmeS,  festivais, exposições e muito mais!
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes.

Solicite um orçamento!

Contato:
Gabriele Nery
 #agendaculturalrj
  Instagram

_________________________________________________________________

Veja as 10 primeiras fotos oficiais do novo filme do premiado diretor Cacá Diegues   “O Grande Circo Místico”



Baseado no poema homônimo presente no livro "A Túnica Inconsútil" (1938), de Jorge de Lima. Em meio ao universo de uma tradicional família austríaca, que é dona do Grande Circo Knieps, nasceu um improvável romance entre um aristocrata e uma acrobata. Este é o retrato dos 100 anos de existência do Grande Circo e das cinco gerações de uma mesma família que estivem à frente do espetáculo com suas histórias fantásticas econtem músicas originais de Chico Buarque em sua trilha sonora.




                 
                           

As duas atrizes da agência de Moreira, Amanda e Louise Britto, ambas de 22 anos, estão contracenando com as globais Mariana Ximenes e Bruna Linzmeyer no elenco principal do filme que leva um estilo meio circense francês, por se tratar de uma historia ocorrida nos anos 60 e por ter simplesmente sido filmado ano passado no Rio de Janeiro, Portugal e Lisboa.











Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, filmes,  festivais, exposições e muito mais!
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes.
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

  Instagram
___________________________________________________________

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs