Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

31 de mar de 2017

SHOW | 07 de abril - sexta :: FALAMANSA no Lapa 40 Graus



FALAMANSA
Eles estão de volta ao Lapa 40 Graus! A Banda Falamansa é atração do dia 07 de abril, sexta. Com shows sempre cheios, banda formada por Tato (voz e violão), Alemão (zabumba), Dezinho (triângulo e percussão) e Valdir (acordeom) celebra 18 anos de estrada cantando a autêntica música nordestina e levando a bandeira do forró por onde passa.

Maior referência do forró pé de serra universitário, ganhadora de prêmios nacionais e internacionais, a banda canta músicas do CD “La da Alma” como, “Um Pouco Mais de Fé”, “Respeite a Maré”, “Seja o Que Deus Quiser”, “Todo Dia é Seu Dia de Sorte”, “Xote Ostentação”, “Já é, Já Era”, entre outras músicas com letras que passam mensagens positivas.

A banda é fiel às origens nascidas com Luiz Gonzaga, Dominguinhos e grandes nomes do gênero, porém, traz ao palco elementos novos que flertam com folk, reggaetown, rock, pop, country, punk cigano e funk pancadão. O resultado da mistura é a sequencia de sucessos que permanecem aclamados como, “Xote dos Milagres”, “Xote da Alegria”, “Rindo à Toa”, “Oh! Chuva”, “Avisa”, “100 anos” e “Amigo velho”, que também fazem parte do repertório do show no Lapa 40 Graus.

Abertura do show com a Banda Balanço Bom, às 22h. Nos intervalos, o som na pista fica com os DJ Gilberto e DJ Nelsinho (FM O Dia).

SERVIÇO

FALAMANSA no Lapa 40º – Rua Riachuelo, 97 – Lapa/RJ. Data: Sexta (07 de abril). Horário: a partir de 23h30. Capacidade: 1.300 pessoas. Censura: 18 anos. Cartões de Crédito e Débito: Visa e Mastecard. Estacionamento próprio: Não. Acesso para deficientes físicos: Sim. Internet sem Fio (Wi-Fi): Sim. Benefícios: Lista Amiga e VIP para aniversariante da semana. Informações/Reservas: (21) 3970-1338/1334. Site: www.lapa40graus.com.br E-mail:contato@lapa40graus.com.br. É obrigatória a apresentação de documento com foto e data de nascimento. Proibida a entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados por um adulto. Ingressos: R$ 40,00 (mulheres) e R$ 50,00 (homens) – sujeito a alteração.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

ARRANCO DE VARSÓVIA Grupo vocal dedicado ao samba comemora 20 anos de carreira em dois shows no Espaço Furnas Cultural com a participação especial do cinquentenário MPB4 Dias 8 e 9 de abril - entrada franca


ARRANCO DE VARSÓVIA 

Grupo vocal dedicado ao samba comemora 20 anos de carreira em dois shows no Espaço Furnas Cultural com a participação especial do cinquentenário MPB4
Dias 8 e 9 de abril - entrada franca    

Youtube em HD - https://www.youtube.com/watch?v=akxF9EVJLok        

Vinte anos se passaram desde que uma insônia deixou o cantor e arranjador Paulo Malaguti Pauleira acordado, lá no Japão, com Quem me vê sorrindo, de Cartola, martelando na cabeça, fazendo com que ele decidisse misturar samba e vocal.  Na volta,  convocou o também instrumentista e arranjador Muri Costa e as cantoras Eveline Hecker, Soraya Ravenle e Rita Peixoto, nesta ordem,  para formar o Arranco de Varsóvia. Prepararam e ensaiaram os primeiros oito arranjos e foram logo mostrar pra Beth Carvalho, que abençoou tudo e virou dinda imediata, aproveitando para indicar pérolas de repertório que colheu com seu faro fino. O Arranco estreou em disco em 1997, com Quem é de sambar, logo seguido pelo Samba de Cartola, que ganhou prêmio d'O Globo de melhor disco do ano de 1998.

Em 2001, o time feminino foi substituído por Andrea Dutra, Elisa Queirós e Cacala Carvalho, escolhidas entre 80 candidatas. Com a nova formação, o Arranco entrou em estúdio para gravar Na cadência do samba,  que misturou duas inéditas de Dorival Caymmi, pérolas do pagode de Arlindo Cruz e  Pixinguinha. O disco ganhou o Premio Tim 2006 de Melhor grupo de samba e encerrou a trilogia com a Dubas.

Em 2010, o Arranco inaugura a parceria com Carlos Mills e sua Mills Records que, junto com o  Canal Brasil, lançou o combo CD/DVD Pãozinho de Açúcar – Arranco de Varsóvia canta Martinho da Vila, gravado ao vivo no Teatro FECAP, em São Paulo, com a participação do Martinho e do Nelson Sargento, velho amigo do conjunto. Logo após o lançamento do Pãozinho, Muri Costa saiu do conjunto, que decidiu permanecer quarteto.

Nessa nova fase, o Arranco começou a paquerar outras vertentes do samba, misturando linguagens e elementos de outras praias sonoras. O resultado do namoro pode ser degustado no CD Na panela pra dançar, lançado em 2014, pela Mills Records, com músicas de Lenine, Egberto Gismonti, Sérgio Santos e inéditas do Pauleira, que agora assume todos os arranjos.

Paulo Malaguti Pauleira também faz parte do histórico grupo MPB4, onde entrou em 2012 após o falecimento de Magro Waghabi. Para comemorar os 20 anos de carreira do Arranco de Varsóvia, o MPB4 fará participação especial no show. Juntos, os dois grupos cantarão canções que marcaram a carreira de ambos.

Dias 8 e 9 de abril
sábado às 20h e domingo às 19h
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza 219 – Botafogo –  RJ
Tel: (21) 2528-3112
Duração: 90 min.
Classificação: Livre
Capacidade:170 lugares
Entrada franca -  Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do espetáculo, 1 ingresso por pessoa, portando documento com foto.

Fotografia- crédito:
Roger Von Krüeger

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

”Na Rota dos Refugiados”: A arte da fotografia como ferramenta para dar voz aos refugiados



No dia 1 de abril às 14h, a residência de artistas Casa Rio inaugura a mostra “Na Rota dos Refugiados”, uma obra da fotógrafa portuguesa Elisabete Maisão, que durante os anos de 2015 e 2016 percorreu os campos de refugiados em Calais, Slovenia, Servia, Grécia e Líbano, aonde trabalhou como voluntária e fotógrafa, tendo a oportunidade de registrar suas viagens e seu ponto de vista sobre a realidade nos campos. Durante o período em que esteve no Líbano, Elisabete realizou um curso prático de fotografia voltado para crianças sírias de 6 a 15 anos de idade.
O resultado positivo do workshop no Líbano, motivou a fotógrafa portuguesa a lançar o projeto HOPEN, uma organização social cuja finalidade é ajudar os refugiados do mundo todo através da arte. Segundo Elisabete, a mostra na Casa Rio tem como objetivo:
Expor ao público as fotos tiradas durante suas as visitas aos campos, assim como as fotos tiradas pelas crianças refugiadas
Apresentação do projeto HOPEN
Apresentação do processo do trabalho de pesquisa sobre refugiados no Brasil, atualmente em desenvolvimento.

O evento de inauguração da mostra “Na Rota dos Refugiados” terá como palestrantes convidados, dois Agentes de Proteção da organização Cáritas, Arquidiocesana do Rio, o responsável pela Casa de Apoio aos Refugiados da paroquia São João Batista, em Botafogo, e um refugiado congolês que há um ano vive no Rio de Janeiro.
“Imagens de refugiados, corpos que escapam” é o titulo da palestra, que irá discutir  a atual situação dos refugiados no Brasil e no mundo, a indiferença dos estados burocratas à vida dos refugiados, e a superexposição das imagens de dor e sofrimento explorados pela mídia corporativa.  
Os palestrantes convidados:
Aryadne Bittencourt Waldely (Agente de Proteção no Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refugio da organização Cáritas, Arquidiocesana do Rio de Janeiro, graduada em Direito pela UFF)
Fabrício Toledo (Agente de Proteção no Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refugio da Cáritas, Arquidiocesana do Rio de Janeiro, doutor em Direito pela PUC/RJ)
Padre Alex Coelho Sampaio (Coordenador da Casa de Apoio aos Refugiados localizada na Igreja São João Batista, em Botafogo)
Serge Makanzu Kiala (Orientador de Público no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro, graduado em Artes Plásticas pela Academia de Belas Artes de Kinshasa, Republica Democrática do Congo)

O evento também contará com uma feira de roupas e culinária do Congo.

A Casa Rio é uma residência sem fins lucrativos, voltada para artistas e produtores culturais do mundo todo. A Casa foi inaugurada pela Secretaria de Estado de Cultura e pela FUNARJ, em parceria com a People’s Palace Projects do Brasil, uma organização focada em projetos nos campos da arte, direitos humanos e justiça social.

A abertura da mostra “Na Rota dos Refugiados” acontece no sábado 01 de abril, das 14h às 20h. A mostra fica em cartaz até o dia 13 de abril, de segunda a quinta-feira, e aos sábados das 12h às 18h. A entrada é gratuita.

A Casa Rio fica na rua São João Batista,105, Botafogo. Tel.: (21) 2148-6999                                                              
Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

29 de mar de 2017

SOBRE RATOS E HOMENS Dirigida por Kiko Marques, peça de John Steinbeck (ganhador dos prêmios Nobel e Pulitzer) está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro


SOBRE RATOS E HOMENS
 Dirigida por Kiko Marques, peça de John Steinbeck (ganhador dos prêmios Nobel e Pulitzer) está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro

o Clássico americano estreia na cidade 60 anos após a versão de Augusto Boal e 80 anos depois do lançamento do livro.

o Montagem da Dendileão Produções Artísticas foi contemplada pelos prêmios APCA e Cenym de Melhor Espetáculo 2016

Caixa de texto: Foto de Luciano Alves

Foto de Luciano Alves Comemorando 80 anos do texto original de John Steinbeck e 60 anos recém-completos da montagem brasileira dirigida por Augusto Boal, Ricardo Monastero e Ando Camargo dão vida aos conhecidos personagens George e Lennie da obra de 1937 e que já ganhou versões internacionais em cinema e teatro. Completam o elenco os atores Natallia Rodrigues, Tom Nunes, Cássio Inácio Bignardi, Roberto Borenstein, Pedro Paulo Eva e Thiago Freitas. Inédito no Rio de Janeiro, “Sobre Ratos e Homens” – contemplado pelos prêmios APCA e Cenym de Melhor Espetáculo 2016 – fica em cartaz de 23 de março a 30 de abril no Teatro I do Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB Rio de Janeiro, com apresentações de quarta a domingo, às 19h.

A montagem começou a ser pensada há seis anos, quando Ando Camargo apresentou o texto a Ricardo Monastero, que começou a produzir de imediato. Kiko Marques dirige esta versão que conta com cenário de Márcio Vinicius, figurino de Fábio Namatame, luz de Guilherme Bonfanti, trilha sonora de Martin Eikmeier e visagismo de Raphael Cardoso.

“Sobre Ratos e Homens foi um dos primeiros romances que li em minha vida intelectual adulta. Não me lembrava disso. Também não tinha ideia da influência que o romance havia exercido sobre mim até receber o convite para dirigir o espetáculo. Veio-me então à cabeça tudo o que senti, pensei e fiz a partir da história dos dois amigos e seu

sonho e o quanto fui tocado por ela. Hoje, diante da tarefa de transpor esse encontro para o palco, entendo esses dois personagens e sua trajetória como parte do conteúdo arquetípico que nos forma. Assim como é impossível ler Dom Quixote sem ter a certeza, desde as primeiras páginas, de já conhecermos profundamente aquele senhor magro montado em seu cavalo e seu fiel escudeiro, também em Ratos e Homens é impossível não ter para com Lennie e George, uma afinidade onírica e um pacto de amizade eterna”, comenta o diretor Kiko Marques.

SINOPSE

George e Lennie: o primeiro de raciocínio ágil e o segundo, tão forte quanto ingênuo, unidos pelo sonho de trabalhar, juntar dinheiro e comprar um pedaço de terra onde possam finalmente viver.

Forçados a lidar com a realidade, só a verdadeira amizade permitirá que continuem sonhando.

FICHA TÉCNICA – SOBRE RATOS E HOMENS
Patrocínio: Banco do Brasil
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
Produção: Dendileão Produções Artísticas
Direção Artística: Kiko Marques
Tradução: Ricardo Monastero
Elenco: Ricardo Monastero, Ando Camargo, Natallia Rodrigues, Tom Nunes, Cássio Inácio Bignardi, Roberto Borenstein, Pedro Paulo Eva e Thiago Freitas.

Cenografia: Marcio Vinicius
Figurinos: Fabio Namatame
Trilha Sonora: Martin Eikmeier
Iluminação: Guilherme Bonfanti
Visagismo: Raphael Cardoso
Maquiadora: Chloé Gaya
Contra Regra: Sidney Felippe

Técnica de Som: Carol Andrade

Técnica de Luz: Kuka Batista

Comunicação Visual: Cristiano Canguçu
Fotos: Luciano Alves

Gestão de projeto e Sustentabilidade: Celso Monastero

Coordenadora Administrativa: Sonia Odila

Assessoria de Imprensa: Máquina de Escrever Comunicação - Catharina Rocha

Assessoria Jurídica: Francez e Alonso Advogados Associados

Direção de Produção: Antonio Ranieri.


SOBRE RATOS E HOMENS


Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro – Teatro 1
Rua Primeiro de Março 66 – Centro. Tel.: 3808 2020.
Estreia: 23 de março, às 19h.
Apresentações: de quarta a domingo, às 19h. Temporada até 30 de abril
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Bilheteria: de quarta a segunda-feira


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

ESPETÁCULO "V E R T I G O Hitchcock Fears" em cartaz no Parque das Ruínas


Inspirado nos roteiros de Alfred Hitchcock e com referencias icônicas como PSICOSE, UM CORPO QUE CAI, DISQUE M PARA MATAR, OS PÁSSAROS, JANELA INDISCRETA, FRENEZY e outros títulos clássicos do diretor.

VERTIGO é um monólogo de um ator embalsamador de pássaros e que sofre de Acrofobia, onde em vários personagens em vertigens que habita em seus próprios pensamentos obsessivos, uma relação intimista, uma experiência ao medo que ali começa.


SERVIÇO

ESPETÁCULO

"V E R T I G O

Hitchcock Fears"

Realização: Paris Blues

Apoio: Centro Cultural Municipal Parque Ds Ruinas

Após estrear em 2012 no Rio de Janeiro, seguiu para Festivais, integrou Exposições e Circuitos;

Apresentado em New York em 2015, na Gibney Dance, seguido de uma Temporada em Curitiba, em 2016 passaram pelo Parque das Ruínas e no Instituto Kreatori, em 2017 o Espetáculo volta em uma nova temporada no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas em Abril.


"VERTIGO"

Direção, concepção e Atuação: Luan Machado

Som: João Mayer

Luz: Gabriel Barros

Videomaker: Fabiano Cafure

Assistência de Produção: Ícaro dos Passos Gaya

Classificação: 16 anos

"VERTIGO - Hitchcock Fears"

05 / 06/ 12/ 13 DE ABRIL

19:30

Parque das Ruínas

R$ 30 // 15 (MEIA)



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Dani Black faz show gratuito no Espaço Furnas Cultural Ingressos serão distribuídos uma hora antes do show.


Dani Black faz show gratuito no Espaço Furnas Cultural
Ingressos serão distribuídos uma hora antes do show.


No próximo dia 1° de abril,  20h, o cantor Dani Black se apresenta no Espaço Furnas Cultural. O show faz parte da turnê Dilúvio, com os sucessos de sua carreira e novas composições do disco homônimo, seu trabalho mais recente. A entrada será gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes do início do espetáculo.

Filho da cantora Tetê Espíndola e do compositor Arnaldo Black,  Dani é um dos grandes nomes da música brasileira. Ex-integrante do grupo 5 a Seco, suas composições já foram gravadas por artistas como Ney Matogrosso, Maria Gadú, Elba Ramalho e Pedro Mariano, entre outros. Sua parceria mais recente, um dueto com Milton Nascimento na canção Maior, é uma das faixas do álbum Dilúvio. A faixa foi indicada ao Grammy Latino na categoria de melhor música de MPB. A composição faz parte da trilha sonora da novela A Lenda do Amor, que está sendo exibida atualmente pela TV Globo.

“Quero tirar o que tem de mais valor em mim, sou um cara visceral. E o que me toca, que naturalmente vai para minha composição, é mexer com as pessoas e segurá-las até o final na mesma intensidade. Quero que viajem nas imagens que estou propondo”, completa o músico.

Serviço:
Show Dani Black – Dilúvio
Onde: Espaço Furnas Cultural (Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo)
Quando: dia 1° de abril, 20h
Quanto: grátis
Retirada de ingressos: Os ingressos serão distribuídos uma hora antes dos espetáculos, um ingresso por pessoa, limitados à capacidade do auditório: 170 lugares
Patrocínio Eletrobras Furnas, Ministério de Minas e Energia e Governo Federal do Brasil.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Quer encenar seu espetáculo em teatros da Secretaria de Estado de Cultura? Esta é a última semana de inscrições gratuitas para o edital de programação


Quer encenar seu espetáculo em teatros da Secretaria de Estado de Cultura? Esta é a última semana de inscrições gratuitas para o edital de programação

Até o dia 3/4, segunda-feira, os teatros Gláucio Gill, Armando Gonzaga, Arthur Azevedo, Laura Alvim e Espaço Rogério Cardoso receberão pautas para o segundo semestre deste ano

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC), em conjunto com a Funarj, abriu inscrições para a seleção de projetos para a programação regular dos teatros da rede estadual, relativa ao segundo semestre de 2017. Os candidatos poderão se inscrever através no portal da Funarj, preenchendo os formulários de Cadastro do Proponente e Cadastro do projeto, disponíveis até às 18h do dia 3/4, próxima segunda-feira. Podem ser inscritos espetáculos de artes cênicas em geral, como teatro, dança e circo. E pela primeira vez, estarão abertas inscrições para apresentações de música para o teatro Armando Gonzaga. Dez por cento da lotação de cada teatro são destinados à formação de plateia e oferecidos a organizações sociais.

A programação inclui os teatros Gláucio Gill, Arthur Azevedo e Armando Gonzaga, além do Teatro Laura Alvim e o Espaço Rogério Cardoso/Porão da Casa de Cultura Laura Alvim. Esta é a terceira edição de seleção pública para composição da programação desses espaços, mantendo-se o objetivo de colaborar com a política de transparência e democratização do acesso de artistas e produtores aos equipamentos públicos do estado. Tem-se também como meta, criar um banco estadual de artistas e grupos através do cadastramento de dados e difundir o fazer das mais diversas artes em espaços cênicos.

Nesta chamada pública serão selecionados espetáculos inéditos ou estreados. Todos os teatros poderão receber espetáculos de teatro, circo e dança. Os teatros Armando Gonzaga e Arthur Azevedo receberão também shows de música. O edital será aberto a pessoas jurídicas (produtoras, associações de classe, cooperativas, entidades, grupos ou coletivos de artistas, entre outros) e pessoas físicas, que tenham trabalho comprovado na área de artes cênicas, há pelo menos um ano.

A seleção é feita por uma comissão mista, que conta com sete técnicos da SEC e da Funarj e duas pessoas da sociedade civil com notória especialização na área cultural. Os critérios se baseiam na relevância artística, adequação da proposta ao espaço cênico, estratégias de ampliação de divulgação, formação de plateia e acessibilidade (valor de ingressos).

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

28 de mar de 2017

Com direção de Moacir Chaves, a comédia “Imagina esse palco que se mexe” reestreia dia 7 de abril, inaugurando o Espaço Cultural Casa de Baco, na Glória.



Considerado uma autoridade na transposição de textos não teatrais para o palco, entre eles “Sermão da Quarta-Feira de Cinzas” do Padre Antônio Vieira, estrelado por Pedro Paulo Rangel, “Inutilezas” de Manuel de Barros, com Bianca Ramoneda e Gabriel Braga Nunes, e mais recentemente “Imagina esse palco que se mexe”, atualmente Moacir Chaves está com a peça “Inutilezas” circulando nacionalmente enquanto “Imagina esse palco que se mexe” reestreia dia 7 de abril para uma temporada de quatro semanas que inaugura o novíssimo Espaço Cultural Casa de Baco, na Glória.



Sucesso de público e crítica especializada em duas temporadas consecutivas no Sesc Copacabana, indicado aos prêmios Shell e Cesgranrio na categoria Melhor Iluminacão, a mais recente montagem teatral do premiado diretor Moacir Chaves, “Imagina esse palco que se mexe”, parte de um lugar de experimento, do desenvolvimento de um método de trabalho a partir de uma ideia: Vamos falar da Física.


Falar da Física significa falar do sentido da vida e foi atrás disso que diretor e elenco, formado pelas atrizes Elisa Pinheiro, Karen Coelho, Luísa Pitta e Monica Biel, conversaram descontraidamente com o astrofísico João Ramos Torres de Mello Neto, professor titular da UFRJ, com uma importante carreira internacional. Nessas conversas, os episódios da vida de João, nascido em Cruzeiro do Sul, Acre, são atravessados por ideias e conceitos científicos com os quais ele se relaciona ao longo de sua trajetória profissional. Em sua fala, histórias de infância evocam o mecanismo de transmissão de ondas de rádio pela ionosfera; o ato de beijar alguém é associado às explosões que ocorrem no interior das estrelas; o mecanismo da visão é entendido a partir das propriedades físicas da água; o surgimento da internet vem à tona pelo caso de um cientista que, imerso na era da comunicação global, enfrenta dificuldades para trabalhar em uma universidade brasileira; e o próprio teatro serve como metáfora para a compreensão dos buracos negros e da curvatura do tempo-espaço. Assim foi se formando um texto muito bem humorado, que passa pelo elenco, como alguém que foi atingido pelo assunto. Desse processo surgiu a comédia “Imagina esse palco que se mexe”.

Saiba Mais


Ficha técnica
Direção: Moacir Chaves

Elenco: Elisa Pinheiro, Karen Coelho, Luísa Pitta e Monica Biel

Texto: Dramaturgia coletiva a partir de relatos do astrofísico João Ramos Torres de Mello Neto
Iluminação: Paulo César Medeiros
Figurinos: Inês Salgado
Direção Musical: Tato Taborda
Direção de Produção: Luísa Pitta e Monica Biel
Assistência de Direção: Francisco Ohana
Fotos de Divulgação: Bruna Thimotheo
Assessoria de Imprensa: Ney Motta

Serviço
Direção: Moacir Chaves
Elenco: Elisa Pinheiro, Karen Coelho, Luísa Pitta (stand in: Josie Antello) e Monica Biel.
Texto: Dramaturgia coletiva a partir de relatos do astrofísico João Ramos Torres de Mello Neto
Local: Espaço Cultural Casa de Baco
Rua da Lapa, 243, Glória, Rio de Janeiro. Tel.: (21) 3796-6191
Temporada: 7 a 30 de Abril. Sexta, sábado e domingo às 19:30h
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)
Capacidade de público: 30 lugares
Duração: 60 minutos
Classificação 12 anos
Comédia.


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

27 de mar de 2017

“Café em Cena”, residência artística do Teatro Municipal Café Pequeno, apresenta o espetáculo infantil “Passarinhando” dias 1 e 2 de abril, 17h



“Café em Cena”, residência artística do Teatro Municipal Café Pequeno, apresenta o espetáculo infantil “Passarinhando” dias 1 e 2 de abril, 17h


FETAERJ assume a residência artística do Teatro Café Pequeno promovendo fomento cultural com programação diversificada de terça a domingo.


A FETAERJ - Federação de Teatro Associativo do Estado do Rio de Janeiro – que assumiu a residência artística do Teatro Municipal Café Pequeno, no Leblon, apresenta o espetáculo infantil “Passarinhando”. É uma coletânea de cantigas, poesias e histórias sobre pássaros. A plateia participa ativamente deste resgate folclórico, brincando com gestos, movimentos e ritmos brasileiros como carimbó, baião, boi do Maranhão, marchinha etc. Entremeando as brincadeiras cantadas, as histórias e poesias sobre pássaros são representadas com mímica e teatralidade e costuram o enredo de forma poética, lúdica e divertida.

As sessões acontecem sábado (01) e domingo (02) de abril, 17h, no Teatro Municipal Café Pequeno, Leblon, 17h.


SERVIÇO

Apresentações: 1 e 2 de abril
Sábados e Domingos, 17h
Local: Teatro Municipal Café Pequeno
Endereço: Av. Ataulfo de Paiva 269 – Leblon - Telefone: 21 2294-4480
Ingresso: R$ 40,00 inteira e R$ 25,00 meia
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre
Não possui estacionamento.
Capacidade: 80 Lugares


FICHA TÉCNICA
Texto: Marcia Valença
Direção: Josué Soares
Direção Musical: Dalus Gonçalves

Elenco: Cia Mimos Brasil


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

“Café em Cena”, residência artística do Teatro Municipal Café Pequeno, apresenta o espetáculo “O INCANSÁVEL DOM QUIXOTE” dia 5 de abril, 20h


“Café em Cena”, residência artística do Teatro Municipal Café Pequeno, apresenta o espetáculo “O INCANSÁVEL DOM QUIXOTE” dia 5 de abril, 20h

FETAERJ assume a residência artística do Teatro Café Pequeno promovendo fomento cultural com programação diversificada de terça a domingo.

O incansável Dom Quixote narra a saga do mais valoroso cavaleiro andante que cingiu espada no mundo! Este homem de incomparável coragem e retidão, sempre montado em seu cavalo Rocinante e ao lado de seu escudeiro-amigo-braço-direito Sancho Pança, passa por muitas desventuras em teste de sua obstinação e coragem. Perde batalhas, duvidam de sua saúde mental o chacoteiam... mas nada disso é páreo para a mente inquieta e o coração incomensurável do “Cavaleiro da Triste Figura”.

A adaptação do romance de Cervantes para o palco se dá a partir da performance de um único ator em cena que é narrador, Dom Quixote, Sancho Pança, Dulcinéia, Rocinante e todo o mais que compõe o espetáculo. Propomos um teatro onde o ator se coloque no risco de criar o espetáculo com seu corpo e pouquíssimos elementos essenciais. Pesquisamos maneiras de encontrar a “fisicalidade da palavra” de modo que o jogo interpretativo gere uma harmonia entre o nascimento palavra e movimento executado, como se ambos fizessem parte de uma mesma unidade indissolúvel: gesto-palavra. Tudo se resume a uma mala, um ator, a plateia e o jogo.


FICHA TÉCNICA
Texto: Maksin Olivera
Direção: Reynaldo Dutra
Elenco: Maksin Oliveira
Figurino: Leonam Thurler
Caracterização: Reynaldo Dutra
Cenário: Magnífica Trupe de Variedades
Iluminação: Pedro Struchiner
Operador de luz: Thiago Monte
Fotografias: João Julio Mello e Maíra Lins
Realização: Roda Produtiva


Saiba Mais


SERVIÇO:

Temporada: 05 de abril a 27 de abril - Quartas e Quintas, 20h
Local: Teatro Municipal Café Pequeno
Endereço: Av. Ataulfo de Paiva 269 – Leblon - Telefone: 21 2294-4480
Ingresso: R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia)
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos
Funcionamento da Bilheteria: Terça a sábado de 16h às 21h e domingo de 14h às 20h.
Não possui estacionamento.
Capacidade: 80 Lugares
Gênero: Comédia

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

22 de mar de 2017

Theatro Net Rio comemora 5 anos com Señor Tango, de Fernando Soler - Autêntico show de Buenos Aires

Um dos espetáculos mais famosos da capital da Argentina, que atrai aplausos do mundo inteiro, mistura dança, música e paixão.

O Theatro Net Rio completa cinco anos e quem ganha o presente é o público, que terá duas oportunidades para assistir ao consagrado Señor Tango, de Fernando Soler -  Autêntico show de Buenos Aires. Cantor com trajetória artística de 50 anos, Soler é o criador, diretor e produtor do espetáculo que percorre desde o tango tradicional ao contemporâneo. As apresentações acontecem dia 5 de abril, às 17h. e 21h.

Na apresentação, o artista premiado internacionalmente estará acompanhado da orquestra comandada pelo renomado maestro Matias Lopes Gallese, a cantora de Ivana Rossi e 10 bailarinos que combinam em cena muita técnica e emoção.

No repertório, destaque para clássicos como “Por uma Cabeza”, “Mi Buenos Aires Querido”, “Volver” e "Não Chores Por Mim Argentina", canção que simboliza o amor de Eva Perón pelo povo argentino, composta por Tim Rice e Andrew Lloyd Webber.

Senõr Tango, de Fernando Soler - Autêntico show de Buenos Aires traduz uma frase bastante popular na Argentina sobre o gênero: “O tango é um sentimento que se dança”. No ano passado, o artista participou do quadro “Dança dos Famosos”, do Domingão do Faustão (TV Globo), e mostrou que o país do samba se rende ao apaixonante ritmo do tango. Aliás, o show é o preferido dos brasileiros quando visitam a casa na Argentina. Entre 10 estrangeiros que frequentam o Senõr Tango, sete são brasileiros.

SERVIÇO:
SEÑOR TANGO, DE FERNANDO SOLER – AUTÊNTICO SHOW DE BUENOS AIRES

Theatro Net Rio – Sala Tereza Rachel. Rua Siqueira Campos, 143 – Sobreloja – Copacabana. (Shopping Cidade Copacabana).

Ingresso:
Direito à meia entrada e descontos :  http://www.theatronetrio.com.br/pt-br/bilheteria.html

Data: 5 de abril
Horário: 17h e 21h.
Ingressos: R$ 250,00 (plateia e Frisas) R$ 140.00 (Balcão I) R$ 50,00 (Balcão II)
Classificação: 12 anos.
Duração: 100 minutos.
Capacidade do Teatro: 622 lugares.
Telefone do teatro: 21 2147 8060 / 2148 8060
Site: www.theatronetrio.com.br

Vendas pela internet:  www.ingressorapido.com.br ou pelo aplicativo do Ingresso Rápido.
Vendas pelo telefone: Informações e compra Ingresso Rápido - (11) 4003 - 1212
Atendimento pós venda Ingresso Rápido - (11) 4003 - 2051
Informações sobre ponto de venda da Ingresso Rápido de outros eventos fora do Theatro Net Rio, somente pelo telefone - (11) 4003 - 1212
Horário de funcionamento - Todos os dias das 10h às 18h.
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Reservas para grupos: Beatriz Barcelos- beatrizbarcelos@brainmais.com

Somente pelo telefone: (21) 96629 - 0012
Horário de atendimento - De Segunda a Sábado de 14h às 21h.
Formas de pagamento: Aceitamos todos os cartões de crédito, débito, vale cultura nas bandeiras (Alelo & Ticket) e dinheiro. Não aceitamos cheques.
Acessibilidade
Estacionamento no Shopping, entrada pela Rua Figueiredo Magalhães, 598.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

21 de mar de 2017

Sérgio Marone e Juliana Martins apresentam “Eu te Amo” no Theatro Bangu Shopping


Sérgio Marone e Juliana Martins apresentam “Eu te Amo” no Theatro Bangu Shopping



Comédia romântica e bem sensual se apresenta nos dias 24, 25 e 26 de março.

Sérgio Marone e Juliana Martins farão o público de Bangu suspirar na comédia romântica e bem apimentada “Eu te Amo”, de Arnaldo Jabor. O espetáculo dirigido por Rosane Svartman e Lírio Ferreira já foi visto por mais de 50 mil pessoas e chega ao Theatro Bangu Shopping nos dias 24, 25 e 26 de março (sexta e sábado às 21h e domingo às 20h).

Amor, dor de amor, tesão, desejo, ilusão, sexo… coisas de todo mundo e de todos os tempos. Eu te amo de Arnaldo Jabor é considerado um texto sexy. Não é. É um texto sobre a sexualidade. As vezes é drama, as vezes é comédia – é patético como nossa solidão afetiva.

Esta montagem reúne dois diretores de cinema, Rosane Svartman e Lírio Ferreira, em uma proporção incomum - dois diretores para dois atores: Sérgio Marone e Juliana Martins. Estreantes no teatro, Rosane e Lírio, transformam esse Eu te amo em um grande plano sequência, como um filme que se monta a cada dia no palco, no tempo, no ritmo dos atores e com a presença do público.

Saiba mais

SERVIÇO:
EU TE AMO
Theatro Bangu Shopping – Rua Fonseca nº 240 Shopping Bangu, Bangu
Temporada: 24, 25 e 26 de Março.
Horário: Sexta e Sábado às 21h e domingo às 20h.
Classificação: 16 anos.
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 75 minutos.
Ingresso: R$ 70,00 (plateia) e R$ 50,00 (balcão).



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

19 de mar de 2017

"Cidade Correria" hoje e amanhã no Galpão Gamboa.



"Cidade Correria" é um espetáculo sobre a cidade. A dramaturgia é fruto de trabalho coletivo, inspirada em imagens, filmes, situações cotidianas, histórias de vida e contos literários. O espetáculo não é uma história, é uma ocupação, um transbordamento das emergências cotidianas, expondo contradições, pulsando alegrias, feridas e potências. A cidade trágica, a cidade cômica. Uma cidade supra real, em deriva, que poderia ser a nossa cidade, ou qualquer cidade. O público é levado a conhecer esta cidade caos, cidade contradição, cidade maravilhosa, cidade impedida, cidade carnaval, cidade invenção, cidade revolução. Cidade Correria.


:: FICHA TÉCNICA ::

Com: Daniela Joyce, Hugo Bernardo, Igor da Silva, Jardila Baptista, Karla Suarez, Livia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata, Thiago Rosa, Vanessa Rocha.
Dramaturgia: Criação Coletiva
Direção: Adriana Schneider e Lucas Oradovschi
Metodologia de dramaturgia: Adriana Schneider
Direção de movimento: Cátia Costa e Mariana Mordente
Direção musical e trilha original: Ricardo Cotrim
Funk "Xô sai pra lá": Marcelo Magano e Ricardo Cotrim
Direção de arte: Fabiana Mimura
Iluminação: Nina Balbi
Preparação corporal: Cátia Costa
Treinamento de máscaras balinesas: Lucas Oradovschi
Assistência de arte: Filipe Duarte
Direção de produção: Karla Suarez
Produção executiva: Marcelo de Brito
Comunicação: Karla Suarez e Marcelo Magano
Textos da pesquisa: "O bebê de tarlatana rosa", de João do Rio; "A última chuva do prisioneiro", de Mia Couto; "O duelo entre a criança que diz sim e a cidade que diz não", de Thiago Rosa; "Banzeiro", de Ricardo Cotrim; "Cidade Correria 1", de Thiago Florencio; "Cidade Correria 2", de Daniel Guimarães.


:: SERVIÇO ::


"CIDADE CORRERIA"
19/03, domingo: 20h
20/03, segunda: 21h


Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

18 de mar de 2017

“O Olho de Vidro” Texto inédito de Renata Mizrahi livremente inspirado no livro “O Olho de Vidro do Meu Avô” de Bartolomeu Campos de Queiroz em cartaz no Centro Cultural Correios.


“Eu queria fazer uma peça onde houvesse redenção na relação de um pai com o seu filho”.

Charles Asevedo

Vera Holtz, Guilherme Leme Garcia e Flávia Pucci criam monólogo/depoimento.  

“O Olho de Vidro”

Texto inédito de Renata Mizrahi livremente inspirado no livro “O Olho de Vidro do Meu Avô” de Bartolomeu Campos de Queiroz estreia dia 16 de março no Centro Cultural Correios.

Foi durante uma viagem a Belo Horizonte que o ator Charles Asevedo conheceu o autor mineiro Bartolomeu Campos de Queirós. Um tempo depois, encontrou entre sua extensa e premiada obra literária o livro “O Olho de Vidro do Meu Avô”, publicado em 2004. Estava ali uma história que o inspirava a subir nos palcos, mas seu desejo ia além, pois as memórias do livro remetiam diretamente às suas próprias memórias de vida.


SERVIÇO:

O OLHO DE VIDRO

Local: Teatro Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro – RJ - (21) 2253-1580

Temporada: 16 de março a 30 de abril

Horários: Quinta a Domingo, às 19h

Valor: R$ 20,00 (Inteira) R$ 10,00 (meia)
Bilheteria: Quarta a domingo – 15h às 19h

Duração: 60 min.

Classificação: 12 anos

Gênero: Comédia dramática

Capacidade: 200 lugares

Saiba mais


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

FILHOTE DE CRUZ-CREDO /A TRISTE HISTÓRIA ALEGRE DE MEUS APELIDOS


FILHOTE DE CRUZ-CREDO /A TRISTE HISTÓRIA ALEGRE DE MEUS APELIDOS


Com seis indicações para o Prêmio CBTIJ 2016 (Vencedor nas categorias: Melhor ator coadjuvante e Melhor direção musical) o espetáculo infanto-juvenil "FILHOTE DE CRUZ-CREDO / A TRISTE HISTORIA ALEGRE DE MEUS APELIDOS" retorna aos palcos do Rio de Janeiro no Teatro Ipanema, até 02 de abril. Ambientado na década de 1970, conta a história de bullying sofrido por Fabrício Carpinejar na sua infância. Como ele era fisicamente muito feio, convivia com todo tipo de apelidos e piadas, que o tornaram um menino triste e solitário. Mas o pequeno Fabrício consegue virar o jogo quando aprende a ter senso de humor e a brincar consigo mesmo, tornando-se querido por todos.
O espetáculo traz como trilha sonora uma tremenda seleção de músicas do repertório de Erasmo Carlos, cantada ao vivo pelo elenco; Eduardo Katz, Priscila Assum e João Lucas Romero. Direção Isaac Bernat

Sábados e Domingos as 16h.
Temporada: Até dia 2 de abril.


Saiba mais

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

Instagram

16 de mar de 2017

ARTE CONTEMPORÂNEA INSPIRA OFICINAS GRATUITAS DO PROGRAMA EDUCATIVO CAIXA GENTE ARTEIRA



O Programa Educativo CAIXA Gente Arteira foi buscar influências ao redor do mundo para trazer ao público duas oficinas baseadas na produção de arte contemporânea da Austrália e de Angola. As atividades são gratuitas e incluem produção de pinturas abstratas e de cartazes lambe lambe.


ARTE CONTEMPORÂNEA INSPIRA OFICINAS GRATUITAS DO PROGRAMA EDUCATIVO CAIXA GENTE ARTEIRA

Público poderá produzir materiais baseados nos trabalhos dos aborígenes da Austrália e dos artistas de rua de Angola

De paisagens desérticas a cenários urbanos, o Programa Educativo CAIXA Gente Arteira foi buscar influências ao redor do mundo para trazer ao público da CAIXA Cultural Rio de Janeiro duas oficinas inspiradas em trabalhos de arte contemporânea da Austrália e de Angola. São atividades com entrada franca, baseadas nas exposições Tempo dos sonhos: Arte aborígene contemporânea da Austrália, em cartaz desde o dia 14 de março, e Daqui pra frente – Arte contemporânea em Angola, com abertura marcada para a próxima terça (21).

Recheada de cores e tons dos chamados outbacks australianos, a arte da mais antiga cultura viva do planeta – a cultura aborígene da Austrália – é tema da oficina Abstraindo paisagens. De 21 a 24 de março (terça a sexta), das 15h às 17h, o público poderá aprender sobre as formas que povoam o imaginário dos artistas aborígenes para produzir suas próprias pinturas baseadas nos ricos biomas brasileiros. A classificação é livre.

Da Oceania para a África, a Oficina de cartazes lambe lambe explora a gama de possibilidades da arte urbana contemporânea e sua ligação com artistas angolanos como Yonamine Miguel. Durante a atividade, os participantes serão encorajados a criar seus próprios cartazes fundindo elementos característicos do lambe lambe e da arte angolana na produção de uma mensagem própria. Destinada a todos os públicos, a Oficina de cartazes lambe lambe acontece de 28 a 31 de março (terça a sexta), sempre das 15h às 17h.

De volta à América do Sul, no dia 30 de março, das 18h às 21h, será realizado o bate-papo Ser artista mulher no Brasil. O debate aproveita o Dia Internacional da Mulher e, inspirado na exposição À Mercê do Impossível – Ana Cristina César e na mostra Devi – Mulher em cena, propõe um grande encontro com jovens artistas brasileiras de diversas linguagens. Serão abordados os principais desafios de ter uma produção artística no país sendo mulher, além de questões sobre o mercado e o preconceito de gênero. O bate-papo é voltado para o público a partir dos 16 anos.

Atividades mensais:

O Programa Educativo CAIXA Gente Arteira também apresenta atividades que ocorrem mensalmente, como Em busca da obra de arte, que convida as crianças a interagir com as obras da CAIXA Cultural Rio de Janeiro. Em março, a atividade ocorre no dia 25 (sábado), das 16h às 17h.

Durante todos os sábados, das 14h às 15h, e domingos, das 15h às 16h, são promovidos os ateliês criativos, atividades que estimulam a criatividade, para as quais os visitantes são convidados depois de apreciarem as exposições em cartaz. Enquanto isso, as ações de galeria proporcionam experiências educativas, reflexivas e sensoriais ao público espontâneo que passa pela CAIXA Cultural, de terças a sextas-feiras, das 13h às 14h e das 17h às 18h.

O programa CAIXA Gente Arteira tem, como objetivo, explorar diversas linguagens artísticas, possibilitando ao público a experimentação prática e teórica sobre artes visuais, música e dança, através de oficinas, vivências e bate-papos. Mais informações sobre as atividades podem ser obtidas pelo telefone (21) 3980-4898 e pelo e-mail agendamento@gentearteirarj.com.br. Não é obrigatória a inscrição​ prévia para nenhuma das atividades.

Programação CAIXA Gente Arteira - março:

Oficina Abstraindo Paisagens

Datas: de 21 a 24 de março (de terça a sexta)
Horários: às 15h e às 17h
Local: Sala de oficina 1
Classificação indicativa: Livre
Oficina de cartazes lambe lambe
Datas: de 28 a 31 de março (de terça a sexta)
Horário: de 15h às 17h
Local: Sala de oficina 1
Classificação indicativa: Livre.

Bate-papo Ser artista mulher no Brasil.
Datas: 30 de março (quinta-feira)
Horário: 18h às 21h
Local: Sala Margareth Nascimento
Classificação indicativa: a partir de 16 anos.

Serviço:
Programa educativo CAIXA Gente Arteira
Ateliê Criativo: sábados, às 14h; e domingos, às 15h.
Ações de galeria: terça a sexta-feira, das 13h às 14 e das 17h às 18h

Em busca da obra de arte: 25 de março (sábado), das 16h às 17h
Entrada franca
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Classificação Indicativa: a partir dos 5 anos
Agendamento e informações: (21) 3980-4898 |

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online. Solicite um orçamento!
Contato: Gabriele Nery
contato@agendaculturalrj.com.br
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

Instagram

Mostra de Teatro Tiradentes em Cena terá a tolerância como tema de sua quinta edição Evento acontece de 17 a 29 de maio, na cidade mineira de Tiradentes. Edital será aberto dia 7 de março (terça-feira)


Mostra de Teatro Tiradentes em Cena terá a tolerância como tema de sua quinta edição

Evento acontece de 17 a 29 de maio, na cidade mineira de Tiradentes. Edital será aberto dia 7 de março (terça-feira) 

A escolha de um tema, ou de um norte, ou seja lá como queiram chamar o conceito que dará forma a um evento é sempre muito difícil. É necessário ser criativo e antenado com as atualidades. Mas também precisa ser profundo e questionador. Então você lembra que não se trata apenas de um evento. Se trata de uma mostra de teatro. A diferença? Nenhuma, a não ser pelo fato de que lidará com aqueles que torcem o nariz para um certo gênero, para outros que defendem uma linha mais contemporânea. Ou ainda os que sequer irão te considerar teatro. Sendo assim, concluímos que para definir um conceito teríamos que conviver com a diferença.



“A Tolerância é uma virtude necessária para o exercício das coisas pequenas do cotidiano” (André Comte-Sponville).


Bom, já tínhamos o nosso norte. A DIVERSIDADE. Qual a ferramenta mais sábia para atingirmos o nirvana da convivência com a diversidade de maneira harmônica? A TOLERÂNCIA. Sem sombra de dúvidas, ela é a grande redescoberta do século 21, como afirmou Amos Oz. Engana-se quem confunde tolerância com passividade. Foi assim que chegamos à palavra tema da quinta edição do Tiradentes em Cena: TOLERARE. Mais do que significar “Levar” ou “suportar”, também significa “Combater”. 



- Estamos vivendo num mundo cada vez mais cheio de opiniões e elas precisam ser respeitadas, por mais diferentes que sejam. Acho válido usar uma ferramenta como um festival de teatro para discutir questões essenciais para a sociedade. Certamente este tema nos trará um amplo repertório de peças e apresentações inusitadas – adianta Aline Garcia, idealizadora do Tiradentes em Cena. 

Saiba mais 


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO DESTACA O PAPEL DA MULHER NO CINEMA INDIANO A programação inclui a exibição de 12 filmes, além de debates e apresentações de dança e música tradicionais


MOSTRA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO DESTACA O PAPEL DA MULHER NO CINEMA INDIANO

A programação inclui a exibição de 12 filmes, além de debates e apresentações de dança e música tradicionais


A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 21 de março a 2 de abril, a mostra Devi: Mulher em Cena, que faz um recorte na mais extensa cinematografia mundial – a indiana – focando a mulher como a grande protagonista. Serão exibidos 12 filmes que tratam do papel da mulher na Índia, revelando as diferentes facetas dentro de uma sociedade complexa e diversa, que caminha entre tradições milenares e estilo de vida moderno e global. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

A curadora Carina Bini priorizou obras dirigidas por mulheres e que foram realizadas nas últimas três décadas, alcançando produções de diversas regiões do país e privilegiando o cinema autoral.



Retratando uma tradição milenar de culto ao feminino, mas que atualmente vem enfrentando contradições ao expor ações de misoginia, os filmes da mostra apresentam uma provocante reflexão sobre qual a condição da mulher no século XXI. Entre os destaques da programação, estão o recente filme de Bollywood, Pink (2016), de Aniruddha Roy Chouwdhury; Uma mulher e dois homens (2008), de Adoor Gopalakrishnan, um dos mestres do cinema indiano autoral; e Gulabi Gang (2012), de Nishtha Jain, que retrata a luta de um grupo ativista que combate a violência contra a mulher na Índia.

“Selecionei filmes com temas que passeiam por questões pertinentes ao universo feminino e seus desafios atuais. A Índia é um país que apresenta uma estrutura social complexa, que tenta alinhar padrões tradicionais e modernos, tornando-se uma nação curiosa e que tem sido fonte de estudos e reflexões”, comenta a curadora Carina Bini. “O cinema é um forte elemento que compõe esse espectro social e cultural.

Os indianos consomem seu próprio cinema, que traz suas histórias, desejos e aflições para as telas das milhares de salas do país, e as produções acabam construindo um imaginário de forte influência para a sociedade”, complementa.

Saiba mais

Serviço:

Mostra Devi: Mulher em Cena

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 e Foyer

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Data: de 21 de março a 2 de abril de 2017

Horários: Consultar programação

Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.

Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação Indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal


Confira a programação Completa


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com

#agendaculturalrj

  Instagram

MOSTRA DE TEATRO REÚNE REPERTÓRIO PARA CRIANÇAS E JOVENS NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO Programação reúne dez companhias do Rio de Janeiro e Minas Gerais em espetáculos gratuitos e com sessões duplas


MOSTRA DE TEATRO REÚNE REPERTÓRIO PARA CRIANÇAS E JOVENS NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO

Programação reúne dez companhias do Rio de Janeiro e Minas Gerais em espetáculos gratuitos e com sessões duplas



A CAIXA Cultural do Rio de Janeiro recebe, de 14 a 29 de março (de terça a sexta-feira), a Mostra de Repertório CBTIJ 21 Anos, que celebra o tempo de atuação ininterrupta do Centro Brasileiro de Teatro para Infância e a Juventude. Durante o evento, que tem entrada franca, serão apresentados dez espetáculos representativos de diferentes companhias do Rio de Janeiro e de Minas Gerais que integraram os festivais e circulações promovidas pelo CBTIJ em outros anos.



Serão duas apresentações de cada espetáculo, sempre às 10h30 e às 15h. O evento tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal e foi selecionado por meio do Programa CAIXA de Apoio a Festivais de Teatro e Dança 2017.



 





Diferente de outras mostras de teatro para crianças e jovens, a Mostra de Repertório CBTIJ 21 Anos tem o propósito de ressaltar, além da qualidade das produções, a força da realização coletiva e continuada que o teatro de grupo representa.



Os principais critérios para a seleção dos espetáculos foram a credibilidade artística das companhias, comprovada através de inúmeras premiações, e a relevância de suas temáticas para as camadas mais jovens da população. Entre os destaques da mostra estão: O velho da horta, da Cia. PeQuod; O médico camponês e a princesa engasgada, da Cia. Medieval; e A aranha arranha a jarra, a jarra arranha o trava-língua, da Cia. Pop de Teatro Clássico.



“Nada melhor para marcar os 21 anos da Associação do que fazer uma grande retrospectiva de alguns dos mais representativos espetáculos que passaram por nossas mostras ao longo de todos esses anos”, afirma Cleiton Echeveste, coordenador da Mostra. “Desta forma, valorizamos o trabalho realizado por inúmeros artistas e produtores que, na maior parte dos casos, sem nenhum patrocínio, vêm mantendo seus espetáculos em circulação, promovendo a formação de novas plateias, o desenvolvimento de um senso crítico e estético, e, sobretudo, oferecendo acesso ao patrimônio cultural que estas obras e seus criadores representam”, complementa.


Palestra e mesa-redonda:
A programação ainda inclui duas atividades especiais. Na terça-feira (14), às 14h30, a mostra promove uma palestra com a Prof.ª Dra. Ângela Reis (Unirio), e na quarta-feira (29), às 16h30, a mesa-redonda mediada pelo produtor cultural Humberto Braga com a participação de representantes dos grupos e companhias participantes.



O CBTIJ:

Criado em 1995 como uma associação cultural que congrega artistas e produtores, o Centro Brasileiro de Teatro para Infância e a Juventude é uma entidade sem fins lucrativos que pauta suas atividades no sentido de promover a qualidade no teatro para crianças e jovens, bem como fomentar o trabalho continuado de grupos e companhias.



O CBTIJ conta, atualmente, com mais de 400 associados de todo o Brasil, entre diretores, atores e

produtores, que se reúnem periodicamente para discutir questões pertinentes ao teatro para crianças e jovens. Representante nacional da ASSITEJ (Associação Internacional de Teatro para a Infância e Juventude), a entidade foi reconhecida como sendo de utilidade pública municipal e estadual e instituiu, em 2014, o Prêmio CBTIJ de Teatro Infantil.



Programação:

14 de março (terça-feira)

10h30 e 15h - O menino que brincava de ser. Texto e direção: Cleiton Echeveste. Elenco: Giuseppe Marin, Tatiana Henrique e Thiago Monte. Realização: Pandorga Cia. de Teatro.

14h30 – Palestra – Prof.ª Dra. Ângela Reis (Unirio)



15 de março (quarta-feira)

10h30 e 15h - A história de topetudo. Texto: Ana Barroso, Monica Biel e Thereza Falcão. Elenco: Ana Barroso e Monica Biel. Direção: Thereza Falcão. Realização: BB Produções



16 de março (quinta-feira)

10h30 e 15h - Os cenouras. Texto: Leonardo Carnevale e Fabio Freitas. Elenco: Leonardo Carnevale e Fabio Freitas. Direção: Márcio Libar. Realização: Carnevale Produções.



17 de março (sexta-feira)

10h30 e 15h - Rapunzel. Adaptação: Leonardo Simões.Elenco: Amanda Barbosa, Laís Batista e Ronan Vaz. Direção: Leonardo Simões e Paulo Merisio. Realização:Trupe de Truões.



21 de março (terça-feira)

10h30 e 15h - Perez & Gil – Piratas. Tradução, Adaptação e Direção: Antonio Carlos Bernardes. Elenco: Renato Peres, André Brilhante e Cecília Hoeltz Realização: ACB Teatral.



22 de março (quarta-feira)

10h30 e 15h - O príncipe peralta. Texto: Bruno Bacelar. Elenco: Bruno Bacelar, Anderson Nuud, Felipe Gouvêa e Caio Lisboa. Direção: Angelo Faria Turci. Realização: Cia. Muito Franca!


23 de março (quinta-feira)

10h30 e 15h: O velho da horta. Adaptação: Rosita Silveirinha, Márcio Newlands e Miguel Vellinho. Elenco: Liliane Xavier, Márcio Newlands, Márcio Nascimento e Raquel Botafogo. Direção: Miguel Vellinho. Realização:Cia. PeQuod.



24 de março (sexta-feira)

10h30 e 15h: M'boiguaçu. Texto: Carlos Carvalho. Elenco: Ludoval Campos, Marcela Coelho e Otávio Reis. Direção Julio Cesar Saraiva. Realização: Tibicuera & Cia.


28 de março (terça-feira)

10h30 e 15h - O médico camponês e a princesa engasgada. Texto: Marcia Frederico. Elenco: Marcia Frederico e Rogério Freitas. Direção: Marcos Edom. Realização: Cia. Medieval.


29 de março (quarta-feira)

10h30 e 15h: A aranha arranha a jarra, a jarra arranha o trava-língua. Direção e Texto: Demetrio Nicolau. Elenco: Marcella Dale e Marcela Coelho. Realização: Cia. Pop de Teatro Clássico.

16h30 – Mesa-redonda com representantes das companhias de teatro. Mediação: Humberto Braga.

Serviço:

Mostra de Repertório CBTIJ 21 Anos

Entrada Franca

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Data: 14 a 29 de março de 2017 (terça a sexta-feira)

Horários: Consultar programação

Lotação: 176 lugares (mais 3 para cadeirantes)

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação Indicativa: Livre

Acesso para pessoas com deficiência


Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federa



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Brasil ganha edição especial do mais importante livro de Michel Odent


O instituto Michel Odent lança, no dia 17 de março, o livro “Pode a humanidade sobreviver à medicina?”, de Michel Odent. O livro é a edição brasileira de um dos mais importantes títulos escritos pelo obstetra que é referência mundial em Parto Humanizado. Durante o evento, na livraria da Travessa do Shopping Leblon, as atrizes Sophie Charlotte, Carol Machado, Karine Telles e Luiza Lemmertz, junto com o músico Ivor Lancelloti, fará uma intervenção. Também estará presente Heloísa Lessa que além de presidente do Instituto Michel Odent é enfermeira obstétrica, parteira e doutora em Enfermagem. A ideia do lançamento é chamar a atenção do público para a importância do parto humanizado.

Título: “Pode a humanidade sobreviver à medicina?”

Autor: Michel Odent

Tradução: Laura Uplinger e Isabel Aleixo

Editora: Instituto Michel Odent https://institutomichelodent.com.br/michel-odent

Lançamento: 17 de março de 2017, às 19h Livraria da Travessa Shopping Leblon


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

14 de mar de 2017

“EUGÊNIA”: O QUE A AMANTE DE D. JOÃO VI TEM A DIZER PARA A MULHER DO SÉCULO XXI


“EUGÊNIA”: O QUE A AMANTE DE D. JOÃO VI TEM A DIZER PARA A MULHER DO SÉCULO XXI
A atriz Gisela de Castro estrela o monólogo em que fatos trágicos ganharam contornos de ironia e humor

A quinta temporada da peça será em março, no Espaço Furnas Cultural, com entrada franca

Nestes tempos em que as mulheres ainda sofrem preconceitos e são condenadas quando vítimas, nada mais apropriado do que refletir sobre o papel delas na história. Apropriado e, ao mesmo tempo, divertido, se a interpretação for da atriz Gisela de Castro no monólogo “Eugênia”, dirigido por Sidnei Cruz. O espetáculo volta para sua quinta temporada, desta vez no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, nos dias 18, 19, 25 e 26 de março – sábados às 20h e domingos às 19h –, com ingressos gratuitos e distribuição de senhas a partir de uma hora antes do espetáculo.


SERVIÇO:
“Eugênia”
Temporada de 18, 19, 25 e 26 de março de 2017
Sábados às 20h e domingos às 19h
Espaço Furnas Cultural
Endereço: Rua Real Grandeza 219 – Botafogo - Rio de Janeiro - RJ, 22261-001
Telefone:(21) 2528-3112
Ingressos: ENTRADA FRANCA
Senhas distribuídas uma hora antes do espetáculo.
Duração: 55 min
Classificação: 10 anos
Gênero: Comédia.


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs