Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

31 de mar de 2018

O primeiro show do mês de abril do Música na Laura com Faro é de Mãeana. No dia 3/04, às 20h, a persona da cantora Ana Claudia Lomelino sobe ao palco do teatro da Casa de Cultura Laura Alvim

Abril com MÃEANA na Laura Alvim
Persona da cantora Ana Claudia Lomelino apresenta inéditas em show intimista no dia 3/04


O primeiro show do mês de abril do Música na Laura com Faro é de Mãeana. No dia 3/04, às 20h, a persona da cantora Ana Claudia Lomelino sobe ao palco do teatro da Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ – para apresentar músicas inéditas, além de canções já conhecidas dos fãs. Com ela estarão Bem Gil (guitarra), Bruno Di Lullo (baixo) e Domenico Lancellotti (bateria).

Num clima intimista, Mãeana vai mostrar, pela primeira vez, "Do véu" (Domenico Lancellotti e Alberto Continentino), "Deusa dela" (Iara Rennó e Ava Rocha) e "Canção de ontem" (Domenico Lancellotti). O repertório do show inclui “Não sei amar” (Caetano Veloso) e “Filho bonito” (John Lennon Versão: Gilberto Gil), entre outras.

O Música na Laura com Faro tem patrocínio da Vivo ecuradoria da Xirê Produções em parceria com o programa Faro, da Rádio SulAmérica Paradiso FM. Os ingressos custam R$ 20 (inteira).

CCLA: resistência com arte
Para a diretora da Casa de Cultura Laura Alvim, Renata Monteiro, a continuidade, em 2018, dos projetos que começaram em 2016 têm um gosto mais especial em meio ao momento crítico pelo qual passa o Rio de Janeiro. “A arte é nossa resposta à crise. A casa resiste bravamente com uma programação contínua e de qualidade para os cariocas e os turistas que nos visitam. A renovação de um projeto como esse, hoje, é motivo de uma comemoração ainda maior!”

Vivo Cultura
A Vivo é a patrocinadora do MÚSICA NA LAURA desde novembro de 2016, incentivando e apresentando a efervescente cena musical brasileira em dois shows mensais, sempre às terças-feiras, no Teatro Laura Alvim. A empresa também patrocina a edição 2017/2018 do MÚSICA NA VARANDA da Casa de Cultura Laura Alvim, com shows ao vivo e DJs sets nas tardes de domingo, de 3 de dezembro de 2017 a 22 de julho de 2018.

SERVIÇO
Abril com Mãeana na Laura Alvim
Dia/hora: 3 de abril, terça-feira, às 20h
Local: Teatro Laura Alvim - Casa de Cultura Laura Alvim - Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema
Informações: (21) 2332-2016
Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)
Capacidade: 200 pessoas
Classificação etária: 16 anos

Realização: Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ - e Xirê Produções
Parceria: Programa Faro - Rádio SulAmérica Paradiso FM
Patrocínio: Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e VIVO.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

O projeto Grandes Músicos para Pequeno, em cartaz no Teatro dos Quatro, na Gávea, com todos os espetáculos do repertório


O projeto Grandes Músicos para Pequenos volta

ao Teatro dos Quatro, na Gávea, com todos os espetáculos do repertório


Vistos por mais de 150 mil pessoas, os três primeiros musicais infantis do projeto estarão em cartaz de 10/03 a 01/04 (Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para crianças), 07 a 29/04 (O Menino das marchinhas – Braguinha para crianças) e 05 a 27/05 (‘Bituca – Milton Nascimento para crianças’).​

Criado com o objetivo de homenagear e preservar a memória de grandes nomes da música popular brasileira, o premiado projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, criado pela Entre Entretenimento, está de volta ao Teatro dos Quatro, na Gávea, com todos os espetáculos do repertório. Vistos por mais de 150 mil pessoas, ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças’ (10/03 a 01/04), ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças’ (07 a 29/04) e ‘Bituca – Milton Nascimento para Crianças’ (05 a 27/05) retornam em cartaz atendendo a pedidos do público.

“Queremos apresentar a vida e a obra de importantes compositores para as novas gerações e promover o resgate da cultura brasileira através de espetáculos que envolvam toda a família em experiências inesquecíveis”, explica Pedro Henrique Lopes, autor, ator e sócio do diretor Diego Morais no projeto. “As crianças se divertem e os adultos sempre se emocionam. E o que buscamos é exatamente isso: um espetáculo que, ao mesmo tempo, aproxime as gerações, valorize a nossa cultura, e desperte a curiosidade”, acrescenta Morais.

​Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças – A primeira peça do projeto, com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, conta passagens da infância de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, no interior do Nordeste, com destaque para a descoberta do amor, quando o jovem Luizinho (Pedro Henrique Lopes) se apaixona por Nazarena (Aline Carrocino), filha de um coronel que não permite o namoro deles. O resultado é uma fábula de amor inocente, voltada para toda a família, embalada por grandes sucessos do músico, como “Asa Branca”, “Que Nem Jiló”, “Baião”, “O Xote das Meninas”, “Olha Pro Céu”, entre outros. Recebeu 8 indicações nos maiores prêmios de teatro infanto-juvenil do Rio de Janeiro e está em cartaz desde 2013.

O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças – Baseado em passagens da juventude do compositor Braguinha (ou João de Barro), o espetáculo, com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, conta a história de Carlinhos, um garoto que ouvia música em todo lugar por onde passava. A avó dele, pianista clássica, sempre estimulava a musicalidade do menino, mas o pai era contra. Carlinhos se junta a alguns amigos de escola e começa a criar belas canções de Carnaval. Ao ouvir as músicas compostas pelo filho, Seu Jerônimo se enche de orgulho do menino que se tornou um grande músico. A peça, que transporta o público aos divertidos carnavais de rua da década de 20 ao som de sucessos como “Balancê”, “Cantores do Rádio”, “Pirulito que bate bate”, “Carinhoso” e “Chiquita Bacana”, foi vencedora em três categorias na edição passada do CBTIJ: Melhor Atriz em Papel Coadjuvante (Martina Blink), Direção de Produção (Entre Entretenimento) e Prêmio Especial pela qualidade do projeto (Diego Morais e Pedro Henrique Lopes), e recebeu outras 12 indicações.

Bituca – Milton Nascimento para Crianças – Com direção de Diego Morais, texto de Pedro Henrique Lopes e direção musical de Guilherme Borges, o musical se inspira na vida e na obra de Milton Nascimento para expor em cena a ternura e os desafios inerentes ao processo de adoção e as dificuldades de inserção de uma criança negra em um ambiente majoritariamente branco. Os atores Udylê Procópio (Milton), Martina Blink (Mãe), Aline Carrocino (Maricota), Anna Paula Black (Mãe Maria), Marina Mota (Professora) e Pedro Henrique Lopes (Salomão) contam a história do pequeno Milton que, ao ficar órfão aos 2 anos de idade, é adotado pelos patrões de sua avó. Chegando a Minas Gerais, o menino precisa lidar com o preconceito da sociedade por seu negro e ter pais brancos. Na trilha sonora, sucessos como “Coração de estudante”, “Travessia” e “Canção da América”. A peça foi indicada em 7 categorias no Prêmio CBTIJ e ganhou 4 estatuetas no Prêmio Botequim Cultural (Melhor espetáculo infanto-juvenil, Melhor Direção, Melhor Roteiro e Melhor Atriz Coadjuvante).

Serviços:

10/03 a 01/04

Luiz e Nazinha
– Luiz Gonzaga para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Guilherme Borges. Com Pedro Henrique Lopes, Aline Carrocino, Martina Blink e Sergio Somene. Conta a infância de Luiz Gonzaga no interior nordestino e a descoberta do amor, quando o jovem Luizinho se apaixona por Nazarena, filha de um coronel que não permite o namoro entre eles. (55 min). Teatro dos Quatro, Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea. Telefone: (21) 2239-1095. Sáb. e dom., às 17h. R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada). Livre. Capacidade: 402 pessoas.

07 a 29/04

O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Cláudia Elizeu. Com Pedro Henrique Lopes, Martina Blink, Augusto Volcato, Jean Pontes e Beto Vandesteen. Baseado em trechos reais da infância e juventude do compositor Braguinha (também conhecido como João de Barro), o espetáculo utiliza os grandes sucessos do compositor para, em forma de fábula, transportar os espectadores para a vida do músico e os divertidíssimos carnavais de rua do Rio de Janeiro de 1920. (55 min). Teatro dos Quatro, Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea. Telefone: (21) 2239-1095. Sáb. e dom., às 17h. R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada). Livre. Capacidade: 402 pessoas.



05 a 27/05


Bituca – Milton Nascimento para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Direção: Diego Morais. Direção Musical: Guilherme Borges. Com Udylê Procópio, Martina Blink, Aline Carrocino, Anna Paula Black, Marina Mota e Pedro Henrique Lopes. Chegando a Minas, o pequeno Bituca enfrenta, com bom-humor e determinação, o bullying dos colegas de escola por ser negro e ter pais brancos. (55 min). Teatro dos Quatro, Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea. Telefone: (21) 2239-1095. Sáb. e dom., às 17h. R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada). Livre. Capacidade: 402 pessoas.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com

 

Músico, produtor musical e DJ, Piraí é conhecido pela mistura de gêneros como house, deep house, soul, lounge e MPB.

PIRAI @ CAFE DE LA MUSIQUE BEACH
Sábado, 31 de março. 17h


Músico, produtor musical e DJ, Piraí é conhecido pela mistura de gêneros como house, deep house, soul, lounge e MPB. Com repertório marcado pela sofisticação e ecletismo, ele realiza performance ao vivo (Live PA) tocando saxofone, flauta e harmônica (gaita) no Cafe de La Musique Beach, quiosque localizado na Praia do Leblon (Posto 12) no próximo sábado, dia 31/03.
---
Cafe de La Musique Beach "Sunset"
Piraí
31/03, de 17h às 22h


Av. Delfim Moreira, s/n Qlb 08 - Praia do Leblon
Rio de Janeiro
Infos: (21) 97273-7467
Entrada gratuita

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  

A Audio Rebel traz, em 03 de abril (terça-feira), às 20h, o show de “Acrílico”, novo álbum da cantora Nina Becker.


Nina Becker traz turnê de disco “Acrílico” ao palco da Audio Rebel

A Audio Rebel traz, em 03 de abril (terça-feira), às 20h, o show de “Acrílico”, novo álbum da cantora Nina Becker. A artista mostra as canções autorais inspiradas no audiovisual e em trios de bossa-jazz dos anos 50 e 60, somadas às suas próprias referências pessoais com o samba, pós-punk e a influência de sons experimentais da geração tropicalista. Os ingressos custam R$20 e a classificação etária é de 16 anos.

Inspirada no cinema, a carioca Nina Becker reúne o múltiplo talento no registro “Acrílico” (YBmusic/Natura Musical). O disco passeia por cores, espaços, acordes, estúdios, figurinos, desenhos e cenografias do Brasil dos anos 50 e 60. O álbum não é só um conjunto de canções, mas traz na bagagem a formação em design de Nina e sua experiência como cenógrafa e diretora de arte no cinema e na publicidade, imprimindo uma estética no registro e a busca pela extensão da linguagem musical para a linguagem plástica, complementando todas as canções. “Acrílico” é apresentado ao lado de banda formada por Pedro Sá (guitarra), Pedro Fonte (bateria), Rafael Vernet (piano) e Alberto Continentino (baixo).

Nina iniciou a carreira na big band Orquestra Imperial depois de passar mais de uma década trabalhando como diretora de arte, cenógrafa e figurinista. Durante 15 anos, ao lado de artistas como Moreno Veloso, Rodrigo Amarante e Kassin, nos bailes da Orquestra, refinou sua voz e sua presença nos palcos. Becker possui três trabalhos solo: “Azul” e “Vermelho” (ambos de 2010), e “Acrílico” (2017).

A Audio Rebel é a casa da música e arte alternativa no Rio. Localizada na Zona Sul, o local reúne artistas internacionais e nacionais de diversos gêneros, organizando ensaios e gravando discos de cantores independentes. Por lá também funciona uma loja de instrumentos musicais e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). O espaço fica na Rua Visconde de Silva, 55, em Botafogo.

O show nas palavras de Nina Becker:

dia 3 de abril vai rolar mais um show de lançamento de acrílico, meu mais recente disco. eu disse lançamento porque embora o primeiro show tenha sido em outubro do ano passado - o que parece que foi há mil anos atrás e na prática dos calendários ainda é ontem - o que se passa hoje em dia é que discos ficam em estado de lançamento permanente, furando camadas de resina comunicativa e mergulhando em túneis do tempo-espaço para chegar aos ouvidos ouvintes. para sempre. em novos lugares. novos momentos. outras pessoas. e situações. e contextos. cada experiência é unica e fortalece o percurso que o disco vai traçando, os significados que ele vai absorvendo.

esse show também serve para marcar a conclusão de um ciclo de filmagens cujo início foi há um ano atrás. por sua inspiração fortemente visual, e pelo fato de ter me dedicado por uma década ao cinema antes de começar a cantar, queria registrar em linguagem cinematográfica o processo de feitura do disco. para isso convidei o diretor felipe nepomuceno e o diretor de fotografia lula carvalho, dois artistas monstros da imagem em movimento. começamos uma série de filmagens experimentais em preto e branco com apenas uma câmera na mão, sem o compromisso de documentar o que estava acontecendo, e sim de apenas buscar as belezas que se revelavam diante da lente da câmera enquanto as canções tomavam forma. assim captamos os ensaios, as gravações das bases, as das vozes e agora captaremos o show.

não sabemos ainda qual será o resultado final desse trabalho, e essa é uma das maiores belezas. a única certeza é a de que estamos fazendo um cinema artesanal e que a intenção é traduzir o acrílico para a tela. esse filme ou série de pequenos filmes ou clips, ou o que for, vai ser lançado ainda esse ano pelo canal brasil.

será um espetáculo produzido a 16, (na verdade infinitas) mãos: entro naquele espaço com a missão de “acrilicar” aquele lugar, vou envelopar todas as superfícies que puder com materiais em preto e branco; somam-se as mãos dos músicos da banda, rafael vernet (piano), alberto continentino (contrabaixo), pedro sá (guitarra) e pedro fonte (bateria); a mão do duda, nosso engenheiro de som e co-produtor do disco; a mão do felipe nepomuceno, que sem walkie-talkies, gruas e outros aparatos estrombólicos, vai dirigir essa captação e a mão do fotógrafo lula carvalho, que vai iluminar o show e deixá-lo interessante para a câmera e para a plateia --> as mãos calorosas da plateia.

não foi planejado que o final das filmagens seria um show, nem que seria na rebel. essas coincidências felizes vieram de todo o processo, de adaptar as agendas e as vontades de cada um dos envolvidos e o fato é que estou encantada pela ideia de que esse, que é o meu primeiro show na rebel, vai ser registrado da maneira mais bonita que eu poderia imaginar. quero convidar todos vocês para participar dessa noite especial, dessa noite que vai ser uma parte viva do acrílico acontecendo na nossa frente, na vossa frente, dentro da gente, sem saber exatamente o que vai acontecer, como a própria vida é.
um forte abraço e até lá!

Ouça “Acrílico”: https://goo.gl/VsmGhb

Serviço
Nina Becker
Data: 03/04/2017 (terça-feira)
Horário: 20h
Local: Audio Rebel
Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$20
Classificação: 16 anos
Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)
Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito. Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito
Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp
#agendaculturalrj

  

Edward Bond Para Tempos Conturbados é um espetáculo original da Companhia Involuntária, livremente inspirado nas peças e nos manifestos, poesias e textos não teatrais do dramaturgo contemporâneo inglês Edward Bond.

EDWARD BOND PARA TEMPOS CONTURBADOS

Espetáculo livremente inspirado na obra de Edward Bond
“Até que ponto nossas ideias são realmente nossas? E se em alguns momentos acreditamos estar expressando os nossos sentimentos mais fortes, profundos e pessoais, quando na verdade estamos sendo nada mais que uma marionete? Esta é uma das terríveis consequências da injustiça social. Nossos gritos mais altos e nossos sussurros podem estar sendo ditos por outra pessoa. ”
Edward Bond Para Tempos Conturbados é um espetáculo original da Companhia Involuntária, livremente inspirado nas peças e nos manifestos, poesias e textos não teatrais do dramaturgo contemporâneo inglês Edward Bond. Considerado um dos principais autores de teatro vivos, com uma obra altamente controversa por causa da violência de seus textos e seus pensamentos sobre os rumos da sociedade.
Com uma narrativa fragmentada composta de cenas interdependentes e núcleos performáticos, a obra pretende refletir sobre as injustiças e processos de desumanização da nossa sociedade. A peça procura trazer o espectador para um diálogo franco sobre a busca por um entendimento de nossos papéis como indivíduos dentro da sociedade.
Em sintonia com questões absolutamente contemporâneas, o espetáculo é um convite positivo ao desacordo. A sequência de imagens não maniqueístas pretende provocar uma reflexão contundente sobre que caminho seguir. A peça apresenta estilhaços de um mundo em que as personagens são incapazes de articular. Mais do que apontar caminhos, o objetivo da obra é tornar o espectador em um ser politicamente mais ativo. O espetáculo estreia dia 02 de março no Teatro Poeira e fica em cartaz de quinta a domingo até o dia 29 de abril.
“Os escravos usavam correntes em seus pés. Eles viam as correntes e eles sabiam que eram escravos. Na sociedade moderna, as correntes nem sempre são tão fáceis de ver. Muitas vezes elas ficam dentro da mente. ”

SERVIÇO
Espetáculo: Edward Bond Para Tempos Conturbados
Teatro Poeira: Rua São João batista, 104 Botafogo, Rio de Janeiro. (21)2537-8053
Temporada: 02 de março a 29 de Abril 2018 – quinta a sábado 21h, domingo 19h.
Ingressos: R$60,00 (inteira), R$30,00 (meia)
Duração: 70 min
Não recomendado para menores de: 16 anos
Gênero: Comédia Dramática.


Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

Bossa Nova Mall prepara dia especial para crianças na Páscoa Oficinas de pintura, caça ao tesouro com o Coelhinho, gincanas e teatrinho infantil são destaques da programação

Bossa Nova Mall prepara dia especial para crianças na Páscoa

Oficinas de pintura, caça ao tesouro com o Coelhinho, gincanas e teatrinho infantil são destaques da programação


O Bossa Nova Mall irá preparar uma Páscoa animada para os pequenos. No sábado, dia 31, o shopping vai oferecer uma programação especial de Páscoa, de 11h às 14h. Começando o dia, às 11h, a criançada poderá curtir a apresentação da peça Patrulha Canina, no subsolo do Bossa. Em seguida, de 12h às 14h, na praça de eventos, os pequenos vão participar de diversas atividades recreativas temáticas, com a presença única do Coelhinho do Bossa.

A entrada é franca.

Para começar, a peça daPatrulha dos Cães chega com sua turma de cachorros, liderada por Ryder, um menino de dez anos de idade. A Patrulha é um grupo de adoráveis filhotinhos que ensinam às crianças sobre cidadania, coragem e convivência com o próximo. Com o apoio dos animais, o Ryder consegue salvar várias vidas.

A partir de 12h, as crianças poderão participar de gincanas, caça ao tesouro e uma animada oficina de maquiagem, que dará a chance dos pequenos se caracterizarem de coelhinhos, além de personalizarem seus próprios ovos decorativos. Todas as atividades serão acompanhadas pelo Coelho do Bossa, que irá distribuir mini trufinhas da Cacau Show para todas as crianças que participarem do evento. A marca, novidade no shopping, abre em breve uma filial no mezanino.

#agendaculturalrj

#PascoanoBossa #VemProBossa#BossaNovaMall #TeatroInfantil#ProgramaçãoInfantil

Serviço
Bossa Nova Mall
Data: 31/03 - sábado
Horário: 11h às 14h
Local: Subsolo e praça de eventos do Bossa Nova Mall

Entrada Gratuita

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

30 de mar de 2018

A peça premiada “As Divinas Mãos de Adam”, do escritor e dramaturgo Roberto Muniz Dias, volta ao Rio de Janeiro e leva o público a questionar pensamentos e crenças com temas sensíveis, como desejo na velhice, solidão, homoafetividade, homofobia, religião, preconceitos e deficiência física.

AS DIVINAS MÃOS DE ADAM ESTÁ DE VOLTA AO RIO
Drama premiado em 2015 como melhor texto teatral pelo Prêmio Dalcídio Jurandir, "As Divinas Mãos de Adam"


 do dramaturgo e escritor Roberto Muniz Dias, está de volta ao Rio sob a direção de Emer Lavinni.

“As Divinas Mãos de Adam”estreia no dia 02 de abril, segunda-feira, no Espaço Casa Rio em Botafogo e gira em torno de temas sensíveis como homoafetividade,homofobia, religião, sexualidade e deficiência física.

A peça premiada “As Divinas Mãos de Adam”, do escritor e dramaturgo Roberto Muniz Dias, volta ao Rio de Janeiro e leva o público a questionar pensamentos e crenças com temas sensíveis, como desejo na velhice, solidão, homoafetividade, homofobia, religião, preconceitos e deficiência física.

Dirigida por Emer Lavinni e realizado pela Cia Popular Versátil, o drama que é dividido em dois atos, narra a história de Adam (Héctor Medina) um jovem imigrante, que passa dificuldades em um país distante e Stephen (Mario Cardona), um paraplégico que ainda acredita em alguma humanidade com a possibilidade de sentir prazer. E Rita (Ana Carolina Rainha), frustrada e rancorosa, responsabiliza o irmão, Stephen, pela sua falta de conquistas. Unidos por sentimentos de raiva, tristeza, incapacidade e desejos reprimidos, eles entram em confronto por algum fato que pode ter acontecido.

Mas o que será que realmente aconteceu?
O drama é dividido em dois atos. No primeiro temos Adam – um jovem imigrante, morando num país distante de sua terra natal. Saiu de casa para novas oportunidades numa cidade grande. Sem emprego, morando num albergue, sem o apoio da família, nem amigos. A beira do desespero, tentando se manter numa cidade prestes a engoli-lo vivo, procura por emprego nos classificados do jornal impresso de maior circulação. Aceitou uma oportunidade de emprego um tanto quanto estranha. A caminho da provável entrevista de emprego, Adam repensa arrisca-se nesta inusitada forma de ganhar dinheiro.

Nos classificados lia-se: “Paga-se bem para desempenhar serviços sexuais [masturbação] a um homem cego e que não tem controle completo das mãos. Ambos os sexos”. Este homem do anúncio é Stephen, paraplégico, sem os devidos movimentos das pernas e das mãos. Mas que ainda acreditava em alguma masculinidade e humanidade, expressas pela possibilidade de ainda sentir prazer. Medo, confusão, tensão e empatia, neste primeiro ato, dão lugar a uma inusitada amizade. No segundo ato, temos a presença de Rita, que cuida do irmão e aparece, de repente, no quarto, deparando-se com uma cena inesperada. Então, começa a fazer suposições que afetam as individualidades dos dois homens, confrontados pela mentira, o onírico e o divino. Mas o que de fato aconteceu? Que transformações se operaram naquelas três pessoas tão diferentes? No final, somos defrontados com nossos próprios desejos, pensamentos e crenças.

Para o autor: romancista, dramaturgo e mestre em Literatura pela UNB, transpor para o palco questões presentes na sociedade moderna como afetividade, respeito à diversidade, bem como assuntos relacionados às pessoas com deficiência física são temas importantes para trazer à comunidade a conscientização sobre diferentes formas de afetividade e inclusão social. A peça gira em torno de áreas como Psicologia e Sociologia pela abordagem de temas sensíveis como homoafetividade, deficiência física, homofobia e sexualidades.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Ana Carolina Rainha, Héctor Medina e Mario Cardona
Texto: Roberto Muniz Dias
Direção Artística: Emer Lavinni
Iluminação: Anauã Vilhena
Cenário e Figurino: Nina Nabuco
Trilha Sonora Original: Lucas Simonetti
Fotografia: Helton Santos
Fonoaudióloga: Leila Mendes
Assessoria Imprensa: Dulce Siqueira /Komulinka Comunicação.
Realização: Cia Popular Versátil

SERVIÇO:
Espetáculo: As Divinas Mãos de Adam
Temporada: Dias 02 -09 -16 e 23de abril de 2018
Horário: Segundas-feiras, às 20h.
Local: Teatro Casa Rio
Endereço: R. São João Batista, 105 - Botafogo, Rio de Janeiro - RJ,
Ingressos: R$40,00 (inteira), R$20,00 (meia) e R$ 10,00 (amiga)
Informações: 2148-6999
Capacidade: 35 lugares
Gênero: Drama
Duração: 60 min.
Classificação etária: 14 anos

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  

ROLÉ CARIOCA 2018 Projeto lança agenda 2018 com evento no CRAB 31 de março de 2018 Realizado desde 2013, o Rolé Carioca entra em sua 6ª temporada com a marca de mais de 150 km percorridos mais de 40 passeios gratuitos, levando histórias da cidade do Rio de Janeiro para mais de 20 mil pessoas.

ROLÉ CARIOCA 2018
Projeto lança agenda 2018 com evento no CRAB

31 de março de 2018

Realizado desde 2013, o Rolé Carioca entra em sua 6ª temporada com a marca de mais de 150 km percorridos mais de 40 passeios gratuitos, levando histórias da cidade do Rio de Janeiro para mais de 20 mil pessoas. A agenda desse ano será lançada em um evento no CRAB – Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro, dia 31 de março. Sempre inovando a cada ano, a edição 2018 traz o “Rolé Visita”, passeios a locais e instituições específicas e seus entornos, sem deixar de realizar os já roteiros a pé do projeto.


 Toda a agenda será lançada no evento do dia 31/03 para um público ávido pela programação do ano. O Rolé Carioca é uma realização do Estúdio M’BARAKÁ e co-realização do CRAB, com consultoria de conteúdo dos professores do curso de História da Estácio, Rodrigo Rainha e William Martins.

“Caminhar pela cidade sem rumo ou sem preocupação, flanar, nas palavras de Baudelaire, é divagar pelo espaço urbano e apreciar suas sutilezas. Explorar a cidade é também um movimento para transformá-la, compreendendo sua história e percebendo suas nuances, signos e deformidades”. Afirma Isabel Seixas, coordenadora do projeto, que tem como objetivo principal promover o encontro de moradores e visitantes com a cidade e sua história
.

SOBRE O EVENTO DE LANÇAMENTO DO ROLÉ 2018

A agenda de 2018 será inaugurada com uma manhã de atividades e oficinas celebrando a relação entre a cidade e os festejos populares. A programação conta com: Rolé pela praça Tiradentes e CRAB; Oficina de percussão; Oficina de Máscaras; e Oficina de adereços para fantasias.

Rolé pela Praça Tiradentes + Visita ao CRAB– O já tradicional passeio pela Praça Tiradentes com visita guiada à exposição Festa brasileira: Fantasia feita à mão. No passeio será abordada a relação da Praça Tiradentes com a diversão e os festejos populares!

Oficina de percussão* – Na oficina será possível fazer uma experimentação de alguns instrumentos, com a ala de batuqueiros do bloco da Terreirada Cearense, que pesquisa a cultura popular do Cariri e a transporta para o carnaval do Rio de Janeiro.

- Oficina de Máscaras de seres fantásticos* – Com inspiração na obra de Mestre Noza, um dos maiores nomes da arte popular de Pernambuco, Rodolfo Darsie - artista multimídia, irá ensinar como produzir do zero uma das máscaras populares que representam ludicamente personagens e histórias das manifestações populares do Brasil.

Oficina de adereços para fantasia* – Com diversas cores e texturas, as festas brasileiras são um presente aos olhos e carregam muitos significados, para além do embelezar. Nessa oficina, facilitada por Bruno Rubinato, do bloco da Terreirada Cearense, o público terá a oportunidade de produzir algumas peças símbolos de festejos, do Reisado do Cariri ao Carnaval de rua carioca.

* As inscrições serão realizadas no local, a partir das 9h30 por ordem de chegaa. Valgas limitadas.

ROLÉ VISITA – a novidade da edição 2018 !

O “Rolé Visita”é um módulo onde uma edificação é escolhida como ponto principal do passeio, que revela sua história e contempla todo o seu entorno. O CRAB foi selecionado para o ponta pé inicial do “Rolé Visita” devido a importância histórica da edificação, exposição em cartaz e proximidade da Praça Tiradentes. Para 2018 o “Rolé Visita” vai contemplar o Museu Nacional, Jardim Botânico, o Museu de Belas Artes entre outros espaços.

AGENDA ROLÉ CARIOCA 2018

27 de Maio – Centro: Avenida Rio Branco

10 de Junho - Rolé Visita: Futebol

07 de Julho - Marechal Hermes

29 de Julho – Rolé Visita: Museu Nacional

26 de Agosto – Centro: Primeiro de Março, antiga Rua Direita

30 de Setembro - Rolé Visita Jardim Botânico

21 de Outubro - Aterro do Flamengo

25 de Novembro – Andaraí

01 de Dezembro - Rolé Visita: Museus Belas Artes


SERVIÇO
Lançamento agenda Rolé 2018
Data: 31 de março de 2018
Local: CRAB - Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro
Endereço: Praça Tiradentes, 69-71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20060-070
Horário: a partir das 9h30
Inscrições oficinas no dia do evento.
GRÁTIS

www.rolecarioca.com.br

Agenda Cultural RJ ▪ 
Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

Aisha é uma menina refugiada da Síria que se perdeu de seu pai e embarca em uma aventura “Pelos 4 cantos do mundo” para reencontrá-lo.

PELOS 4 CANTOS DO MUNDO

Aisha é uma menina refugiada da Síria que se perdeu de seu pai e embarca em uma aventura “Pelos 4 cantos do mundo” para reencontrá-lo. Nessa jornada Aisha viaja do mar ao céu e conhece diversos países onde faz amizades inusitadas que a ajudam nessa emocionante busca. Para isso, o cenário se transforma de forma simples e surpreendente, os atores interpretam vários personagens, dançam e manipulam a boneca Aisha, criando um espetáculo lúdico, divertido e emocionante.

Atuação: Breno Sanches, Hugo Souza e Roberto Rodrigues
Direção e Dramaturgia: Breno Sanches
Colaboração Dramatúrgica: Hugo Souza e Roberto Rodrigues
Direção Musical: Marcelo H
Direção de Manipulação e Confecção – Marionete: Marcio Newlands
Direção de Humor: Ana Carolina Sauwen
Coreografia: Paulo Cristo
Preparação Vocal: Jane Celeste e Roberta Bahia
Cenário e Adereços: Fernando Mello da Costa
Figurino: Patricia Muniz
Iluminação: Ana Luzia de Simoni
Produção: Pagu Produções
Realização: Cia Teatral Milongas

10 de março a 15 de abril de 2018
Sábados e domingos sempre às 16h
R$ 40,00 (inteira) - R$ 20,00 (meia) – R$ 15,00 (lista Amiga)
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: livre
Teatro Ipanema

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj


8 de abril, Dia Mundial do Povo Cigano. de 10h às 19h São 9 horas de evento, um domingo inteiro do jeito que os ciganos gostam, a céu aberto e contato direto com a natureza, num sítio com área verde de 125mil m2.

2° festival Internacional de Cultura Cigana

8 de abril, Dia Mundial do Povo Cigano. de 10h às 19h São 9 horas de evento, um domingo inteiro do jeito que os ciganos gostam, a céu aberto e contato direto com a natureza, num sítio com área verde de 125mil m2.

Pela manhã, muito lazer, com piscina, sauna e momento ZEN; técnica de relaxamento, com o cigano Handam, que é terapeuta holístico.

Paralelo ao evento acontece, a Feira de Art& Cultura com Moda, artesanato, esoterismo, religiosidades, literatura, decoração e Gastronomia, e atendimento com Oráculo de Ísis, cartomantes, videntes, baralho cigano, tarólogos, massagem terapêutica holística, radiestesia, etc
Oficina de História do povo cigano no Brasil, com a historiadora Natally Rocha e Workshops de Dança: Fusão árabe-cigana, O Pandeiro na Dança Cigana e Técnicas de baile Flamenco, ministrados por professores que são bailarinos e coreógrafos.
Cerimônia de abertura, com Roda cigana e homenagem ao cigano Roberto Marttini
Mostra- livre - apresentações não-competitivas, em solo, duo, trio e grupo de Danças

Concurso de Dança cigana, artística e tradicional - apresentações em solo, duo, trio e grupo, onde há competição e premiação aos vencedores
Shows de Gala- 4 bailarinos renomados apresentam o Show de Gala: Aguinaldo Cabral, Annya Kalitsch, Dalia El Mahin e o bailaor cubano Miguel Alonso, que encerra o Show de Gala com a Dança flamenca.
E no final do festival um grande Bailão cigano, onde todos o público é convidado a dançar com a Banda da Família Vacite, com Mio cigano e seus filhos, os mesmos ciganos que fizeram parte da novela Explode Coração
Todas as atividades estão incluídas no valor do ingresso ( exceto oficina, workshops e atendimentos individuais e compras na Feira )

Ingressos antecipados com desconto= 60 reais/cada
VAN ( saídas da Tijuca, centro, zona sul, Barra ida e volta ) = 40 reais
PROMOÇÕES:
INGRESSO + VAN= 90 reais
Na compra antecipada de 4 ou mais ingressos, até dia 3 de abril, tem DESCONTÃO = 50 reais/cada
PROMOÇÃO PARA GRUPO: Compre 10 ingressos e receba 1 INGRESSO GRÁTIS



INFORMAÇÕES E RESERVAS PELO ZAP:
993008398- Lucia Sons
979501673- Giovana Garces
E-MAIL: luciasons@gmail.com

Endereço do Sítio: Estrada Boca do Mato 1209, Jacarepaguá. Essa rua faz esquina com a estrada dos Bandeirantes, altura do Shopping Vargem e do Supermercado Sachinho

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  

“Farnese de Saudade” estreou em 2012 no Rio de Janeiro e foi a primeira vez que a vida e obra de Farnese serviram de inspiração para uma encenação artística, após 16 anos de sua morte.


70 ANOS
DE FARNESE DE ANDRADE NO RIO DE JANEIRO!

Farnese de Saudade


Atuação, dramaturgia e instalação Vandré Silveira

Direção Celina SSodr
De 01 de março à 29 de abril no Teatro Poeirinha



Após o sucesso na temporada de estreia, há 6 anos, o espetáculo-instalação “Farnese de Saudade” volta aos palcos ainda mais sólido e emocionante. Com temporada no Teatro Poeirinha, em Botafogo, a peça busca mostrar a vida deste grande artista brasileiro, muito reconhecido em sua época, mas infortunadamente esquecido com o tempo. Nessa remontagem, Vandré Silveira se aproxima ainda mais da aparência de Farnese, trazendo um personagem ainda mais vivo ao palco.

A temporada de 2018 marca e celebra os 70 anos da chegada de Farnese de Andrade ao Rio de Janeiro. Com essa inspiração o idealizador do espetáculo traz de “corpo e alma” Farnese de volta à cidade maravilhosa. A peça fala sobre a vida e obra do artista plástico mineiro, levando o espectador a mergulhar nos pensamentos e no momento de criação do artista.

– “Estar no palco como Farnese de Andrade é muito mais que interpretar um personagem, é como encarnar este artista, viver as emoções que ele viveu, na vida e ao criar suas obras, e transparecer essa ebulição para a plateia. Que eles vejam o grande artista que ele foi e sempre será, apesar de sua popularidade ter se esvaído com tempo após seu falecimento.” – explica Vandré.

Coincidência ou não, Vandré Silveira e Farnese de Andrade são artistas mineiros que vieram ao Rio de Janeiro para mostrar sua arte. O primeiro contato de Vandré com a obra de Farnese foi em 2007, momento em que começou a investigar sua história e sua arte. No mesmo ano, o ator conheceu Jô Frazão, pesquisadora que organizou o material de Farnese para os livros da editora Cosac Naify. A partir daí, iniciou-se uma pesquisa intensa com documentos, fotos e entrevistas. Conheceu Dona Bia e Atabalipa de Andrade (Xuca), os irmãos do artista plástico.

Inspirado em seu trabalho e na obra de Louise Bourgeois, Vandré projetou a instalação do espetáculo: uma gaiola de ferro, no formato de uma cruz, em referência à religiosidade mineira, que é também uma delimitação do espaço da encenação. Como uma extensão do trabalho do ator, a instalação conta ainda com peças e objetos do “universo farnesiano”, garimpados durante dois anos nas areias das praias de Botafogo e Flamengo, em antiquários e na feira da Praça XV, no Rio de Janeiro, locais que fizeram parte da trajetória do artista plástico, que chegou no Rio de Janeiro em 1948.

– “As obras do Farnese são carregadas de sentimento, de rememorações de sua vida, sua infância, sua família. São de uma delicadeza e uma brasilidade surpreendentes, afinal, o artista coletou inúmeros objetos que utilizou nas obras pelas ruas e praias da nossa cidade.” – conta Vandré.

“Farnese de Saudade” estreou em 2012 no Rio de Janeiro e foi a primeira vez que a vida e obra de Farnese serviram de inspiração para uma encenação artística, após 16 anos de sua morte. Idealizado por Vandré Silveira, que além de atuar, também assina a dramaturgia e a elogiada cenografia, o monólogo conta com a direção de Celina Sodré e produção de Caio Bucker.


PRÊMIOS

- Prêmio de Melhor Ator para Vandré Silveira no Festival Home Theatre 2014;

- Prêmio de Melhor Cenário no 2º Prêmio Questão da Crítica.

- Indicado ao 25º Prêmio Shell na categoria Melhor Cenário;

- Indicado ao Prêmio Questão da Crítica na Categoria Especial, pela pesquisa do projeto;

- Selecionado como participante do evento Plataforma Rio 2012;

- Destaque como um dos melhores espetáculos em cartaz, recomendados pelas revistas Bravo! e Veja Rio.

“... A narrativa, em primeira pessoa, perpassa temas como evolução, fé, construção do tempo e eternidade. A atuação de Silveira é fruto de cinco anos de pesquisa e dá passagem às alteridades psicofísicas e à ascensão espiritual de Farnese. A direção organiza poeticamente esse fluxo."

Valmir Santos (Revista Bravo / Março de 2012)

FICHA TÉCNICA
Atuação, dramaturgia e instalação: VANDRÉ SILVEIRA
Direção: CELINA SODRÉ
Figurinos: CELINA SODRÉ
Iluminação: RENATO MACHADO
Fotos de Divulgação: VICTOR POLLAK
Fotos de Cena: RODRIGO CASTRO
Design Gráfico: MARCELLO QUEIROZ
Vídeo: PEDRO SODRÉ (Copa Filmes)
Assistente de Direção: TUINI BITENCOURT
Cenotécnica: FELÍCIO ALVES e HÉLIO LOPES BARCELOS
Direção de Produção: CAIO BUCKER
Produção Executiva: DANIEL GOFMAN
Produção de Turnê: RICARDO FERNANDES
Mídias Digitais: PRIMETIME PROJETOS EMPREENDEDORES
Administração: CISSA FREITAS e FRANCISCO JÚNIOR
Assessoria Jurídica: NAZÁRIO & WERNECK ADVOGADOS
Assessoria de Imprensa: DOIS PONTOS ASSESSORIA
Coprodução: LANÇAMENTO NOVO PRODUÇÕES
Realização: BUCKER PRODUÇÕES ARTÍSTICAS e VANDRÉ SILVEIRA

SINOPSE

O universo do artista plástico mineiro Farnese de Andrade é tema do espetáculo-instalação “Farnese de Saudade”. O premiado monólogo é idealizado pelo ator Vandré Silveira, que também assina a dramaturgia e a instalação cênica. Como uma manifestação do artista, Vandré narra suas experiências em primeira pessoa, e é também objeto-criatura de Farnese.

SERVIÇO
Temporada: 01 de Março a 29 de Abril de 2018
Local: Teatro Poeirinha
Endereço: Rua São João Batista, 104 - Botafogo - RJ

Telefone: 2537-8053
Horário: Quintas, sextas e sábados às 21h e Domingos às 19h
Ingressos: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia)/ R$ 20,00 (Star Palco)
Classificação: 12 anos
Duração: 50 minutos

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

“OLHINHO DE HISTÓRIAS” É UM PROJETO DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS E TERÁ APRESENTAÇÕES NOS DIAS 01, 08, 15, 22, 29 DE ABRIL EM BOTAFOGO


“OLHINHO DE HISTÓRIAS” É UM PROJETO DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

E TERÁ APRESENTAÇÕES NOS DIAS

01, 08, 15, 22, 29 DE ABRIL EM BOTAFOGO


Com apresentações dias 01, 08, 15, 22 e 29 de abril, no horário das 11h, o público infanto-juvenil poderá curtir os espetáculos “HISTÓRIAS DO FUNDO DO BAÚ” e “O FIO DA VIDA” com música e muita diversão.

OLHINHO DE HISTÓRIAS – Contação das “Histórias do Fundo do Baú” e “O Fio da Vida”

Com Thaiane Leal, Anderson Barreto, Léo França e Renata Neves.

Histórias sobre o folclore brasileiro e o ciclo da vida são contadas neste projeto de sucesso.

ESPAÇO CULTURAL OLHO DA RUA. (Rua Bambina, 6. Botafogo) Tel.: 3178-6601 / 980927467.
Dias 01, 08, 15, 22 e 29 de abril. Horário: Domingos às 11h.
R$ 30,00 (Desconto de 50% para idosos, e estudantes)
Estréia: 01 de abril
Temporada: Até 29 de abril
Classificação Etária: Livre.
45 min.
Lotação: 80 lugares.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

A música boa faz casa no Teatro Ipanema, no feriado do dia 30 de março (sexta-feira). As atrações Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam canções autorais de seus discos lançados recentemente.



Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam no Teatro Ipanema
A música boa faz casa no Teatro Ipanema, no feriado do dia 30 de março (sexta-feira). As atrações Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam canções autorais de seus discos lançados recentemente. Mus já passou por diversos palcos do Rio e contabiliza mais de uma década de carreira; de Niterói, Gragoatá divulga álbum homônimo lançado pela gravadora Coqueiro Verde; e a banda Tuyo é do Paraná e toca um folk com influência de synths. A casa abre às 18h e os shows começam às 19h. Os ingressos variam entre 25 e 50 reais e a classificação etária é livre.

Com uma carreira iniciada há mais de uma década, Victor Mus fez seu nome como vocalista de algumas bandas de rock. Em carreira solo há cinco anos, ele percorreu todas as regiões do Rio, em eventos como a Festa Literária da Zona Oeste (Flizo), na Cidade das Artes; o Sarau de Ideias de 2014, no Quiosque da Globo; o Teatro Gustavão da UFRRJ. No setlist do show, canções do EP de estreia, “Chão de Terra”, tais como o single “Castelo”, que ganhou um clipe.

Um dos destaques da efervescente cena independente fluminense, o trio Gragoatá apresenta as músicas do disco lançado em 2017, tais como “Rio Abaixo”, “Passarinho” e “Café Forte”, esta última presente na programação de canais de assinatura com seu videoclipe. Formada por Rebeca Sauwen, Fanner Horta e Renato Côrtes, a banda ganhou projeção nacional em 2015, após a participação de Sauwen no programa The Voice, da Rede Globo, e no hit “Linda, Louca e Mimada”, do Oriente.

Um folk futurista que funde o orgânico e o sintético. Assim pode ser definido o som do trio Tuyo, do Paraná. Formado por Jean Machado (violão) e as irmãs Lilian e Layane Soares (voz), eles tocam as canções do EP lançado no ano passado, “Pra Doer”, tai como “Amadurece e Apodrece”, um dos singles que acaba de ganhar clipe.

A primeira edição do evento é uma realização da produtora Rebuliço, com residência artística do Projeto Entre e apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo reunir novos artistas de todo o Brasil em palcos cariocas. Nada melhor do que fazê-lo em dos espaços culturais cariocas mais tradicionais, o Teatro Ipanema, que recebe apresentações de artistas renomados, além de promover apresentações de destaques da cena independente. O espaço fica na Rua Prudente de Moraes, 824.

Serviço
Rebuliço #1 com Victor Mus, Gragoatá e Tuyo
Data: 30/03/2018 (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Teatro Ipanema
Endereço: Rua Prudente de Morais, nº 824 - Ipanema - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$25 (meia e lista amiga) l R$50 (inteira)
Classificação etária: livre

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram

29 de mar de 2018

Agenda Cultural RJ

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com


  Instagram

Mart’nália no Teatro Rival


Mart’nália
Com personalidade artística plural, cantora sobe ao palco celebrado a vida e o aniversário do Teatro Rival Petrobras

É com o habitual alto astral que a cantoraMart’náliachega ao Teatro Rival Petrobras no mês em que a casa celebra 84 anos para apresentar o seu novo show “+ MISTURADO”, em duas apresentações: uma no dia 29 e outra no dia 30 de março, ambas às 19h30. Cantando seus sucessos, clássicos de seu pai Martinho da Vila e diversas personalidades, como Vinicius de Moares, Djavan, Candeia, Noel Rosa, Guilherme Arantes, Gilberto Gil, Arlindo Cruz, a cantora coloca neste trabalho - 11º álbum de sua carreira - diversidade rítmica.

“+ MISTURADO”, carrega o selo da conceituada gravadora “Biscoito Fino” e traz oito canções inéditas e sete regravações de grandes clássicos da MPB como “Estrela” (Gilberto Gil),“Tempo de Estio” (Caetano Veloso),“Linha do Esquador”(Djavan/Caetano) e o medley “Ela disse-me assim”/“Loucura” (Lupicínio Rodrigues). Além da participação de Martinho da Vila, em “Ninguém conhece ninguém”, o álbum traz outros dois duetos inéditos, um com Geraldo Azevedo e outro com o cantor e compositor congolês Lokua Kanza.

O show é uma mostra da personalidade artística plural de Mart’nália que sobe ao palco celebrado a vida.

Serviço

Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 400 pessoas. Data: 29 e 30 de março (Quinta e Sexta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Censura: 18 anos.www.rivalpetrobras.com.br. Metrô: Estação Cinelândia

Ingressos: Setor A: R$110 | Setor B: R$90

Venda antecipada pela Eventim -http://bit.ly/Ingressos2z0P23j
Bilheteria do Teatro Rival - Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h

*Meia entrada: Estudante, Idosos e Professores da Rede Pública

Siga o Rival nas redes sociais:

www.facebook.com/teatro.rival

Instagram: @teatro.rival

Twitter: @teatro_rival

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam no Teatro Ipanema A música boa faz casa no Teatro Ipanema, no feriado do dia 30 de março (sexta-feira).



Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam no Teatro Ipanema
A música boa faz casa no Teatro Ipanema, no feriado do dia 30 de março (sexta-feira). As atrações Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam canções autorais de seus discos lançados recentemente. Mus já passou por diversos palcos do Rio e contabiliza mais de uma década de carreira; de Niterói, Gragoatá divulga álbum homônimo lançado pela gravadora Coqueiro Verde; e a banda Tuyo é do Paraná e toca um folk com influência de synths. A casa abre às 18h e os shows começam às 19h. Os ingressos variam entre 25 e 50 reais e a classificação etária é livre.

Com uma carreira iniciada há mais de uma década, Victor Mus fez seu nome como vocalista de algumas bandas de rock. Em carreira solo há cinco anos, ele percorreu todas as regiões do Rio, em eventos como a Festa Literária da Zona Oeste (Flizo), na Cidade das Artes; o Sarau de Ideias de 2014, no Quiosque da Globo; o Teatro Gustavão da UFRRJ. No setlist do show, canções do EP de estreia, “Chão de Terra”, tais como o single “Castelo”, que ganhou um clipe.

Um dos destaques da efervescente cena independente fluminense, o trio Gragoatá apresenta as músicas do disco lançado em 2017, tais como “Rio Abaixo”, “Passarinho” e “Café Forte”, esta última presente na programação de canais de assinatura com seu videoclipe. Formada por Rebeca Sauwen, Fanner Horta e Renato Côrtes, a banda ganhou projeção nacional em 2015, após a participação de Sauwen no programa The Voice, da Rede Globo, e no hit “Linda, Louca e Mimada”, do Oriente.

Um folk futurista que funde o orgânico e o sintético. Assim pode ser definido o som do trio Tuyo, do Paraná. Formado por Jean Machado (violão) e as irmãs Lilian e Layane Soares (voz), eles tocam as canções do EP lançado no ano passado, “Pra Doer”, tai como “Amadurece e Apodrece”, um dos singles que acaba de ganhar clipe.

A primeira edição do evento é uma realização da produtora Rebuliço, com residência artística do Projeto Entre e apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo reunir novos artistas de todo o Brasil em palcos cariocas. Nada melhor do que fazê-lo em dos espaços culturais cariocas mais tradicionais, o Teatro Ipanema, que recebe apresentações de artistas renomados, além de promover apresentações de destaques da cena independente. O espaço fica na Rua Prudente de Moraes, 824.

Serviço
Rebuliço #1 com Victor Mus, Gragoatá e Tuyo
Data: 30/03/2018 (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Teatro Ipanema
Endereço: Rua Prudente de Morais, nº 824 - Ipanema - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$25 (meia e lista amiga) l R$50 (inteira)
Classificação etária: livre

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram

Edward Bond Para Tempos Conturbados - Com uma narrativa fragmentada composta de cenas interdependentes e núcleos performáticos, a obra pretende refletir sobre as injustiças e processos de desumanização da nossa sociedade

EDWARD BOND PARA TEMPOS CONTURBADOS

Espetáculo livremente inspirado na obra de Edward Bond
“Até que ponto nossas ideias são realmente nossas? E se em alguns momentos acreditamos estar expressando os nossos sentimentos mais fortes, profundos e pessoais, quando na verdade estamos sendo nada mais que uma marionete? Esta é uma das terríveis consequências da injustiça social. Nossos gritos mais altos e nossos sussurros podem estar sendo ditos por outra pessoa. ”
Edward Bond Para Tempos Conturbados é um espetáculo original da Companhia Involuntária, livremente inspirado nas peças e nos manifestos, poesias e textos não teatrais do dramaturgo contemporâneo inglês Edward Bond. Considerado um dos principais autores de teatro vivos, com uma obra altamente controversa por causa da violência de seus textos e seus pensamentos sobre os rumos da sociedade.
Com uma narrativa fragmentada composta de cenas interdependentes e núcleos performáticos, a obra pretende refletir sobre as injustiças e processos de desumanização da nossa sociedade. A peça procura trazer o espectador para um diálogo franco sobre a busca por um entendimento de nossos papéis como indivíduos dentro da sociedade.
Em sintonia com questões absolutamente contemporâneas, o espetáculo é um convite positivo ao desacordo. A sequência de imagens não maniqueístas pretende provocar uma reflexão contundente sobre que caminho seguir. A peça apresenta estilhaços de um mundo em que as personagens são incapazes de articular. Mais do que apontar caminhos, o objetivo da obra é tornar o espectador em um ser politicamente mais ativo. O espetáculo estreia dia 02 de março no Teatro Poeira e fica em cartaz de quinta a domingo até o dia 29 de abril.
“Os escravos usavam correntes em seus pés. Eles viam as correntes e eles sabiam que eram escravos. Na sociedade moderna, as correntes nem sempre são tão fáceis de ver. Muitas vezes elas ficam dentro da mente. ”


SERVIÇO
Espetáculo: Edward Bond Para Tempos Conturbados
Teatro Poeira: Rua São João batista, 104 Botafogo, Rio de Janeiro. (21)2537-8053
Temporada: 02 de março a 29 de Abril 2018 – quinta a sábado 21h, domingo 19h.
Ingressos: R$60,00 (inteira), R$30,00 (meia)
Duração: 70 min
Não recomendado para menores de: 16 anos
Gênero: Comédia Dramática.


Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

O premiado musical infantil 'O menino das marchinhas - Braguinha para crianças' volta ao cartaz em 7 de abril no Teatro dos Quatro

 

O premiado musical infantil 'O menino das marchinhas - Braguinha para crianças' volta ao cartaz em 7 de abril no Teatro dos Quatro

Espetáculo integra o projeto Grandes Músicos para Pequenos, que está em temporada no Teatro dos Quatro até maio.

Criado com o objetivo de homenagear e preservar a memória de grandes nomes da música popular brasileira, o premiado projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, criado pela Entre Entretenimento, está em temporada Teatro dos Quatro, na Gávea, com todos os espetáculos do repertório. Depois de ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças’, em março, ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças’ ocupa o espaço durante o mês de abril (07 a 29/04). Na sequência, será a vez de ‘Bituca – Milton Nascimento para Crianças’ (05 a 27/05), mais recente espetáculo do projeto, voltar à casa onde estreou no ano passado.

“Queremos apresentar a vida e a obra de importantes compositores para as novas gerações e promover o resgate da cultura brasileira através de espetáculos que envolvam toda a família em experiências inesquecíveis”, explica Pedro Henrique Lopes, autor, ator e sócio do diretor Diego Morais no projeto. “As crianças se divertem e os adultos sempre se emocionam. E o que buscamos é exatamente isso: um espetáculo que, ao mesmo tempo, aproxime as gerações, valorize a nossa cultura, e desperte a curiosidade”, acrescenta Morais.

O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças – Baseado em passagens da juventude do compositor Braguinha (ou João de Barro), o espetáculo, com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, conta a história de Carlinhos, um garoto que ouvia música em todo lugar por onde passava. A avó dele, pianista clássica, sempre estimulava a musicalidade do menino, mas o pai era contra. Carlinhos se junta a alguns amigos de escola e começa a criar belas canções de Carnaval. Ao ouvir as músicas compostas pelo filho, Seu Jerônimo se enche de orgulho do menino que se tornou um grande músico. A peça, que transporta o público aos divertidos carnavais de rua da década de 20 ao som de sucessos como “Balancê”, “Cantores do Rádio”, “Pirulito que bate bate”, “Carinhoso” e “Chiquita Bacana”, foi vencedora em três categorias na edição passada do CBTIJ: Melhor Atriz em Papel Coadjuvante (Martina Blink), Direção de Produção (Entre Entretenimento) e Prêmio Especial pela qualidade do projeto (Diego Morais e Pedro Henrique Lopes), e recebeu outras 12 indicações.

Serviço:

07 a 29/04


O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Cláudia Elizeu. Com Pedro Henrique Lopes, Martina Blink, Augusto Volcato, Jean Pontes e Beto Vandesteen. Baseado em trechos reais da infância e juventude do compositor Braguinha (também conhecido como João de Barro), o espetáculo utiliza os grandes sucessos do compositor para, em forma de fábula, transportar os espectadores para a vida do músico e os divertidíssimos carnavais de rua do Rio de Janeiro de 1920. (55 min).Teatro dos Quatro, Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea. Telefone: (21) 2239-1095. Sáb. e dom., às 17h. R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada). Livre. Capacidade: 402 pessoas.

Agenda Cultural RJ
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram

Na tragédia de Sófocles, representada pela primeira vez em 430 a. C., Édipo cumpre o destino


ÉDIPO E O REI, Um Acidente Mitológico"

Na tragédia de Sófocles, representada pela primeira vez em 430 a. C., Édipo cumpre o destino de matar o próprio pai, rei Laio e casar-se com a mãe, Jocasta, sem saber quem eles eram. Nesta versão - uma comédia rasgada e contemporânea, o oráculo de Delphos também anuncia o futuro de Édipo, e prevê que o rapaz será o assassino do próprio pai. Édipo foge do Corinto e vai para Tebas. Quando chega lá, Édipo encontra Tebas dominada pela terrível esfinge. Ele consegue derrotar o monstro e libertar a cidade. O povo passa a adorá-lo. Laio e Jocasta também caem de amores pelo jovem e levam Édipo para morar com eles no castelo. Depois de uma emboscada armada por Jocasta, ela é encontrada morta no palácio. A busca pelo assassino da rainha acaba revelando que Édipo é o autor do crime e que ele também é filho de Laio e Jocasta. O espírito do falecido Crísipo, ex-amante de Laio na juventude esclarece que o destino de Édipo foi a maldição imposta por seu pai, Pélops.

Elenco:
Francisco Alencar Vitti - Édipo
Gabriela Rosas - Jocasta
José karini - Laio
Beto Bruno - Creonte
Cadu Libonati, Ranther Melo, Breno Motta - Corifeu / personagens / tiresias / coro
Adriano Coelho - diretor
Laura Rissin - texto adaptado
Beto Bruno - direção de produção
Lessa de Lacerda - figurinista
João Irênio - cenógrafo
William Andrade- iluminador
Matheus VK – Trilha sonora

Serviço:
“Édipo e o Rei, um acidente mitológico”
Temporada: 24 de março a 09 de abril
Local: Teatro Ipanema
Endereço: R. Prudente de Morais, 824 - Ipanema, Rio de Janeiro
Horário Nobre: Sábado, às 21h, domingo e 2ª às 20h
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) R$ 20,00 (meia)
Capacidade: 222 lugares
Telefone: (21) 2267-3750
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos
Teatro Ipanema

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

Série Música no Museu / concerto

Série Música no Museu / concerto
O projeto tem como característica a formação de novas plateias, facilitando e incentivando a presença de crianças e jovens. A série contempla gêneros que vão do clássico ao contemporâneo e mescla novos talentos e nomes consagrados da música.

Dia 06
Sextas, às 18h
Sala de Sessões
60 min
Entrada Franca
Senhas 1 hora antes

Centro Cultural da Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20040-009, Brasil

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

Vitral “Entre Estrelas” - Lançamento de CD / show




Vitral “Entre Estrelas” - Lançamento de CD / show 
Eduardo Aguillar, um dos antigos integrantes da Banda Vitral, formada no início dos anos 80 com um estilo de música progressiva sinfônica, teve a ideia de produzir um álbum com músicas compostas para a banda. A proposta solo transformou-se na reunião dos antigos integrantes. Hoje, composta pelos músicos Claudio Dantas (bateria e percussão), Eduardo Aguillar (teclado) Luiz Zamith (guitarra), Marcus Moura (flautas, teclados e acordeão) e Vitor Trope (baixo) faz o lançamento do CD Entre as Estrelas.

Dia 03 Terça 19h R$ 40 e R$ 20 (meia) 120 min Teatro

Centro Cultural da Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20040-009, Brasil



Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs