Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

21 de ago de 2013

Manifestações Artísticas Periféricas, no Sesc Duque de Caxias, com show de Monhandas e Gente Estranha no Jardim

A mostra terá sua primeira edição, no próximo sábado (24/08), com o obejtivo de mapear e apresentar iniciativas artísticas produzidas pela juventude da Baixada Fluminense.
 
M.A.P. – Manifestações Artísticas Periféricas terá sua primeira edição neste sábado (24/08), a partir das 15h, no Sesc Duque de Caxias. Com o objetivo de mapear e apresentar iniciativas artísticas produzidas pela juventude da Baixada Fluminense fazendo conexões com outros territórios, saberes e agentes culturais. A mostra contará com um dia de apresentações ligadas as diversas linguagens artísticas e bate papo sobre esse novo panorama que dispõe muitas vezes de poucos recursos além da internet, colaboração de outros artistas e muita criatividade.
Nesta 1ª Edição, o "M.A.P" contará com os shows das bandas Mohandas e Gente Estranha no Jardim. Além de um bate papo, sobre manifestações populares, com representantes de coletivos atuantes no cenário cultural da Baixada Fluminense: Giordana Moreira, do coletivo Roque Pense; Yasmin Thayná da Revista Cranta e Mariana Bertoche, do Coletivo Interrogação. A mostra terá ainda uma oficina com o grupo Maracatu Baque da Mata.





 O “M.A.P.” será uma mostra artística mensal, com o que temos de mais novo e original na Baixada Fluminense.
 






MAP | Manifestações Artísticas Periféricas |1° edição Sábado | 24 de Agosto | 15h às 21h - Bate Papo sobre Manifestações PopularesGiordana Moreira (Roque Pense)Yasmin Thayná (Cranta)Mariana Bertoche (Coletivo Interrogação) - Oficina:Maracatu Baque da Mata - Show:Gente Estranha no JardimMohandas Fan Page | https://www.facebook.com/MAPerifericasEvento no Facebook | http://migre.me/fOffg Sesc Duque de CaxiasRua General Argolo, 47 - Jardim 25 de agosto | Caxias( (21) 3659-8412Livre para todos os públicos | Entrada Franca Assessoria de ImprensaDaniel Barrosdbarros.prod@gmail.com( (21) 3245-5934 | 7272-0033 RealizaçãoMofaia - Música & Culturawww.mofaia.com.br    Sobre os convidados






BANDAS

Mohandas

O grupo Mohandas foi formado a partir da reunião de fotógrafos, atores, VJs, acrobatas, editores e antropólogos que queriam fazer música. Assim, eles fazem uma world music misturada a sonoridade brasileira. Além da música, em ensaios abertos, eles convergem a música com outras artes. Células soldadas em metais, soldados metade pétalas, metade espirais.



Gente Estranha no Jardim

Em 2010, a Banda Gente Estranha no Jardim, surge do encontro de dois amigos, em meio ao carnaval.

 O grupo foi se consolidando e amadurecendo composições e sonoridades. Nos primeiros anos, aconteceram alguns shows pela cidade do Rio de Janeiro em eventos importantes. Num segundo momento, a banda participou de eventos na Baixada Fluminense, onde reside, conquistando o mais variado tipo de público e angariando fãs. Em abril de 2012 lança seu 1º Ep e parte em busca de novos espaços e de um novo público. Com um repertório próprio e integrando linguagens artísticas como o teatro, a poesia e as artes plásticas, a banda chama atenção por sua cena. Inspirada na música feita nas décadas de 60 e 70 e com total brasilidade, Gente Estranha no Jardim põe seus figurinos e pés no chão pra cantar as mais diversas relações: o amor, a natureza, o sexo, a amizade... Tudo se faz presente num show de pura transcendência, onde a palavra e a poesia chegam de forma muito clara e concreta.


Oficina
Maracatu Baque da Mata
Idealizado por músicos e articuladores culturais, reúne, desde 2011, amigos e percussionistas apaixonados pelo ritmo para difundir a cultura regional brasileira aliando a arte às questões sociais e ambientais da região.

Bate Papo sobre Manifestações Populares
Giordana Moreira (Coletivo Roque Pense)
Produtora cultural da "Terreito de Ideias" e também fundou o "Roque Pense" que é um coletivo de cultura antissexista que atua contra a discriminação pelo sexo no universo da música e da cultura urbana.

Mariana Bertoche (Coletivo Interrogação)
Estudande de Artes Visuais.  Participará do bate bapo sobre manifestações populares representando o "Coletivo Interrogação", que reúne seis jovens cabeças inquietas que partem de questionamentos para o processo artístico/criativo.

Yasmin Thayná (Revista Cranta)
Estudante de comunicação social e interessada por assuntos ligados a cultura digital, comunicação, cinema e literatura. Com passagens pela Escola Livre de Cinema e outros cursos de audiovisual, dirige, escreve e participa de produções de curta-metragem. Hoje faz parte da Revista Cranta, uma live magazine colaborativa criada por jovens da Zona Oeste, Centro do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense.

3 de ago de 2013

Exposição Terreiro de Fronteiras aproxima ocidente e oriente em intercâmbio artístico no Parque das Ruínas


Projeto abrange cidades no Brasil e na Turquia envolvendo artistas dos dois países


Após uma expedição por 24 cidades distribuídas em territórios na Turquia e no Brasil, os três artistas Antonio Luiz, Cem Ersavcı e Emrah Kartal – um brasileiro, um turco e um turco residente no Brasil, respectivamente – registraram imagens sobre aspectos culturais e representativos dessas localidades. Esta experiência resultou na exposição “Multi-Web-Mídia: Terreiro de Fronteiras”, que será lançada no dia 03 de agosto, às 16h, no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, permanecendo todo o mês. Além da exposição, acontecerá paralelamente a 1ª Mostra Cinema de Fronteiras, nos dias 23, 24 e 25 de agosto, na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, com exibição de cinco filmes turcos.

Contemplado pelo Edital Pró-Artes Visuais da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, a segunda edição do projeto se volta para as artes visuais com atividades distribuídas em três etapas: uma “Residência Artística Visual” com a expedição dos três artistas e compartilhamento da experiência por meio do website no “Diário de Fronteiras”; o “Laboratório Criativo” em formato de workshop envolvendo a equipe artística do projeto sob a coordenação do curador Pedro Vasquez, contando também com a participação de outros gestores culturais, produtores e artistas convidados; e por fim, a “Exposição Multi-Web-Mídia: Terreiro de Fronteiras”, apresentada como resultado desse encontro e troca de experiências visuais exibindo uma diversidade cultural, ressaltando o que há de comum de cada lugar que possa representar as pessoas, lugares, ruas, ambientes, situações, artes.

Para Pedro Vasquez, apesar de inúmeras diferenças, como por exemplo, o idioma, a linguagem fotográfica e a percepção dos fotógrafos proporcionou o diálogo: “O idioma turco é de difícil compreensão para os brasileiros assim como o português o é para os turcos. Entretanto, “a escrita da luz” [significado etimológico de fotografia] oferece um terreno comum de entendimento que deixa pressagiar a boa acolhida desta exposição em ambos os países. Mesmo porque, os observadores argutos não deixarão de perceber que existem similitudes entre a singular paisagem da Capadócia e a do sertão do Cariri; como existem entre as cidades de Istambul e do Rio de Janeiro, em virtude da presença benfazeja e oniabrangente do mar”, ressalta o curador que também é subeditor da Rocco Jovens Leitores e diretor do Solar do Jambeiro, em Niterói. 

Serviço: Exposição Multi-Web-Mídia Terreiro de Fronteiras
Entrada Franca
Data: 03 de agosto a 01 de setembro
Local: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas
Informações: (21) 2557- 0929/ (21) 2509 -2152

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs