quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Espetáculo “DEPOIS DO ENSAIO” está em cartaz no Oi Futuro Flamengo até dia 30/11


“DEPOIS DO ENSAIO”
O Oi Futuro Flamengo apresenta, pela primeira vez no Brasil, uma montagem teatral de Depois do Ensaio, de Ingmar Bergman, com estreia em 11 de outubro, sábado. Com direção de Mônica Guimarães, a peça tem no elenco Denise Weinberg, Leopoldo Pacheco e Sophia Reis e conta com o selo oficial da Ingmar Bergman Foundation.

Traduzido diretamente do sueco por Amir Labaki e Humberto Saccomandi,Depois do Ensaio foi escrito originalmente por Bergman em 1980 tornando-se um filme para televisão dirigido por ele mesmo quatro anos mais tarde. No elenco, Erland Josephson, Lena Olin e Ingrid Thulin.

“Depois do Ensaio tem muito a ver com minha atitude, minha relação com a arte teatral, com este ofício bagunçado, sombrio e cruel”, explicou o próprio Bergman. “Enquanto eu escrevia, devo ter atingido um nervo ferido ou, se quiser um veio subterrâneo de água. Do meu inconsciente, surgiram estranhos cipós retorcidos e ervas daninhas; tudo se transformou no mingau de uma bruxa. De repente, surge a amante do diretor, que é a mãe da jovem atriz. Ela morreu há anos, e ainda assim ela entra no jogo. No palco escuro, vazio do teatro, durante a hora tranquila, entre quatro e cinco horas da tarde, muito pode voltar para assombrá-lo. O resultado desta mistura é uma obra de televisão dramática que trata da vida no teatro”, completa.

Sinopse
Henrik Vogler (Leopoldo Pacheco), um diretor de teatro experiente e perfeccionista, ensaia a peça O Sonho, de August Strindberg. Depois de um tarde de trabalho, Vogler está em um "quase-cochilo" no palco quando volta ao teatro sua jovem protagonista, Anna (Sophia Reis), com a desculpa de procurar uma pulseira perdida. Durante o que seria uma conversa casual, surge uma avalanche de revelações pessoais. Inseguranças, quereres, desamores vão transformando o texto em obra confessional. Em uma licença poética, ou num devaneio, ou mesmo em um sonho, entra em cena Raquel (Denise Weinberg), mãe de Anna, que em outros tempos interpretou o papel que hoje é da filha. O que houve naquela época? Por que Raquel volta no devaneio de Vogler? Foi um amor? Houve algo que parece se repete agora na figura de Anna. Coisas de sonho. Coisas de teatro...

A Montagem
Ingmar Bergman (1918-2007), dramaturgo e diretor de cinema e teatro, foi um dos mais importantes artistas do século 20. Mais conhecido no Brasil por filmes como Morangos Silvestres e Fanny e Alexander, Bergman foi antes de tudo um homem de teatro.

Depois do Ensaio, uma das últimas obras escritas e filmadas pessoalmente por ele, é seu testamento sobre mais de meio século de devoção ao palco. A peça é seu mais íntimo mergulho nos bastidores do teatro e no cotidiano daqueles que dia-a-dia dedicam-se a ele. Segundo o crítico e realizador sueco Stig Bjorkman, um dos principais interlocutores e amigos de Bergman, o texto trata daquilo que, para ele, é a essência mesmo do papel de diretor, de seu ponto de vista sobre o teatro e sobre o jogo.

Para a diretora Mônica Guimarães, Depois do Ensaio “é uma oportunidade de refletir a própria profissão. E, nesta reflexão sobre nosso ofício, de revisitar as relações profissionais e as do quintal da sua própria casa. Exatamente como Vogler, o diretor, o faz na peça e também assim como Bergman insiste em sua obra - uma miscelânea de pensamentos, situações e reacessos das entranhas da sua própria vida. Depois do Ensaio é, sobretudo, uma celebração ao cinema e ao teatro”.

A Direção
Mônica Guimarães - Formada no Teatro Escola Macunaíma. Foi assistente e atriz de Myriam Muniz em diversas montagens. Idealizadora desse projeto, é atriz, diretora, produtora e professora. Deu aula no Teatro Escola Macunaíma e Teatro-Escola Célia Helena. Atuou em diversos espetáculos como Eras, uma trilogia de Heiner Muller sob direção de Marcio Aurelio,Nijinsky, de Naum Alves de Souza, ATIAG, de Celso Frateschi, Prova Contrária, de Fernando Bonassi com direção de Débora Dubois e Lenya, de Amir Labaki, sob a direção de Regina Galdino. É produtora executiva do É TUDO VERDADE – Festival Internacional de Documentários desde 2004.

O Elenco
Denise Weinberg (Raquel) - Fundadora do Grupo TAPA, onde permaneceu por 21 anos. Atriz mais premiada de sua geração recebeu no teatro dois Moliére, dois APCA, três Mambembe e sete prêmios em cinema. Atriz, diretora, tradutora e professora, seus últimos trabalhos foram Dançando em Lunassa, de Brian Friel, no teatro, Salve Geral, de Sergio Rezende, e De Pernas Pro Ar 1 e 2, de Roberto Santucci no cinema e na TV Globo, participou das minisséries Maysa, Dalva e Heriberto e A Teia, assim como da série Alice na HBO. Ministra regularmente em São Paulo oficinas de reciclagem e pesquisa para atores profissionais e orienta grupos de estudo de dramaturgia e leitura.

Leopoldo Pacheco (Vogler) - Estudou na FAAP e na EAD/ECA/USP. É, além de ator, diretor, figurinista, cenógrafo e visagista. Atuou em mais de 30 espetáculos de teatro e em 15 novelas e minisséries de TV. Foi vencedor do Prêmio Shell de melhor ator 2004 por Pólvora e Poesia, de Alcides Nogueira, sob a direção de Marcio Aurelio. Esteve há pouco na telenovela Jóia Rara, direção de Amora Mautner da TV Globo e integra o elenco da próxima novela das 19hs da TV Globo, Plano Astral.

Sophia Reis (Anna) - Estudou na FAAP e no Teatro-Escola Célia Helena. Foi VJ da MTV e na TV Bandeirantes integrou o elenco do seriado A Liga. No cinema participou do longa metragem Meu Tio Matou um Cara, de Jorge Furtado, e do curta metragem Esse Momento, de Vitor Leite. Como repórter do Yahoo! fez a cobertura da COPA 2012 em Londres. Atualmente é apresentadora do programa Eu Nunca da TV Gazeta.

Ficha Técnica
Direção: Mônica Guimarães
Elenco: Denise Weinberg, Leopoldo Pacheco e Sophia Reis
Tradução: Amir Labaki e Humberto Saccomandi
Música Original: Marcelo Pelegrini
Cenário: Marco Lima
Iluminação: Wagner Freire
Assistente de direção/produção: Pitxo Falconi
Produção RJ – Cláudio Rangel
Produtores Associados: Amir Labaki e Mônica Guimarães
Realização: Oi Futuro

Serviço:
Espetáculo: Depois do Ensaio
Autor: Ingmar Bergman
Tradução: Amir Labaki e Humberto Saccomandi
Direção: Mônica Guimarães
Elenco: Denise Weinberg, Leopoldo Pacheco e Sophia Reis
Local: Oi Futuro Flamengo (Rua 2 de Dezembro, 63 – Flamengo – Tel: 21- 3131-3060)
Gênero: drama
Estreia: dia 11 de outubro, sábado
Temporada: até 30 de novembro
Horário: de quinta a domingo às 20hs
Duração: 1h20
Classificação: 16 anos
Capacidade: 72 lugares
Preços: R$ 20,00 (inteira) com meia entrada para idosos e estudantes
Formas de pagamento: dinheiro e cartão de débito ou crédito
Bilheteria do teatro: terça a domingo, de 14hs às 20hs

Divulgação Cultural  - Agenda Cultural RJ 
Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas -Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 

 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Febril reestreia dia 1 de novembro no Parque das Ruínas em Santa Teresa



“Febril” é um espetáculo de narrativa fragmentada e intensa. Utilizando do mesmo dispositivo que Dostoiévski se serve em uma de suas novelas curtas, A Doce Criatura, a encenação também começa pelo fim, em busca dos motivos que levaram ao assassinato da personagem controversa. Fantasmas de uma memória atordoada e doentia, os personagens nesta adaptação são partes que ajudam a entender as razões do crime. Imersos em um ambiente decadente, em uma Rússia em processo de transformação, indo ao encontro dos valores ocidentais e perdendo sua tradição única, esses personagens estão perdidos pela crise gerada “com a Morte de Deus”, estão em nova configuração subjetiva de um mundo material e empírico, se afastando cada vez mais de qualquer relação metafísica. Neste cenário de personagens demasiados humanos, um homem cruza seus caminhos, um cristo renegado, um redentor realista e, em última instância, um idiota, o Príncipe Míchkin é a figura da salvação perdida, inútil para o caminho que a humanidade, na visão de Dostoiévski, caminha.

Com uma banda que toca ao vivo ditando o ritmo acelerado da montagem e uma instalação cênica que é formada por luzes em vermelho neon, a atmosfera febril se completa com a narrativa fragmentada e ágil. Atores e atrizes se entregam a experiência de compor personagens intensos e viscerais, que através de torções físicas proporcionam a visão de figuras que perdem o controle de suas atitudes e são devoradas pela força opositora de suas paixões exarcebadas, incontroláveis e avassaladoras a qualquer ideia racionalista. A trilha sonora visa passear pela música eslava e Russa, com influências dos cânticos ortodoxos, mas não deixando de lado o universo dos ritmos brasileiros, o rock, o jazz e outros estilos universais. “Buscamos sonoridades quentes e que visem acompanhar a atmosfera única da poética de Dostoiévski, utilizamos de inúmeros instrumentos e artifícios visando diversificar os arranjos mas mantendo uma referencia e um caminho que remeta as harmonizações da música sacraortodoxa da Russia”, comenta o diretor musical Pedrinhu Junqueira. Já a instalação cênica do artista plástico e iluminador Tomás Ribas (Prêmio Shell 2014 de Melhor Iluminação) é absolutamente pertinente ao espetáculo, pois ela vai diretamente ao encontro das direções que peça toma e deste modo potencializa o tom que a encenação produz. Ela fortalece a atmosfera de intensidade que a obra de Dostoiévski imprime.



Serviço

Sinopse: Nesta adaptação da obra O idiota de Dostoiévski, as circunstâncias do assassinato de Nastácia Filíppovna se transformam em peças de um quebra-cabeças que são apresentadas pelo olhar do Príncipe Míchkin. O espetáculo interage com uma instalação cênica e banda que toca ao vivo.
Direção e adaptação: Pedro Emanuel
Com a Cia em Obra e a Banda Irmãos Fiodorov
Elenco: Ana Luiza Cunha, Bruno Dubeux, Eduardo Parreira, João Lucas Romero, Julia Mendes, Marcos Derizans, Mario Terra, Paula Valente, Pedro Emanuel, Rubi Schumacher e Zeca Richa.
Local: Parque das Ruínas (Galeria). Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa, RJ.
Informações: 21 2252-1039
Reestreia: 01 de novembro, sábado, às 19h
Temporada: 01 a 30 de novembro. Sábados e domingos, às 19h.
(Não haverá apresentação no dia 16 de novembro.)
Ingresso: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)
Capacidade de Público: 50 pessoas
Não recomendado para menores de 14 anos
100 minutos
Drama

Divulgação Cultural Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 
 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

Arena Dicró recebe festival de multilinguagem - 4º ato do coletivo Resistência Cultural acontecerá no dia 1º de novembro, na Penha



Evento que se propõe a unir artistas cariocas para realizar uma interação direta em espaços públicos e periferias da cidade, o festival Resistência Cultural acontecerá no dia 1º de novembro, sábado. Voltado para todas as idades, o projeto terá entrada gratuita.

Idealizado pela banda de "hip-hop hardcore" Bala N'agulha, o festival tem como intuito conectar diversas linguagens artísticas, entre elas artes plásticas, fotografia e música, através de atividades como oficinas, exibições, grafite, shows e intervenções.

Programação:
14h - Abertura Angolano Dj e oficinas (Stencil com Rodrigo Uchôa e Grafite com John Yabeta)
15h - Cine Clube Subúrbio em Transe (sala multiuso)
15h30 - Pocket Show Thiago Akil e Suarez e Marcão Baixada
16h30 - Dom Quixote da Penha - esquete teatral com OS Dionísios Cia de Teatral
17h - Intervenção poética com Mayara Maria
17h30 - Pocket Show Antiéticos
18h - Abertura Palco principal: Maduros na Madruga
18h30 - Algoz
19h30 - Ludi Um e as Cabeças
20h30 - Nyl Mc
21h15 - Mano Teko
22h - Encerramento

Serviço:
Data: 01/11 (sábado)
Horário: a partir 14 horas
Local: Arena Carioca Dicró - Carlos Roberto de Oliveira
Endereço: Parque Ari Barroso, Penha (entrada pela rua Flora Lobo)
Telefone: (21) 3486-7643
Gratuito
Classificação etária: Livre

Divulgação Cultural - Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 
 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

Primavera dos livros - Feira literária no Museu da República - De 30/10 a 02/11 - Entrada Franca!

Os amantes da literatura têm muito o que comemorar. A maior feira editorial independente do Brasil, a Primavera dos Livros, acontece entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, nos jardins do Museu da República, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A poesia será um dos destaques do evento, que, além de homenagear a Cidade Maravilhosa, tem entrada franca e programação para todas as idades.

Pioneira em moda literária no país, a grife Poeme-se única do ramo presente à feira vai expor sua coleção de camisetas literárias.

O público aguardado é de 50 mil pessoas. A feira é uma realização da Liga Brasileira de Editoras (Libre) e conta com o patrocínio do BNDES e o apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e do Museu da República.

Serviço:
30 de outubro a 2 de novembro de 2014
Horário: 10h às 21h
Endereço: Museu da República – Rua do Catete, 153 - Catete – Rio de Janeiro
Classificação: Livre
Entrada franca


Divulgação Cultural Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 
 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Mostra Cine Literário De 27 a 31 de outubro, no Ponto Cine, em Guadalupe! Entrada Franca!



Poeme-se apoia mostra gratuita de cinema e literatura

Cine Literário movimentará a cultura da Zona Norte do Rio de Janeiro com filmes nacionais baseados em livros

Primeira grife poética do país, a Poeme-se apoia a 2ª edição do projeto Mostra Cine Literário, que acontece entre os dias 27 e 31 de outubro, no Ponto Cine, em Guadalupe, na zona norte, no Rio de Janeiro. O evento é gratuito e contará com a exibição de dez filmes nacionais baseados em obras da literatura brasileira. Após as sessões, que acontecerão às 9h e às 14h, especialistas vão debater as produções e o incentivo à leitura.

S
egundo Gledson Vinícius, idealizador da marca, a Poeme-se participará do encontro com a escada poética e distribuirá pílulas de poesia. “Esse evento é fantástico, apresenta a literatura como matéria prima para a sétima arte.”

Ele comenta também que, nos debates, entre outras coisas, os participantes discutirão sobre as dificuldades de transpor um livro para um projeto audiovisual. “O público vai conversar com diretores, atores, críticos e autores. Além disso, o Cine literário é fundamental para dar visibilidade a potência do território e do fazer cultural do Ponto Cine, iniciativa transformadora gerida por Adailton Medeiros e pelo Thiago Sales.
Serviço:
Endereço: Estrada do Camboatá, 2300, Guadalupe. Guadalupe Shopping. Rio de Janeiro.

Telefone: (21) 3106-9995

Data e Horário: de 27 a 31 de outubro, com sessões diárias às 09 e 14 horas

Divulgação Cultural - Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

Os Intolerantes A atriz Ivone Hoffmann encabeça o elenco da comédia Os Intolerantes, texto de Carla Faour e Henrique Tavares, que estreia dia 30 de outubro, no Teatro I do CCBB.






“Os Intolerantes”, texto inédito de Carla Faour e Henrique Tavares, dupla responsável por espetáculos que têm se destacado na cena teatral carioca, toma como ponto de partida um fato real, ocorrido no Rio de Janeiro e amplamente noticiado na imprensa, para extrapolar a realidade e discutir, com humor, como a intolerância está presente no nosso cotidiano. Com direção de Henrique Tavares, cenário de José Dias, figurinos de Patricia Muniz, iluminação de Aurélio de Simoni e elenco composto por Ivone Hoffmann, Carla Faour, Celso Taddei, Day Mesquita, Eder Martins de Souza, Juliana Guimarães, Leandro Santanna e Sérgio Abreu, “Os Intolerantes” é mais um texto da nova safra de autores brasileiros, que nos últimos anos comprova a renovação da dramaturgia nacional com textos que falam da nossa sociedade, que refletem a condição humana dentro da realidade brasileira.

Um jovem acusado de roubar a bolsa de uma senhora é capturado por um morador de Copacabana. As manifestações de apoio e de repúdio à atitude do morador provocam um acalorado debate entre as pessoas que passam pelo local. Entre eles estão um casal que estava indo para uma festa, uma estudante, um ciclista e a própria senhora, vítima do roubo. Nessa atmosfera entre a realidade, o pesadelo, e o delírio, estamos num dia atípico no Rio de Janeiro. Uma manifestação paralisa a cidade. A polícia foi toda deslocada para a área do conflito. O trânsito caótico deixa os personagens à deriva: “náufragos urbanos”. Perdidos numa Copacabana isolada, entregues à própria sorte. Eles se acusam mutuamente, à espera da polícia que nunca chega. O tempo passa e eles têm que decidir sobre o destino de um garoto preso a um poste. “Tenho a sensação de que estamos aqui à séculos”, diz um dos personagens, numa referência ao acúmulo dos vários tipos de intolerâncias e preconceitos ao longo dos tempos.

“No Brasil e no mundo, a convivência entre pessoas de diferentes culturas, classes sociais, etnias, credos e opções sexuais, está na pauta das discussões que norteiam as relações comportamentais de nossa época. A peça lança, através do humor, uma lente de aumento sobre os personagens, a situação absurda, a cidade e o próprio país”, comenta a autora Carla Faour. “Estamos numa cidade-paraíso à beira do caos e acompanhamos personagens que escapam à nossa compreensão. O público torna-se testemunha de uma cena tão inverossímil quanto assustadora, cotidiana e risível. O espetáculo se equilibra sobre esta linha tênue, entre a perplexidade e o delírio”, completa o diretor Henrique Tavares.

Com patrocínio do Banco de Brasil, produção da Janeiro Produções e realização do Centro Cultural Banco do Brasil, "Os Intolerantes" homenageia os 50 anos de carreira de Ivone Hoffmann.

Serviço

Sinopse: A captura de um jovem acusado de roubar uma idosa é o ponto de partida para essa comédia que traça um panorama da sociedade brasileira atual e suas contradições.
Local: Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro I
Rua Primeiro de Março 66, Centro do RJ. Tel. 21 3808-2020
Temporada: 30 de outubro a 21 de dezembro, de quarta a domingo, 19h.
Não recomendado para menores de 14 anos.
Ingressos: R$ 10,00
Duração: 80 minutos
Comédia

Divulgação Cultural - Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 
INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Ministério da Cultura e Vivo EnCena apresentam CHUVA CONSTANTE de Keith Huff Com Malvino Salvador e Augusto Zacchi Direção: Paulo de Moraes Produtores associados: Cinthya Graber, Luis Erlanger e Malvino Salvador



Depois do estrondoso sucesso na Broadway, acaba de estrear o espetáculo ‘Chuva Constante’ no Teatro do Leblon, no Rio de Janeiro, com patrocínio da Vivo.
O que acontece quando dois grandes atores sobem ao palco para encenar um grande texto? Esse encontro de titãs pôde ser visto na Broadway, quando os astros Daniel Craig, o James Bond, e Hugh Jackman, o Wolverine (indicado ao Oscar 2013 de Melhor Ator por ‘Os Miseráveis’), estrelaram a peça ‘Chuva Constante’. Consagrada na América, ‘A Steady Rain’ (título original) bateu o recorde de bilheteria de espetáculo não musical em 2009. Considerado um dos três melhores espetáculos do ano pela revista Time, a montagem foi aclamada pelo jornal Chicago Tribune como “um cativante conto noir” e “uma montanha-russa de emoções” pelo jornal Chicago Sun. De tão impactante, o diretor Steven Spielberg planeja levar a história para o cinema.

Agora é a vez de
Malvino Salvador, ator conhecido por papéis de sucesso nas novelas brasileiras, e Augusto Zacchi, ator do consagrado Grupo Tapa, enfrentarem este desafio. Se junta à dupla o premiado diretor Paulo de Moraes, líder da Armazém Companhia de Teatro, responsável por algumas das montagens mais ousadas e criativas do nosso teatro contemporâneo. Tendo como matéria-prima o texto eletrizante de Keith Huff, autor conhecido por escrever séries de sucesso como ‘House of Cards’ e ‘Mad Men’, o resultado é um espetáculo surpreendente e imperdível.

Numa época em que o teatro clama por renovação, a força de
‘Chuva Constante’ está no vigor do texto, num embate entre dois monólogos que se cruzam de forma arrebatadora, garantindo a comunicação entre o palco e a plateia. Keith Huff, que muito contribuiu à dramaturgia moderna, é dono de uma técnica dramatúrgica sem aresta e seu texto faz com que o espectador embarque numa viagem que somente o teatro, em sua plenitude, pode proporcionar.



O público irá se identificar com os personagens vividos pelos atores: dois amigos de infância que buscam a felicidade e a superação.
‘Chuva Constante’ é um desses textos que traz uma respiração contemporânea, cuja montagem irá enriquecer a cena teatral brasileira. Até porque trata de temas absolutamente identificados com a nossa realidade.

O espetáculo integra o projeto cultural Vivo EnCena, iniciativa da Vivo para as Artes Cênicas, a parceria permite uma série de ações além da temporada no Rio de Janeiro, como circulação de espetáculo em turnê por cidades brasileiras, workshops e debates que promovem maior acessibilidade, reflexão e intercâmbio para todos.

SOBRE O PROJETO CULTURAL VIVO ENCENA
O Vivo EnCena é uma iniciativa da Vivo que estimula o intercâmbio de projetos de artes cênicas com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do país e da sociedade como um todo. O teatro é pensado além do espetáculo, sendo estabelecida uma rede de ações de formação de plateia, inclusão cultural e desenvolvimento profissional, compartilhando histórias inspiradoras, conceitos inovadores e ideias transformadoras no âmbito da cultura. O Vivo EnCena é realizado há dez anos e está presente em 20 estados de todo o país, além de realizar ações próprias e a curadoria do Teatro Vivo, situado na capital paulista.

SINOPSE
Dois policiais, companheiros e velhos conhecidos, se veem envolvidos em uma série de acontecimentos que afetará suas vidas para sempre. Não só a amizade é posta à prova, como também, a escala de valores, a honra e a lealdade. Eles dão sua definição particular do que é a família, assim como as questionáveis decisões que tomam em nome dela. Mas a lembrança de cada um sobre o que realmente aconteceu naqueles poucos dias, em que uma chuva constante não parou de cair, não é necessariamente igual para os dois...
FICHA TÉCNICA

Texto: Keith Huff
Tradução: Daniele Avila Small
Direção: Paulo de Moraes
Elenco: Malvino Salvador e Augusto Zacchi
Direção de Produção: Cinthya Graber e José Carlos Furtado Filho
Cenário e figurino: Paulo de Moraes
Iluminação: Maneco Quinderé
Trilha sonora: Ricco Viana
Projeto gráfico: Radiográfico
Relações Públicas/ Convidados: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
Assessoria de imprensa: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
Uma produção: Cinthya Graber, Luis Erlanger e Malvino Salvador


SERVIÇO
Chuva Constante
Local: Teatro Leblon - Sala Marília Pêra
Endereço: Rua Conde Bernadotte, nº 26, Leblon, Rio de Janeiro
Telefone do teatro: (21) 2529-7700
Dias e horários: De quinta a sábado 21h, domingo 20h
Horário da Bilheteria: de terça a sábado das 15h às 21h, domingo de 15h às 20h
Ingressos: quinta - R$ 70,00
Sexta e domingo - R$ 80,00
Sábado - R$ 90,00
Classificação etária: 14 anos
Duração: 90 min
Temporada: de 10 de outubro até 21 de dezembro
Clientes Vivo Valoriza possuem desconto de 50% em até dois ingressos mediante apresentação de voucher e documento de identificação com foto.
Clientes Porto Seguro possuem desconto de 30% em até dois ingressos mediante apresentação de comprovante e documentação de identificação com foto.
Descontos válidos somente para os titulares e não cumulativos com outras promoções e/ou descontos.

Divulgação Cultural - Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas - Gabriele Nery (21)99676-9323 agendaculturalrj@gmail.com 
 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Divulgação Cultural Agenda Cultural RJ Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas




Divulgação Cultural Agenda Cultural RJ
Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas - Gabriele Nery (21)99676-9323

Solicite um orçamento:
 agendaculturalrj@gmail.com

 
Acompanhe a programação do Agenda Cultural RJ



no Instagram


INSTAGRAM 

 Instagram


http://instagram.com/agendaculturalrj

no Twitter

https://twitter.com/nerygabriele

no Facebook

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=862488667104312&set=a.590131424340039.1073741825.100000295606688&type=1&theater

Página no Facebook - Curta a Página!

https://www.facebook.com/agendaculturalrj?fref=ts

Grupo no Facebook - Participe!

https://www.facebook.com/groups/145524915582757/?fref=ts

Blog - Siga o Blog!

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com.br

aguardo sua visita!


Gabriele Nery

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Oficina gratuita anima a criançada no Aterro do Flamengo



A Arte Surpresa, empresa que elabora brinquedos de cunho educativo, vai promover uma oficina gratuita no festival Bonecos no Parque, no Teatro de Marionetes Carlos Werneck, no Flamengo, nos dias 18 e 19 de outubro. O evento começará às 11h com a apresentação da companhia Papa Vento Teatro de Bonecos, seguida pela oficina. “Vamos ensinar os pequenos a abusar da imaginação na montagem dos seus próprios brinquedos com o intuito de despertar o prazer do ‘eu que fiz’”, explica Juliana Radspieler, empresária da marca.

Ainda de acordo com Juliana, será uma excelente oportunidade para a prática da filhoterapia, que visa a constante interação entre pais e filhos sem o uso da tecnologia. “As crianças estão muito ligadas ultimamente à tecnologia, o que pode prejudicar o seu desenvolvimento. Queremos que os pais participem desse momento estimulando a criatividade da criançada através de atividades lúdicas, o que também fortifica os laços familiares”.

Serviço:

Local: Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck.

Endereço: Parque do Flamengo, altura do nº 300 da Praia do Flamengo

Início: 11 h.

domingo, 12 de outubro de 2014

Nos dias 18 e 19 de outubro, últimos dias da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o Museu de Astronomia ensina astronomia e ciências afins de forma lúdica e descontraída! Tem cinema, debates, oficinas, brincadeiras, jogos e observação do céu! É tudo gratuito!


Nos dias 18 e 19 de outubro, últimos dias da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o Museu de Astronomia ensina astronomia e ciências afins de forma lúdica e descontraída! Tem cinema, debates, oficinas, brincadeiras, jogos e observação do céu! É tudo gratuito!


O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) preparou uma programação especial para os últimos dias da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Além das atividades oferecidas nos polos Quinta da Boa Vista e Parque Madureira, os visitantes que vierem ao MAST no Bairro Imperial de São Cristóvão, neste sábado (18) e domingo (19), terão a oportunidade de observar o céu noturno com uma luneta centenária e telescópios modernos! Haverá também cinema, palestra, Astromania, Brincando de matemático, e visitas orientadas pelo Museu! Todas as atividades são gratuitas!

Há pouco mais de 100 anos, iniciou-se a 1ª Guerra Mundial. O MAST lembra desta “triste” data apresentando, neste sábado, 18 de outubro, às 14h30, a palestra “A ciência na 1ª Guerra Mundial, o caso Fritz Haber”, que será proferida pelo Prof. Gastão Galvão de Carvalho Souza. O palestrante irá falar sobre o avanço científico nesta época e a contribuição do cientista Fritz Haber na 1ª Grande Guerra. Em seguida, haverá a exibição do filme “Glória feita de sangue”, do diretor Stanley Kubrik (1957), que trata da realidade das trincheiras da 1ª Guerra Mundial.


Você já parou para pensar como as pessoas faziam para medir o tempo antigamente? NoAstromania deste mês, que traz o tema “Medindo o tempo: o relógio de Sol”, faremos um passeio pelo passado, conversando sobre diferentes instrumentos de medida de tempo. Vamos também montar um modelo de relógio de sol e saber um pouco mais sobre seu funcionamento. A atividade começa às 16h, neste sábado, na sala de atividades do prédio sede do MAST.


E a partir das 17h30, terá início o Programa de Observação do Céu, com a apresentação da palestra O Céu do Mês, momento em que os visitantes ficam sabendo um pouco mais sobre a natureza dos corpos celestes e o que está visível no céu do Rio de Janeiro. Após a apresentação, todos são convidados a ir para a área externa do Museu onde é realizada a observação do céu utilizando telescópios ópticos portáteis e a centenária Luneta Equatorial Heyde de 21 cm. Nos dias chuvosos e nublados, não há observação do céu através de telescópio.

No sábado (18) e no domingo (19), às 15h e às 17h, haverá visita orientada pelo Museu. Nela, os mediadores apresentam, aos visitantes, o sistema solar em escala, as exposições do MAST espalhadas pelo campus e o conjunto arquitetônico construído para sediar o Observatório Nacional. Destacam-se o prédio sede, que abriga a coleção de instrumentos científicos, e os pavilhões com as centenárias lunetas.

No domingo, às 16h, a oficina Brincando de Matemático oferece ao público brincadeiras com as formas geométricas, desde aquelas que se autoreplicam até o tradicional tangram. O raciocínio lógico dos participantes é aguçado com enigmas, segredos, Torres de Hanói; a capacidade de estratégia é estimulada com o jogo da velha. A atividade é dirigida ao público de todas as idades: pais, filhos e grupos de amigos, todos podem brincar juntos.

SERVIÇO

Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST)
Rua General Bruce, 586, Bairro Imperial de São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ

SÁBADO, 18 de outubro
14h30
Palestra “A ciência na 1ª Guerra Mundial, o caso Fritz Haber”
Palestrante: Prof. Gastão Galvão de Carvalho Souza
Exibição do Filme: Glória feita de sangue
15h | 17h
Visita orientada
16h
Astromania
Tema: Medindo o tempo: o relógio de Sol
17h30 às 20h
Programa de Observação do céu
DOMINGO, 19 de outubro
15h | 17h
Visita orientada
16h
Brincando de matemático

Divulgação Cultural

Agenda Cultural RJ
Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas
Gabriele Nery (21)99676-9323 
agendaculturalrj@gmail.com