Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

26 de fev de 2013

OS TRANSTORNOS PASSAM, A DANÇA FICA



Os transtornos passam, a dança fica é um espetáculo de rua do grupo de dança Cia d Fora que busca provocar uma reflexão a respeito das interferências que os canteiros de obra, espalhados pelo Rio de Janeiro, provocam no movimento das pessoas pela cidade, e como a Cia, por meio de outros movimentos – os da dança - também as pode afetar em seu caminho. Contemplado com o Prêmio Funarte Artes na Rua 2011, estreou no Rio de Janeiro em agosto de 2012, no Parque Madureira, e teve apresentações por toda a cidade, passando pela Praça Mauá, Sulacap, Morro da Providência, Jardim de Alah, Santo Cristo, Penha e Praça da Bandeira.

O título do espetáculo brinca com o texto presente em algumas placas informativas das obras:  
   



Os transtornos passam, os benefícios ficam. As performances, realizadas nos arredores dos próprios canteiros de obra ou em locais que tenham passado por transformações recentes, procuram despertar um novo olhar para essas interferências presentes na cidade, convertendo a sensação de transtorno dos transeuntes em momentos de fruição, brincando com as relações de movimento, espaço, sons, imagens e materiais relacionados aos canteiros de obras, como fitas de isolamento, cones de trânsito e tábuas de madeira, além de usar próprio corpo como brinquedo. Nesses espaços urbanos, em constante transformação, a proposta é abrir o olhar para a mudança e observar que nós também deixamos o nosso legado para a cidade, uma marca que parece invisível, mas que define e desenha todo o imaginário coletivo da urbe.








A Cia d Fora foi criada em 2011 por seu diretor artístico e intérprete-criador Jefferson Antonio, cria do subúrbio do Rio de Janeiro, da dança de rua e da cultura negra fervilhantes nessa região da cidade, que fez parte de grupos internacionalmente reconhecidos como Cia de Dança Deborah Colker e Intrépida Trupe. Fazem parte do grupo, ainda, Fernanda Cavalcanti, Letícia Ramos, Tomás Zveibil e Viviane Alves (intérpretes-criadores), Hélio Cavalckanti (intérprete-criador convidado apenas para este espetáculo) e Thaís Zveibil (diretora executiva).

O grupo desenvolve criações coletivas e experimentações que misturam influências diversas das artes do movimento (dança contemporânea, dança de rua, capoeira, acrobacia, esporte). É especializado em dança vertical, com o uso de cordas e técnicas de escalada e rapel. Tem como premissa buscar o
lado de fora, significando tanto a união de artistas independentes, quanto a realização de apresentações, sempre que possível, em locais públicos ou alternativos (nas ruas, praças, montanhas), além de explorar possibilidades diferentes da dança, espaciais e estéticas. A Cia d Fora já se apresentou em eventos como os V Jogos Mundiais Militares, o encontro de artes Tocayo e a Babilônia Feira Hype.







Ficha Técnica

OS TRANSTORNOS PASSAM, A DANÇA FICA

CIA D FORA

Este projeto foi contemplado pela Fundação Nacional de Artes - FUNARTE no edital PRÊMIO FUNARTE ARTES NA RUA (CIRCO, DANÇA E TEATRO)/2011 DIREÇÃO ARTÍSTICA: Jefferson Antonio DIREÇÃO EXECUTIVA E PRODUÇÃO: Thaís Zveibil DIREÇÃO TÉCNICA: Tomás Zveibil ASSISTÊNCIA DE COREOGRAFIA: Fernanda Cavalcanti INTÉRPRETES-CRIADORES: Fernanda Cavalcanti, Hélio Cavalckanti (convidado), Jefferson Antonio, Letícia Ramos, Tomás Zveibil e Viviane Alves CENOGRAFIA E FIGURINO: Cia d Fora PRODUÇÃO MUSICAL: Felipe Ridolfi MÚSICA: Felipe Ridolfi e Tomás Zveibil FOTOGRAFIA E VÍDEO: Lucas Zappa e Marcio Isensee / Estúdio Berinjela PROJETO GRÁFICO: Oblíquo / desenho & linguagem PATROCÍNIO: FUNARTE / Ministério da Cultura / Governo Federal APOIO: Arena Carioca Jovelina Pérola Negra/Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e Avenida Brasil – Instituto de Criatividade Social

PARCERIA: Estúdio Berinjela e Oblíquo / desenho & linguagem

21 de fev de 2013

Oficinas de investigação e criação do Proyecto ABRA! As inscrições são GRATUITAS!



ABRA

Proposta para ocupação do Teatro Cacilda Becker 2013.
Apresentação do livro ABRA # 1 (auto - referencial).
Pesquisa e criativo Workshop ABRA: Rio ABRA é um projeto de Belbussi Adriana Figueroa e Aurora Riet propôs a criação de uma trilogia de dança contemporânea a partir da observação cuasietnográfica,um olhar sensível e metódico, descritiva e atenta às formasusa gestos e do corpo de indivíduos de diferentes situações.O projeto total está colocada hoje a criação de três obras diferentes transfigurados três investigações sobre a relação corpo-gestual diferentes áreas: ABRA # 1 do autobiográfico (a ser lançado no final de 2012);"Mais de uma centena de abraços" do trabalho de campo com mais de 200 pessoas em Montevidéu (concedido pelo Ministério da Educação e Cultura - Fundos de subvenção2012), e ABRA: RIO (apresentado ao IBERESCENA em colaboração com o Big Companhia de Mistérios e Nova), a ser realizada em fevereiro de 2013, com base em experimentar na cidade do Rio de Janeiro durante o Carnaval. Ele se baseia no projeto ABRA (trilogia) a idéia de "apagamento do corpo, E usa simbolização particulares que se traduz distanciamento, evitar o contato físico ou regras. " (Antropologia e corpo ModernidadeDavid Le Breton, p.122).

"Todas as formas de interação social do estabelecimento de uma definição mutuamente aceita. A situação é implicitamente limitada por uma margem de posturas, gestos, faciais, a uma distância precisa separa parceiros que sabem intuitivamente (uma intuição que é o resultado de uma educação fez carne) que todos podem pagar a partir do ponto de vista físico e que pode ser dito sobre as manifestações corporais próprios sem medos "(ibid., p. 126).

Entendemos o corpo como um território de cultura, a cultura como "informações transmitidas pela aprendizagem social entre os animais da mesma espécie "(Jesus Mosterín), e que incorpora uma rede de expectativas comuns que as condições troca e interação física entre sujeitos sociais. Isto dá a seus gestos,expressões faciais, posturas, sentimentos e expressões do grupo consistência, dependendo experiência somática compartilhada.
Apresentação do livro ABRA # 1 (auto - referencial)ABRA # 1 (auto - referencial)
Começamos este trabalho em março de 2012 como a necessidade de colocar os nossos corpos em ação em conjunto para trabalhar em uma fase de auto-referencial, a pesquisa de nossa experiência pessoal, de nossas biografias e de nossos corpos e suasborramientos.A partir das idéias de "corpo excluído" e "interação condicional" de trabalho na nossa experiência do corpo social, reconhecendo as diferentes formas, explícitas e implícita, de nosso corpo e dicionário resignificándo as para a cena,transfigurando para criar um trabalho que pode contribuir para um olhar pensativo nas relações humanas, apelando a "empatia cinestésica", como uma forma de identificação espectador com o observado.

. Detalhes da obra

Elenco:

Adriana Figueroa Belbussi Aurora Riet50 minutos aproximados. Pesquisa e criativo Workshop ABRA: RIO

Refletindo a fase de auto-referencial no qual estamos investigando de nossa experiência pessoal, estamos criando uma necessidade e curiosidade para expandir o projeto eincluir o trabalho no campo de outras entidades e biografias.
A cidade do Rio de Janeiro,como a "cidade maravilhosa" e "Mais grande do mundo", estamos diante de um grande citadina contraste com a nossa experiência cotidiana, colocando a nossa idéia de corpo jogos sociais, alterando nossas experiências particulares de limites e espaços. Propomo-nos a fazer esta oficina como um "trabalho de campo" para mergulhar no Rio de Janeiro e todos os dias de vida diferentes formas de ser e de viver na cidade grande.

O "apagar corpo" como a estrela de uma nova interação, com novos códigos a efervescência, os excessos, a agressividade, o corpo a corpo são alguns dos temas que nos interessam.Vamos trabalhar com o corpo e o olhar atento para a corporeidade da cidade e seus habitantes, gerando material etnográfico a partir de experiências cotidianas na cidade e do trabalho corporal e conceitual sobre a Transfiguração Scenic mesmo. Permear procuram processo, e transfigurar essas experiências no sentido de encontrar uma linguagem e falar fisicalidade de ser e de viver na cidade do Rio de Janeiro.

Neste workshop vamos trabalhar expondo a formação de grupos para a experiência e observação(Experiência de observação), como atores e observadores. Nós encaramos o workshopcomo uma instância onde as coisas previsíveis e imprevisíveis acontecem, perceptívele imperceptível. Deixe-nos uma oportunidade valiosa para permear através da cidade, para gerar um material no qual podemos ver (nós mesmos) para pessoas diferentes, com a suas maneiras de se mover, de pensar, de agir, histórias / biografias experimentando corpo como protagonista na comunicação de emoções e conectado com os sentido s de ser.

Metodologia Taller de 9 horas, a ser realizada em três dias (4 horas por dia), com um fechamento aberto ao público.

.
Datas 21 a 24 de fevereiro de 2013.
As oficinas de investigação e criação do Proyecto ABRA!

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link: http://tinyurl.com/ayhd8xq




18 de fev de 2013

Dança de Todas as Tribos - Oficinas no Teatro Cacilda Becker


Programação Fevereiro


30 anos 4 2007

Oficina Rio abierto | com Marinela Carneiro Dias e Regina NevesDias 20 e 27, às 10h

 
O Sistema Río Abierto é um caminho para o
desenvolvimento harmônico do ser humano através do movimento. Despertar as várias dimensões do corpo, as físicas e mais sutis, com consciência, sensibilidade e expressividade permite mudar a vida, reorganizando antigos padrões e ampliando possibilidades.
Trabalha-se com música, em grupos mistos. Utiliza o corpo como veículo e foco de ação transformadora na busca do equilíbrio.
Os ritmos, a música, a sequência de movimentos, a expressão, o jogo com o corpo e a respiração têm o objetivo de desenvolver o potencial expressivo, facilitar o encontro de cada um consigo e com os companheiros, gerando uma grande circulação energética.
A pratica regular das atividades do Sistema Rio Aberto proporciona um bem estar físico, emocional e mental promovendo uma melhoria na qualidade de vida.

Oficina-Bloco de Dança Mix Dançante | com a bailarina e coreógrafa Tatiana France

Dia 21 de fevereiro, às 18hA OFICINA:As aulas preparam os alunos a partir das práticas de Consciência Corporal, da Dança Contemporânea e das Danças Populares, como: Côco, Samba, Ciranda, Maracatu, Samba-charme, Jongo, entre outras. Através de exercícios e propostas improvisacionais e coreográficas simples o aluno desenvolve tônus, flexibilidade, noção espacial, criatividade, musicalidade, ritmo, harmonia e domínio corporal. Desta forma, o aluno torna-se apto a expandir-se com liberdade e autonomia nas coreografias e passos propostos a cada encontro, descobrindo sua potencialidade expressiva e experimentando a alegria de dançar junto. 

 
Inscrições:
 
 
 
 
 
 
 
 

Residência Artística | com as artistas-criadoras uruguaias Adriana Belbussi Figueroa e Aurora Riet .

 
 
Dias 21, 22 e 23, das 14h às 17h l Oficina de investigação e criação ABRA: Rio.
Nesta oficina trabalharemos grupalmente expondo-nos à vivência e a observação (vivência de observação), como protagonistas e observadores.
mirada e nossa maneira de estar no mundo.


A oficina é aberta a público geral, maiores de idade.

Dia 23, às 18h, apresentação dos resultados ao público
Dia 24, às 19h l Apresentação da obra ABRA #1 (auto – referencial) com Adriana Belbussi Figueroa e Aurora Riet
“Uma viagem sem volta
Uma obra de Adriana Belbussi Figueroa e Aurora Riet.
 
Esta obra é parte do Proyecto ABRA que se inicia no ano 2012 e tem sido premiado pelo Fondo Concursable del Ministerio de Cultura de Uruguay para uma nova instância de investigação e posta em cena em Montevideo no ano 2013.


DANÇA DE TODAS AS TRIBOS NO TEATRO CACILDA BECKER


14 de fev de 2013

GIGANTES DA LIRA

Criado em fevereiro de 1999, o Gigantes nasceu como o primeiro bloco infantil do Rio de Janeiro e, desde então, reúne muitos foliões de zero a 90 anos curtindo o melhor do carnaval, brincando e cantando as boas, velhas e queridas marchinhas na rua General Glicério e adjacências, no charmoso bairro de Laranjeiras.
 
 


Ao longo de dez desfiles consecutivos, o Gigantes da Lira vem firmando e afirmando a poesia dos antigos carnavais nas ruas do Rio, formando e informando o folião mirim. O bloco idealizado e produzido pela atriz e diretora de teatro Yeda Dantas – Palhaço Doutor Giramundo – tem a fascinante característica de reunir autênticos personagens do mundo do circo e do teatro em curiosas versões de palhaços, pernas-de-pau, malabaristas, saltadores, extraterrestres e nêgas-malucas, vindos de diversos segmentos do movimento cultural do Rio de Janeiro.

O bloco traz no seu elenco o Boneco Gigante da Lira (4 metros de altura), criação de Aluísio Augusto, inspirado nos bobos–da-corte e nos folclóricos bonecos Olindenses, que abre alas para a folia.










 


 
A apresentação de dois especialíssimos casais de mestre-sala e porta-bandeira - o casal mirim e o casal gigante (na perna de pau) - encantam a meninada com suas evoluções, assim como o impagável Rei Mominho. Para a segurança das crianças e preservar o genuíno clima de bloco de rua, o Gigantes não tem carro de som. O desfile é tocado pelos contagiantes sopros e batuques da Banda Gigante, regidos pelo Maestro Edimar.



Caravana Time Lapse

https://www.facebook.com/CaravanaTimeLapse?fref=ts
 

CINEBLOCO

 

Brass band temática em torno das trilhas sonoras consagradas do cinema mundial, misturando Samba, maracatu, funk, marchinhas, coco, ritimos regionais em geral.

 
 


Cobertura Bloco de Rua Rio de Janeiro - Baile de Iemanjá Céu na Terra

Santa teresa- Largo das Neves




Fundado em 2004 por um grupo de músicos da Orquestra Céu na Terra, o bloco carnavalesco de mesmo nome não desfila mas sua apresentação é disputada pelos foliões jovens, no Largo das Neves, no bairro de Santa Teresa, no Centro do Rio de Janeiro.

























Cobertura Bloco de Rua Rio de Janeiro - Baile de Iemanjá Céu na Terra

Santa teresa- Largo das Neves

 
 

CARAVANA DOLLY MULTIDÃO




CARAVANA HOMEM CHAPÉU MEXICANO


 




9 de fev de 2013

Caravana Time Lapse - Carnaval 2013

 
 
 

Nossas Câmeras estão espalhadas em nossa linda cidade Rio de Janeiro.

Nesse Carnaval Cuidado!

Vocês estão na mira em nossa Caravana Time Lapse.

Somos Caravana, somos nomades, fotografamos em todos os lugares.


 
 
 
 
 

Caravana em Gigantes da Lira.

Estamos em grande produção, Clip Gigantes Da Lira Chegando Gigante.

Viva a Natureza das Crianças...


 
 


 

Tiro seco com lens Objetiva Nikon 400mm 2.8 Af-i Autofocus
Fotografia Realizada em cima do Prédio com Gigantes da Lira
lindo Bloco deLaranjeiras... Salve as lindas Crianças, Anjos de Deus
Fotografados, Fotógrafa Michelle Castilho e Marcius Clapp Estúdio Arte
Fotografia Ruy Barros
AGUARDEM.. GIGANTES VEM GIGANTE.

 










 

Baile de Iemanja - Céu na Terra ...
Take 28 time lapse





Take 12 - Super alegre, colorido, energia positiva a 1000!
Esse é o Bloco Céu na Terra, RJ no Baile de Iemanjá.
Uma produção da equipe Caravana Time Lapse realizada no dia 02/02/13, Festejo de Iemanjá, Largo das Neves em Santa Teresa, RJ.


 

Agradecimentos.
Aos integrantes do Bloco Céu na Terra, Orquestra Popular Céu na Terra, ao Nucleo de Cultura Popular Céu na Terra, e toda equipe de produção do Baile de Iemanja.

 



 

Baile de Iemanjá - Céu na Terra (Time Lapse)


https://vimeo.com/59027472


Um show de imagens e cores do nosso tradicional Grupo Cultural Céu na Terra de Santa Teresa, RJ.

Céu na Terra - Baile de Iemanjá - TIME LAPSE

Assista o Video

https://vimeo.com/59027472

Foi realizado devido a grande união do Núcleo de Cultura Céu na Terra do lindo Bairro Santa Teresa - Rio de Janeiro, e a Produtora de audio visual Caravana Time lapse.
Aqui afinamos um maravilhoso equipamento eletronico para as imagens do Baile de Iemanjá - Céu na Terra (Time Lapse)
Fotografia.Michelle Castilho




Baile de Iemanjá - Céu na Terra (Time Lapse)
Céu na Terra - Baile de Iemanjá - TIME LAPSE

 




 
 
 

Caravana Time Lapse em Parceria com CineBloco.
Cinebloco Grupo de Grandes Artistas, Sucesso certo !
Time Lapse Oficial Carnaval 2013


Caravana Time Lapse - Facebook

https://www.facebook.com/gabrielenery#!/CaravanaTimeLapse?group_id=0


 

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs