Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

7 de dez de 2016

"Amor Confesso'' em cartaz no Espaço Furnas , entrada Franca!




AMOR CONFESSO
Uma comédia a partir de contos de Arthur Azevedo
Com Claudia Ventura e Alexandre Dantas
Direção de Inez Viana

 no Espaço Furnas Cultural
entrada franca



Em 2106 o espetáculo AMOR CONFESSO comemora cinco anos de apresentações ininterruptas, chegando a mais de 30 mil espectadores, em quase 200 apresentações, por todo o Brasil e até mesmo em Portugal. Indicada para o Prêmio Shell de Melhor Direção-2012, o espetáculo está de volta ao Rio de Janeiro.

https://www.youtube.com/watch?v=ig44m1l9wEU

Sobre o espetáculo
Em cena dois atores, duas cadeiras, um autor, oito contos e uma questão: casar ou não casar?
Os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas vão casar e, para comemorar essa união, resolvem montar uma peça: Amor Confesso. Para confessar esse amor escolhem os contos de Arthur Azevedo. Mas durante os ensaios descobrem que a maioria das histórias não tem final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida de casar ou não. Mais uma vez a vida e a arte se misturam.
Em Amor Confesso os atores usam a música e diferentes gêneros teatrais como melodrama, farsa, comédia musical, para darem voz aos diversos personagens dos contos de Arthur Azevedo, cuja obra é marcada pela relação direta com o leitor, através de um olhar arguto, crítico e bem humorado. O espetáculo busca, também, popularizar a obra de Arthur Azevedo, apresentando ao público o contista, mostrando a faceta menos conhecida do autor teatral de Amor por Anexins e A Capital Federal e do grande criador da tradição das Revistas de Ano.
Com o espetáculo AMOR CONFESSO a CiaFaláCia, dá continuidade à investigação sobre a linguagem narrativa e sobre as questões humanas, iniciada em “A Nova Ordem das Coisas”, baseado no conto A igreja do Diabo, de Machado de Assis (2008). No elenco, Alexandre Dantas e Claudia Ventura, que dividem o palco com o pianista Roberto Bahal, pretendem provar que o amor é o mais antigo, universal e intraduzível sentimento que une homens e mulheres.
A interseção entre a literatura e o teatro é o objeto de pesquisa da CiaFaláCia. Através da linguagem narrativa, transitando entre a contação e a vivência da própria história, são criados espetáculos que estabelecem uma relação direta com o espectador, transformando-o em um espectador ativo, cúmplice da cena, além de atrair leitores - mergulhados num mundo repleto de apelos visuais – para a literatura “em ação”.
Além de Inez Viana, na direção, Completam a ficha técnica, Marcelo Alonso Neves, que assina a direção musical; Paulo César Medeiros a iluminação; Carlos Alberto Nunes o cenário e o figurino e Humberto Costa a programação visual.

SERVIÇO:
Local: ESPAÇO FURNAS CULTURAL
Rua Real Grandeza, 219
Tel: (21) 2528-3112
Temporada: Dias 3, 4, 10 e 11 de Dezembro - sábados às 20h e domingos às 19h.
Entrada franca - Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do espetáculo
Duração: 80 minutos
Classificação etária: 10 anos
Gênero: Comédia
Sinopse: Em cena dois atores, duas cadeiras, um autor, oito contos e uma questão: casar ou não casar? Os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas vão casar e, para comemorar essa união, resolvem montar uma peça: Amor Confesso. Para confessar esse amor escolhem os contos de Arthur Azevedo. Mas durante os ensaios descobrem que a maioria das histórias não tem final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida de casar ou não. Mais uma vez a vida e a arte se misturam.


FICHA TÉCNICA:
Autor: Arthur Azevedo
Direção: Inez Viana
Elenco: Claudia Ventura e Alexandre Dantas
Pianista: Roberto Bahal
Direção Musical: Marcelo Alonso Neves
Cenário e Figurino: Carlos Alberto Nunes
Iluminação: Paulo César Medeiros
Produção Executiva: Christina Carvalho
Realização: CiaFaláCia

OS CONTOS:

Como o diabo as arma
Paulino, o marido mais irrepreensível desta cidade onde são raríssimos os maridos irrepreensíveis, quando está prestes a trair, descobre que o traído é ele.

Vingança
A atriz Madame D’Arbois, a pedido do Comendador Cardoso, abandona o teatro para viver maritalmente com ele. Mas ela sente nostalgia dos bastidores e volta aos palcos. Torna-se amante do primeiro ator, é flagrada por Cardoso, e termina vítima de sua vingança.

Sabina
Figueiredo quer casar com Sabina. Ela não quer. Ele se cansa dessa relação e, para se livrar dela, ele a acusa de uma traição que nunca aconteceu. Para sua surpresa ela assume esta traição, o que o enche de ciúmes. E o seu amor extinto desperta mais violento, mais impetuoso que nunca.

Toc toc toc
Borges quer casar com Idalina, a quem nunca viu senão à janela da casa paterna. Toda a cidade sabe que a moça tem um defeito. Para ele o defeito é o passado da mãe da moça, uma mulher de vida alegre. Mas, quando vai pedi-la em casamento descobre que o tal defeito é a falta de uma perna.

A melhor amiga
A mais ingênua e virtuosa das esposas, D. Ritinha Torres, adquiriu a dolorosa certeza de que o marido a engana com uma vizinha. Desesperada, vai pedir conselhos a sua melhor amiga sem saber que ela é a verdadeira amante.

A ama-seca
Dona Eufêmia parte as pressas para Juiz de Fora. Remígio, que nunca havia passado uma noite longe de sua mulher, para iludir a saudade faz passeios de bonde pela cidade. Até que numa noite é tentado por Antonieta, a mulatinha mais dengosa e bonita que ainda tentou um marido cuja mulher estivesse em Juiz de Fora. Quando Dona Eufêmia volta, contrata uma nova ama-seca para o caçula: uma mulata chamada Antonieta.

Incêndio no Polytheama
Romualdo foi até bem poucos dias o modelo mais completo da fidelidade conjugal até ser tentado por uma linda mulher. Para viver essa aventura, ele mente dizendo que seu patrão o convidou para ir à ópera. No dia seguinte Dona Vicentina, sua esposa, descobre pelo jornal que o teatro pegou fogo.

Uma aposta
Simplício Gomes ama Dudu, mas se acha tão insignificante, e ela tão linda, que não tem coragem de se declarar. Ela, por seu lado, finge ignorar que ele a ama. Ele adivinha os menores desejos de Dudu e para realizá-los recorre ao ardil de uma aposta. Seu medo é que ela se apaixone por outro homem. O que não demora muito a acontecer.


foto de SILVANA MARQUES com CLAUDIA VENTURA E ALEXANDRE DANTAS

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
Assessoria de Imprensa digital e divulgação diária nas redes sociais!
Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online.
Solicite um orçamento!
Divulgamos: Peças de Teatro (Adulto e Infantil). Shows / Festas / Cursos / Festivais / Exposições, Bares e Restaurantes.
Toda a Divulgação é registrada em fotos!
Contato:
Gabriele Nery
contato@agendaculturalrj.com.br
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs