Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

29 de mar de 2013

Concurso de esquisito dance dia 31, domingo, com a Orquestra Voadora, no teatro Cacilda Becker, as 18:30

Concurso de esquisito dance dia 31, domingo, com a

Orquestra Voadora, no teatro Cacilda Becker, as

 18:30










A EsquisitoDance parte da naturalidade do movimento genuíno desarticulado e diz respeito as simultaneidades e tonalidades das vicissitudes humanas. Sua referência é a maior unidade de tempo que conseguimos contar mentalmente sem subdividí-la: o batimento do coração ou o piscar do olho “duração presença”, ou seja, maneira continua constituída por acontecimentos. Desta forma, o som se relaciona com o andar e as suas velocidades, além da respiração. O padrão regular de todos os andamentos é o pulso de uma pessoa de bom humor, fogosa e leve.
A música é capaz de ritmar a repetição e a diferença, o mesmo e o diverso, o contínuo e o descontínuo. O corpo admite ritmo somático e ritmo psíquico que opera em diferentes freqüências de movimentos, fazendo com que o ritmo “vire” melodia, assim, as notas das melodias farão a sua dança num pensamento do corpo, que é um “estar presente” em suas sensações enquanto se executa o movimento, sentindo-o e assistindo-o, tornando-se, desta forma, um espectador do seu próprio corpo e é na música, que se estabelece um grande poder de atuação sobre o corpo e a mente, sobre a consciência e o inconsciente.
Um corpo atravessado pela dança e pela música contemporânea se defronta com a admissão de todas as matérias sonoras e sensoriais possíveis; sons/ruídos e silêncio, pulso e não-pulso – a ordem e a não-ordem. O encontro com o som da OrquestraVoadora estimula um encontro interno gerador do movimento genuíno desarticulado que habita em todos nos, basta abrirmos espaço em busca da liberdade. A aceleração rítmica é progressiva e sua conversão nos leva às alturas. Neste sentido a proposta desta abordagem é o uso da técnica como construção de um corpo próprio, buscando um caminho para acessar o próprio corpo, singular, que é diferente do corpo do outro.
(O texto acima é fruto da minha vivência como bailarina e professora de dança juntamente com as idéias musicais de José Miguel Visnik no livro: O som e o Sentido. Uma outra história da Música. São Paulo. Companhia das Letras, 1989.) Andrea Chiesorin


25 de mar de 2013

Programação Teatro Cacilda Becker -Dança de Todas as Tribos - Última semana!


DANÇA DE TODAS AS TRIBOS







COLLISION COURSE – a.k.a. PILLOW TALK l com Maida Withers Dance Construction Company Dias 28 e 29, às 20h
O espetáculo evoca a ‘dança’ de memórias associadas a sonhos e pesadelos. Utilizando travesseiros, quatro dançarinos transportam para o palco a natureza frágil e volátil dos relacionamentos. O cenário branco sobre branco serve de paleta para a instalação eletrônica de fotografias dos bailarinos e pinturas de Anthony Gongora.
A bailarina e coreógrafa Maida Withers é conhecida internacionalmente por suas performances multimídias e pela ousadia e sensualidade que marcam suas coreografias, além do seu interesse por questões sociais e políticas, presentes em alguns de seus trabalhos.
Concepção e coreografia: Maida Withers
Composição e música: Steve Hilmy
Programação visual e cenografia: Antony Gongora
Bailarinos: Nathaniel Bond, Antony Gongora, Giselle Ruzany e Maida Withers 
Design do travesseiro falante: Ayodamola Okunseinde 
Poeta: Alex Caldiero
Desenho de luz: Michael Sperber
Figurino: Sigrid Jóhannesdóttir
Classificação 14 anos

19 de mar de 2013

Palestra e Aula de Performance-improvisação com Camila Santo

JORNADA PERFORMÁTICA
Palestra e Aula de Performance-improvisação
 
Dia 22 de março 10h as 12h a palestra e 14h as 18h a aula.
 
Inscrições Gratuitas!
 
 

 
PROGRAMA



A palestra, de duas horas de duração, discorrera sobre a historia e teoria da performance e

será aberta para perguntas do publico.

A aula de performance, de quatro horas de duração, será composta por exercícios de

improvisação corporal e vocal e apresentações ao final da jornada.

Esta jornada de 6 horas e uma introdução ao Metodo San.


PALESTRA



Alguns historiadores definem Performance como uma arte sociológica, que se manifesta na

apresentação de uma cena, ou na maneira de convencer um determinado publico. Tal visão

abrangente do conceito de Performance amplia a visão da capacidade criativa do performer

para a de lidar com comportamentos sociais, estéticos e políticos em praticas que ate

ultrapassem o mero entretenimento, como por exemplo, ações politicas e humanitárias, ou

ate mesmo os rituais religiosos.

O conceito de Performance Organizacional e um termo frequentemente associado ao

desempenho de atividades de gestão de negócios como: planejamento, analise de riscos,

estratégia, seleção e treinamento de pessoas, tomada de decisão, negociação e prevenção de

conflitos.

Da mesma forma, hoje em dia, o modo de vida imposto pela sociedade contemporânea

demanda que sejamos cada vez mais ageis, bonitos, espontaneos, espirituosos, graciosos e

saudáveis, entre outras tantas qualidades que as mídias nos fazem crer imprescindíveis para a

felicidade ao longo de nossa existência.

Esta palestra tem por objetivo demonstrar como o conceito de Performance esta cada vez

mais presente em todos os campos do modo de vida contemporaneo.


AULA DE PERFORMANCE-IMPROVISAÇÃO



A improvisacao e uma pratica cada vez mais presente nos processos de criacao de projetos

artisticos em todas as areas, de tal forma que a vemos, inclusive, como elemento estrutural de

diversas obras de teatro, danca, musica e artes visuais.

Esta aula pretende apresentar ferramentas de elaboracao performances baseadas em

improvisação. Sua estrutura se faz na seguinte programação:


· Exercicios de aquecimento corporal e vocal

· Exercicios de improvisação solo, em duo e em grupos

· Montagem de micro-performances

· Apresentação de performances e praticas de interação com o público.



 
 
 
http://performancesgim.com


MÉTODO SAN



O Método San prevê e dividido em duas etapas com 20 horas de duração que podem ser

divididas em aulas de 2 a 5 horas de duração. Ao final de 40 horas um certificado chancelado

pelo Laboratório de Engenharia do Entretenimento da UFRJ será oferecido aos participantes

que completarem no mínimo 75% de presença nas aulas.

1o Modulo - Integração  corpo- voz na improvisação (20 horas)

● Iniciação em técnicas mistas de improvisação  corporal e vocal

● Orientação vocacional de perfil artístico e profissional

● Composição de solos de performances-improvisação

2o Modulo - Interação coletiva e multimídia (20 horas)

● Historia da Performance: exemplos e conceitos (aberta ao publico)

● Criação coletiva de performances-improvisação

● Experimentações de relação com o publico (aulas abertas ao publico)

O Método San introduz ao processo de criação performática o elemento da improvisação

como um recurso para viabilizar a autorreflexão dentro de um estado de complexidade de

discursos e compartilhamento de ideias. Seus objetivos são:

•Democratizar o fazer artístico como uma ferramenta que aumenta a qualidade da

comunicação;

•Aumentar a sensibilidade e a percepção do público-alvo;

•Promover ações que desencadeiem reações criativas;

•Instigar reflexões filosóficas na sociedade através da alegria, espontaneidade, respeito e

foco.

Benefícios

Qualidade da presença corporal; aumento do reflexo cognitivo em criações em tempo real;

desenvolvimento de capacidade de concepção estética de figurinos, exploração do espaço e de

objetos cênicos; conscientização da plástica sonora; e relevância na transmissão de mensagens

através do uso de multimídia.


O Método San relaciona a pratica da improvisação com a atividade da interação através de
 
 


técnicas de áreas diversas. Entretanto, sua abordagem costura essas técnicas a partir de uma

logica extremamente voltada para a experiência sensorial do publico e para o bom

desempenho da atividade cognitiva do aluno-artista, que termina assume a sua escolha

profissional de ser artista, elegendo uma palavra-guia que o acompanhara tal qual um nome

de batismo em sua carreira de criador.


CAMILA SANTO



Camila Santo aka Mila San e graduada em comunicação visual pela Ecole des Arts Decoratifs de

Strasbourg, Franca, e mestre em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ. Coordena o

Núcleo de Performance do Laboratório de Engenharia do Entretenimento do Centro de

Tecnologia da UFRJ e e socia da empresa Rizhoma Design & Performance. E diretora do Grupo

de Interação MilaSan.


Improvisação com Guto Macedo e Soraya Jorge no Teatro Cacilda Becker -Dia 21/03 as 18h30 - Única apresentação!

 
Improvisação com Guto Macedo e Soraya Jorge no Teatro Cacilda Becker -Dia 21/03 as 18h30
 

5 de mar de 2013

Alice Ripoll com a oficina "Contato e Criação em Dança Contemporânea", na quinta-feira, às 10h.

 

Contato e criação em dança comtemporânea

 

 

A oficina abordará princípios da linguagem de movimento pesquisada pela

coreógrafa Alice Ripoll, baseada em técnicas de contato. Pesquisaremos como a

observação e contato com o outro podem proporcionar diferentes possibilidades de

criação. Desde os meus primeiros trabalhos, venho pesquisando técnicas de contato

 e maneiras de expressar imagens através de relações entre intérpretes. O princípio é

 fazer junto, desenvolvendo uma curiosidade e uma percepção refinada sobre as

formas, texturas, superfícies de apoio, peso e discursos de outras pessoas. A

premissa é que, quando um corpo se deixa ser atravessado por outros, ao invés de

soma ocorre uma complexa multiplicação, criando novos espaços no mundo.

 

 

 

Público alvo:bailarinos ou atores com experiência corporal.

Dia 7/março/2013 -  10h às

 
 
 
 
 
 

Para fazer a sua inscrição clique aqui:

http://tinyurl.com/c6fokj7

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs