Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

26 de fev de 2015

“Olheiros do Tráfico”, com supervisão de Domingos Oliveira, reestreia no Teatro Glauce Rocha dia 6 de março, 19h Espetáculo escrito e dirigido por Moisés Bittencourt recebeu menção honrosa na 10ª edição da FITA por seu argumento, além de ator revelação para Bruno Suzano.

                                      Foto: Gil Nunes

A história de amizade entre dois adolescentes que vivem no submundo do tráfico numa favela carioca é o argumento da trama de “Olheiros do Tráfico”. Com texto e direção de Moisés Bittencourt e supervisão artística de Domingos Oliveira, a montagem reestreia dia 6 de março, quinta-feira, 19h no Teatro Glauce Rocha e fica até 29 de março depois de uma temporada de sucesso na zona sul Carioca.

Em cena, Sandro Barçal e Bruno Suzano dão vida à Crika e Tavim, dois jovens que trabalham como olheiros para uma quadrilha liderada pelo traficante Sabuka. O espetáculo traz à tona a temática da violência, o uso de drogas, a implantação das polícias pacificadoras nos morros cariocas de uma maneira nada didática e recheada de um humor tenso presente em todo espetáculo.  

“Eu estou assistindo a um dos melhores espetáculos que já vi. Excelentes atores sobre todos os aspectos. É uma história difícil de contar, porque é uma história do tráfico. Da injustiça social que já foi contada dez mil vezes, mas acho que têm histórias que têm que ser contadas sempre”, afirma Domingos Oliveira.

Não é fácil sobreviver em um mundo absorvido pela violência urbana. Mas certamente seria impossível sobreviver neste mundo se não fosse a reflexão humanista que a arte nos proporciona ao relatar questões tão delicadas que envolvem temas tão violentos, porém, adocicados por uma dramaturgia envolvente e, por incrível que pareça, suportável.

“O que me fez escrever OLHEIROS DO TRÁFICO, cuja dramaturgia propicie palavras tão cheias de inquietudes, é, justamente, pelo fato deu ter total convicção de que penso o contrário delas. E que, materializando-as numa peça de teatro, poderia, aos poucos, direcioná-las ao que desejo. Que é, em suas entrelinhas, enveredá-las por um caminho de esperança, onde um grito de socorro, gritado pelos próprios personagens, vença a estupidez da violência. Ainda que de forma rude e desumana”, diz Moisés Bittencourt.

“Olheiros do Tráfico” recebeu menção honrosa na última edição da Festa Internacional de Teatro de Angra (FITA) pelo seu argumento e Bruno Suzano recebeu o Prêmio FITA de Teatro na categoria ator revelação por sua atuação como o traficante Tavim.   

SINOPSE
Olheiros do Tráfico conta a história de Crika e Tavim. Dois adolescentes que, por conta do vício e da negligência de uma sociedade consumista, se entregam à ilusão do tráfico tornando-se cúmplices e vítimas ao mesmo tempo.

FICHA TECNICA
Texto e direção: Moisés Bittencourt
Supervisão Artística: Domingos Oliveira
Elenco: Sandro Barçal (Crika) e Bruno Suzano (Tavim)
Trilha Sonora: Moisés Bittencourt
Sonoplastia: Daniel Costa
Iluminação: Frederico Eça
Programação Visual: Alexsander Fraga
Fotos: Gil Nunes
Produção Executiva: Ana Casalli
Assistente de Produção: Juh Galdino
Direção de Produção: Fernando Gomes, Fabrício Chianello e Fábio Amaral
Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias
Realização: Ymbu Entretenimento

SERVIÇO
Local: Teatro Glauce Rocha
Reestreia: 6 de março de 2015
Endereço: Av. Rio Branco, 179 - (21) 2220-0259.
Temporada: De 6 a 29 de março de 2015
Horário: Sexta a Domingos -  às 19h
Ingresso: R$ 20,00 (inteira)
Classificação: 14 anos
Duração: 65 minutos
Gênero: Drama
Capacidade: 202 Lugares

Divulgação Cultural 
Agenda Cultural RJ 
Divulgação - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas 
Gabriele Nery (21)99676-9323 
 agendaculturalrj@gmail.com
 INSTAGRAM AGENDA CULTURAL RJ Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs