Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

5 de dez. de 2018

II Painel Temático Circuito Teatro do Oprimido Petrobras: Humanizar a Humanidade Antecipando a celebração do Dia Mundial dos Direitos Humanos, o painel discute o fazer teatral alinhado as temáticas de Direitos Humanos. Dia 8 de dezembro, Sábado, das 15h às 20h, Lapa/RJ, com ENTRADA FRANCA.


II Painel Temático Circuito Teatro do Oprimido Petrobras: Humanizar a Humanidade

Antecipando a celebração do Dia Mundial dos Direitos Humanos, o painel discute o fazer teatral alinhado as temáticas de Direitos Humanos.

Dia 8 de dezembro, Sábado, das 15h às 20h, Lapa/RJ, com ENTRADA FRANCA.

O II Painel Temático Circuito Teatro do Oprimido Petrobras: Humanizar a Humanidade, que acontecerá no dia 8 de dezembro, sábado, das 15h às 20h, na Av. Mem de Sá, 33, Lapa, com entrada franca, antecipa as celebrações do Dia Mundial dos Direitos Humanos (10 de dezembro) para discutir o fazer artístico teatral alinhado as temáticas de Direitos Humanos. A ideia é também debater, de forma artística e lúdica, temáticas de gênero, etnia, direitos da juventude. Por isso a participação da sociedade é fundamental.

Os painéis temáticos que integram as atividades do Circuito Teatro do Oprimido Petrobras, no período 2018/2020, visam a troca de saberes a partir do protagonismo dos integrantes dos 10 grupos populares participantes do Circuito: jovens, mulheres, negros e negras, LGBTs e as questões que os atravessam.

O Teatro do Oprimido, método sistematizado pelo teatrólogo brasileiro Augusto Boal, tem como principal objetivo a democratização dos meios de produção artísticos para que oprimidas e oprimidos se apropriem e, com isto, construam alternativas concretas para a superação de opressões reais do cotidiano. A temática dos Direitos Humanos dialoga diretamente com o Teatro do Oprimido, pois nosso fazer artístico preconiza o resgate da humanidade dos indivíduos para a transformação do real.

“O ser torna-se humano quando descobre o teatro.” – Augusto Boal


Programação das 15h às 20h:

– Chegança: recebimento dos grupos e convidadas;


– Fala de representante do II Painel Temático Circuito Teatro do Oprimido Petrobras;


– Fala de Antonio Pedro Soares, representante da Comissão de Diretos Humanos da ALERJ;

– Apresentação da peça de Teatro-Fórum “Nega ou Negra” do Coletivo Madalena-Anastácia;

– Roda de Conversa “Direitos Humanos, Racismo e Machismo” com Carol Netto, mestranda em relações étnico raciais, Cacique Jurema Nunes de Oliveira, acompanhada da vice-Cacique Lucina-Poty e do ex vice-Cacique Miguel Mirim, da Aldeia Guarani Myba Mata Verde Bonita (Tekoa Ka' aguy Hovy Porã), Maricá/RJ;


– Performance teatral “Tá tudo errado” do GTO Ponto Chic;

– Apresentação da peça de Teatro-Jornal “Questão de gosto” do GTO Pantera;

– Roda de Conversa “Direitos LGBT” com o GTO Pantera e Fil Carvalho, integrante do Coletivo Bixas Pretas, é dai?;

– Grupos do CTO oferecem um presente estético;

– Show da cantora Bárbara Assis;

– Sarau.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com

  Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs