Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

16 de out de 2012





RIO DE JANEIRO SEDIA 1º FESTIVAL


 INTERNACIONAL DE FILMES DE ESPORTE


Entre os dias 25 e 28 de outubro, evento exibe longas e curtas de diversas nacionalidades e homenageia Lars Grael e Joaquim Pedro de Andrade

Às vésperas de sediar os dois maiores eventos esportivos do mundo – a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 – o Brasil terá este ano seu primeiro festival de cinema dedicado a diversas modalidades esportivas. Com 30 produções estrangeiras e nacionais, entre ficções, documentários, animações, longas e curtas, o 1° Festival Internacional de Filmes de Esporte acontecerá entre os dias 25 e 28 de outubro, no Rio de Janeiro. Idealizado pelos produtores Antonio Urano, Juliana de Carvalho e Lúcia Fares, sócios da Pansport, o evento ocupará diferentes espaços da cidade, com o objetivo de fortalecer as relações entre o cinema e o esporte.

A Seção Competitiva de longas-metragens reúne oito produções inéditas: Dalua Downhill (Brasil), La Ligne Droite (França), La Yuma (França, México, Espanha, Nicarágua), Les Arbitres (França), Mammas Comeback (Suécia), Marathon Boy (Índia, Inglaterra), Otelo Burning (África do Sul) e Salam Rugby (Irã, Nova Zelândia). Esse último é uma viagem de 7.000 km pelo Irã e mostra imagens captadas por dois anos, às escondidas, pelo diretor a partir de 2004, quando a organização desportiva do governo iraniano reuniu 24 mulheres para formar um time de rugby – esporte que era proibido no país por ser confundido com o “futebol americano”.

A programação do FIFE acontecerá no Espaço Itaú Cinema, Centro Cultural da Justiça Federal (CCJF), Ponto Cine de Guadalupe, Cine Santa e Sala Cândido Mendes. A expectativa de público é de 5 mil pessoas nos quatro dias de festival e toda a programação é gratuita.

Oito filmes disputarão o troféu de melhor longa-metragem e sete produções concorrerão na categoria curta-metragem. Dos 15 títulos em competição, um também será premiado pelo festival através de voto popular. Além das duas mostras competitivas, outras 15 produções integram as mostras Destaques FIFE, Seção Porta Curtas e Seção Retratos. O festival apresenta também a Mostra Globo Rio, que levará ao Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia, grandes reportagens e produções especiais sobre esportes como o episódio “Maratona no Gelo”, da série Planeta Extremo, exibida pelo Fantástico, além de bate-papo com apresentadores e convidados da emissora.  

Os curadores do festival selecionaram cinco produções para integrarem a mostra Destaques FIFE, entre elas “Extremo Sul”, da brasileira Monica Schimiedt, que conta a história de cinco alpinistas sul-americanos em expedição de barco ao topo do Monte Sarmiento, onde o mau tempo constante transforma a aventura num drama psicológico. E o filme “Breaking the Ice”, do diretor israelense David Noy, que mostra o cenário incomum da equipe de hóquei nacional israelense, praticamente desconhecida no país, já que há somente uma única pista de patinação estranhamente situada na fronteira com o Líbano. A mostra Seção Porta Curtas levará à tela produções nacionais como “Barbosa”, dos diretores Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo, sobre goleiro que cometeu uma falha em 1950, tirando a vítória na Copa do Mundo de Futebol, do Brasil, em plena inauguração do estádio do Maracanã. Já a Seção Retratos exibe com ineditismo, no Rio de Janeiro, a cópia em 35 mm do filme “Garrincha, a Alegria do Povo”, de 1963. O título foi restaurado por seus filhos, a cineasta Alice de Andrade e seus dois irmãos, Maria e Antônio de Andrade. Luiz Carlos Barreto, produtor e roteirista do filme, receberá um troféu do festival. A mostra conta também com títulos como “O Fabuloso Fittipaldi”, de Roberto Farias, e “Quebrando a Cara”, de Ugo Giorgetti.

HOMENAGENS

O esportista Lars Grael – velejador e medalhista de bronze em dois Jogos Olímpicos – será agraciado pelo FIFE por sua história de mais de 20 anos de competições e superação. Também será homenageado o cineasta Joaquim Pedro de Andrade (1932 – 1988), em função dos 50 anos da produção do documentário “Garrincha, a Alegria do Povo”, de 1963.

CERIMÔNIA DE ABERTURA

O I FIFE terá uma cerimônia de abertura no dia 25 de outubro com uma sessão no Unibanco Arteplex, para convidados. O comentarista e apresentador Alex Escobar será o mestre de cerimônias do evento que exibirá na ocasião o curta-metragem “Cuide de sua Esquerda”, primeiro filme escrito e protagonizado pelo cineasta francês Jacques Tati, sobre um lutador de boxe, surpreendido ao simular uma vitória. Na sequência, será apresentado o documentário iraniano “Salam Rugby”, do diretor Faramarz Behesht, que vem ao Rio para participar do festival. O filme é uma viagem de sete mil km pelo Irã e mostra as imagens captadas por dois anos, às escondidas, pelo diretor a partir de 2004 quando a organização desportiva do governo iraniano reuniu 24 mulheres para formar um time de Rugby.

PAINÉIS

Além das exibições, o festival apresenta uma série de painéis de discussões relacionadas à produção audiovisual de temática esportiva, suas novas tendências, condições de produção e perspectivas diante dos grandes eventos nacionais como a Copa das Confederações, em 2013, Copa do Mundo de 2014 e jogos Olímpicos em 2016. Para os encontros foi selecionado um time com 12 personalidades do mundo dos esportes, do cinema e das comunicações, que integrarão os debates divididos entre os dias 25 e 26 de outubro no auditório da FACHA, em Botafogo.

CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO

No dia 28 de outubro serão anunciados os vencedores do I FIFE. Com apresentação de Alex Escobar, serão premiados com troféus do festival o melhor longa-metragem, o melhor curta-metragem e um título por menção honrosa do público.

Nos dias 31 de outubro, 1°, 02 e 03 de novembro, o I FIFE exibe na Arena Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, alguns dos filmes apresentados durante o festival. 

“O FIFE objetiva divulgar, através do cinema, os valores positivos do esporte, contribuir para um maior conhecimento do mundo esportivo e estimular a sua prática, com foco também na valorização da produção audiovisual de temática esportiva”, diz Antonio Urano, um dos idealizadores, lembrando que a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida pela sua crescente importância como cenário de eventos esportivos e esta é uma contribuição para a consolidação de duas de suas mais fortes vocações: o cinema e os esportes.

O I FIFE é realizado pela Pansport e tem patrocínio da Nike, da Taesa e do grupo CCR.





Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs