Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

12 de dez de 2013

PROFISSIONAIS DE SAÚDE VÃO PRA RUA CANTAR AUTOS NATALINOS

 
Coral formado por funcionários de laboratórios do Rio se apresentará nas calçadas do Leblon para celebrar o Natal
 
A rotina de alguns profissionais de saúde vai mudar neste final de ano. Acontece que cerca de 20 colaboradores do laboratório Sérgio Franco e da Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI) trocarão seus jalecos, as baias de atendimento, os telefones e os computadores pelas calçadas do Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. Dia 20, o Coral Vozes, regido por Renato Rodriguez, fará uma apresentação aberta ao público, em frente ao CID Leblon. No repertório, clássicos como Vamos Festejar o Natal, Depende de Nós, A Paz e Então É Natal, entre outras canções com estilo gospel.
O coral, criado em 2006, faz sua quinta apresentação para o público nas comemorações natalinas. Segundo Juliana Erbisti, responsável pelo treinamento e desenvolvimento do grupo, os coristas, que ensaiam uma vez por semana, gostam muito de protagonizar esse espetáculo para a população.

“A música é contagiante. Dessa forma, todos participam: as pessoas que passam pela rua param e se emocionam; os motoristas que trafegam pelo local acenam e as janelas dos prédios vizinhos ficam lotadas de espectadores. Ampliar essa missão de cuidado e atenção de uma instituição de saúde é o grande objetivo da ação,” enfatiza.


Serviço:
Apresentação do Coral de Vozes Sérgio Franco/CDPI
Data: sexta-feira, 20/12/2013.
Horário: 19h.
Local: calçada da Unidade Leblon – Av. Ataulfo de Paiva, 669.
Apresentação gratuita e aberta ao público.

 

5 de dez de 2013

Feira das Yabás fecha o ano com Cordão do Bola Preta

Evento gratuito acontece no domingo, dia 15, e antecipará a comemoração de Natal na Zona Norte do Rio com samba e marchinhas de Carnaval

Rio de Janeiro, 05 de dezembro de 2013 – A última edição da Feira das Yabás de 2013 terá tempero carnavalesco. O bloco Cordão do Bola Preta e o “rei das marchinhas” João Roberto Kelly animam a roda de samba comandada por Marquinhos de Oswaldo Cruz, no dia 15 de dezembro. O encontro acontece a partir de 13h, na Praça Paulo Portela, em Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio de Janeiro. A apresentação é gratuita e reúne gastronomia típica dos quintais suburbanos e roda de samba uma vez por mês.

Considerado um dos pontos mais altos do Carnaval de Rua do Rio de Janeiro, o Cordão do Bola Preta é o mais antigo e tradicional bloco da cidade: foi fundado em 1918. Os foliões que seguem o trio pelas ruas do Centro da cidade costumam vestir roupas brancas com bolas pretas. O bloco atrai, todos os anos, centenas de milhares de pessoas, em uma festa democrática e cheia de alegria.

O outro convidado da feira das Yabás será João Roberto Kelly. Com mais de 50 anos de carreira, o músico é considerado o rei das marchinhas e um dos mais criativos compositores de hinos carnavalesco. João Roberto é autor de marchinhas famosas e que atravessam gerações como “Cabeleira do Zezé”, “Mulata Bossa Nova”, “Colombina”, “Maria Sapatão” e “Dança do Bole-bole”, entre outras.

Marquinhos de Oswaldo Cruz, criador da Feira das Yabás, é quem abre a tarde em Oswaldo Cruz, apresentando os clássicos do samba de raiz.

Doação de brinquedos

Com a proximidade do Natal, esta edição da Feira das Yabás  realizará ainda uma ação social. Marquinhos de Oswaldo Cruz e os organizadores da feira estão mobilizando o público com campanhas na internet para que levem brinquedos, em bom estado, que serão doados às crianças carentes da região. As doações serão entregues à paróquia do bairro, que coordenará a distribuição.

A gastronomia da Feira das Yabás

Além de música na Praça Paulo Portela, a Feira das Yabás conta com 16 barracas de comidas típicas do subúrbio carioca, cada uma com um prato diferente. Nessa cozinha a céu aberto, são as Yabás (termo que refere-se a Yemanjá e Oxum, mas que, no Brasil, é utilizado para definir todo orixá feminino), ou seja, são as matriarcas das famílias mais importantes e tradicionais da região de Oswaldo Cruz, que apresentam suas delícias. Carinhosamente chamadas de “barraqueiras”, as mulheres preparam ali pratos que parecem feitos especialmente para acompanhar as tradicionais rodas que atraem bambas do samba, como Monarco e Tereza Cristina, sem falar no diversificado público de turistas e cariocas das zonas Sul, Oeste e Norte, claro.

Com ingredientes como aipim, jiló e frutos do mar, as comidas e petiscos servidos pelas Yabás remetem à influência africana na culinária brasileira. Em sua barraca, Tia Surica (baluarte da Velha Guarda da Portela) oferece mocotó e aipim com carne-seca;  entre as refeições mais concorridas está a rabada com batata da Dona Neném, a mais velha das tias, com 87 anos, que também prepara rabada, angu e bolinho de abóbora recheado com carne-seca. Neide Santana serve feijoada de camarão, angu à baiana e feijão amigo.

Já na barraca da Jane Carla é vendido cozido de peixe; a barraqueira Romana vai de carré com couve a mineira, jabá e caldinhos de mocotó, feijão e ervilha; bobó de camarão é o prato da Jussara; Selma Candeia (filha do sambista Candeia) oferece abóbora com carne seca; já a combinação de peixe frito, molho de camarão, pirão e arroz é responsabilidade da Tia Nira; Tia Edith apresenta macarrão com carne assada; Vera Caju mostra o seu cozido, camarão frito e caldo de abóbora; Rose serve a deliciosa galinha com quiabo, e Jane Pereira (viúva de Luiz Carlos da Vila) mostra o jiló  frito, além de caldos e canjas. Rosângela Maria leva a tripa lombeira e bolinho de bacalhau pra Feira; Marlene apresenta roupa velha e feijoada; Tia Natércia e Sueli vão de vaca atolada, bolo de aipim e carne com aipim. Para arrematar, a barraqueira Vera de Jesus prepara doces deliciosos. Os preços das refeições ficam em torno de R$ 15.

Evento acontece desde 2008

A primeira edição da Feira das Yabás aconteceu em 2008, por iniciativa de Marquinhos de Oswaldo Cruz, que depois de recriar o Trem do Samba e a feijoada da Portela, resolveu cantar seus sambas na quadra da Portelinha, regado a macarrão com carne assada. Nascia, assim, a primeira edição da Feira, que hoje reúne milhares de visitantes e conta com o patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, desde abril de 2012.

SERVIÇO
Feira das Yabás – gastronomia e roda de samba
Quando: Domingo, 15 de dezembro
Hora: a partir das 13h
Local: Praça Paulo Portela, Oswaldo Cruz – Rio de Janeiro
Evento gratuito

MARATONA DE BANDAS ENCERRA O PROJETO BANDA LARGA 2013 COM PREMIAÇÃO

Final do projeto será nos dias 7 e 8 de dezembro, no Teatro João Caetano,
no Rio de Janeiro



Banda convidada: Filarmônica do Rio de Janeiro

Depois de movimentar o interior do estado do Rio de Janeiro, de julho a setembro com oficinas e concurso de bandas, o projeto Banda Larga 2013 – programa de atualização para bandas de música do Estado do Rio de Janeiro – vai trazer boa música também à capital.  A grande novidade desta terceira edição do projeto é a realização de uma Maratona de Bandas competitiva, que acontecerá nos dias 7 e 8 de dezembro (sábado e domingo), no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.

Ao todo, o programa contou com cerca de 500 inscritos, que se dividiram nas oficinas dos cinco municípios por onde o Banda Larga passou (Laje do Muriaé, Itaguaí, Barra Mansa, Saquarema e Santa Maria Madalena). A região metropolitana foi a que reuniu o maior número de interessados, com 264 inscritos; no interior, a Costa Verde foi a que mais atraiu participantes. A oficina mais procurada da edição 2013 do Banda Larga foi a de Regência, que atraiu 39 alunos em todos os polos. Dentre os instrumentos, o saxofone foi o mais procurado e foi tema de oficinas em Laje do Muriaé e Saquarema. As aulas de Produção Cultural, incluídas no programa este ano, tiveram boa procura em todos os municípios, com uma média de 10 alunos por praça. A formação vai ajudar as bandas na formatação de projetos, possibilitando a participação em editais.

Nas oficinas para músicos, os professores trabalharam o repertório exigido nas Eliminatórias da Maratona. A peça escolhida para o confronto das bandas na primeira etapa foi “Ledinha”, de Altamiro Carrilho, com arranjo escrito especialmente para o projeto pelo maestro Antonio Henrique Seixas, regente da Banda Filarmônica e professor do Banda Larga desde sua primeira edição. O objetivo era estabelecer um parâmetro para avaliação crítica das bandas, tirando-as da “inércia”, da repetição e da falta de renovação de repertório, em busca de aprimoramento técnico.

- Sem referências auditivas de execuções anteriores, as bandas se viram forçadas a estudar a partitura, o que requer conhecimentos mais avançados de leitura, interpretação, instrumentação e harmonia, principalmente por parte dos mestres – explica Carlos Belém, coordenador pedagógico do projeto.

Na fase final do programa, a peça de confronto das bandas finalistas foi especialmente encomendada ao compositor, regente e professor Ernani Aguiar, membro da Academia Brasileira de Música e professor da Escola de Música da UFRJ, um compositor com um estilo mais moderno, porém com forte sotaque nacional. A peça que será executada na Maratona de Bandas 2013 chama-se 'Abertura' e foi apresentada a todos os mestres em uma audição.

A encomenda de obras é uma tradição em todo o mundo, fazendo parte da política de renovação de repertório e de fomento a orquestras, compositores, corais, bandas etc. Com isso, além da formação e capacitação de alunos e produtores, o projeto Banda Larga apresenta uma nova e relevante função no cenário musical do estado.


- O programa a Banda Larga promove o desenvolvimento das bandas de nosso estado por meio de cursos de reciclagem e do concurso que, com a obra de confronto, proporciona aos conjuntos o desafio de preparar um novo repertório – observa João Guilherme Ripper, diretor da Sala Cecília Meireles e Supervisor Geral do projeto Banda Larga 2013.

Este ano, o Banda Larga armou seu coreto nos municípios que apresentaram maior interesse por parte de alunos e de bandas e, pela primeira vez, eles foram palco também de um concurso de bandas aberto a todas as bandas civis do Estado do Rio de Janeiro. Ao longo do projeto, dez foram classificadas para a final no Rio de Janeiro. Se apresentarão na Maratona de Bandas 2013 a Sociedade Musical São João Batista, de Macuco; a Banda Municipal de Itaguaí; a Lira da Esperança, de Laje de Muriaé; a Banda Sinfônica de Barra Mansa; e Sociedade Musical Beneficente Etuerpe Friburguense, de Nova Friburgo, no sábado. No domingo, será a vez da Sociedade Musical União dos Artistas, de Barra do Piraí; da Sociedade Musical Sete de Setembro, de Miracema; da Sociedade Musical Santo Antônio da Bacaxá, de Saquarema; da Sinfônica da FEUC, do Rio de Janeiro; e da Banda do Colégio Salesiano Santa Rosa, de Niterói

                           .logo_bandalarga2011-peq

Com um total de 35 bandas inscritas, o concurso Banda Larga de Bandas de Música serviu como eliminatória para a Maratona de Bandas de Música, que, pela primeira vez, distribuirá mais de R$ 20 mil em prêmios, sendo R$ 8.000,00 para o primeiro colocado, R$ 5.000,00 para o segundo, R$ 3.000,00 para o terceiro e R$ 1.000,00 para as demais bandas selecionadas.


Banda Larga é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, juntamente com a Associação de Amigos da Sala Cecília Meireles, e conta com a Supervisão Geral de João Guilherme Ripper, diretor da Sala Cecília Meireles, em colaboração com o Prof. José Maria Braga, diretor da Escola de Música Villa-Lobos. A Coordenação Pedagógica é de Carlos Belém e a produção, da Zucca Produções. A edição de 2013 conta, mais uma vez, com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.


MARATONA DO BANDA LARGA:


LOCAL: TEATRO JOÃO CAETANO


ENDEREÇO: Praça Tiradentes, s/no – Centro


ENTRADA FRANCA



SÁBADO (07/12) – a partir das 16h
Sociedade Musical São João Batista (Macuco)
Banda Municipal de Itaguaí
Lira da Esperança (Laje do Muriaé)
Banda Sinfônica de Barra Mansa
Sociedade Beneficente Euterpe Friburguense (Nova Friburgo)

DOMINGO (08/12) – a partir das 11h
Sociedade Musical União dos Artistas (Barra do Piraí)
Sociedade Musical Sete de Setembro (Miracema)
Sociedade Musical Santo Antonio de Bacaxá (Saquarema)
Banda Sinfônica da FEUC (Rio de Janeiro)
Banda de Música do Colégio Salesiano Santa Rosa (Niteroí)
Banda convidada: Filarmônica do Rio de Janeiro

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs