Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

26 de abr de 2016

Sucesso na Argentina e em outros países, o espetáculo “Casa de Bonecas” com versão de Daniel Veronese estreia dia 6 de maio no CCJF com direção de Roberto Bomtempo e Symone Strobel

Sucesso na Argentina e em outros países, o espetáculo “Casa de Bonecas” com versão de Daniel Veronese

estreia dia 6 de maio no CCJF com direção de Roberto Bomtempo e Symone Strobel 



Texto clássico do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen com versão do aclamado dramaturgo e diretor argentino, é considerado um dos mais importantes da cena teatral internacional contemporânea.

Dia 6 de maio, o Centro Cultural da Justiça Federal, CCJF, no centro do Rio, recebe o premiado espetáculo CASA DE BONECAS, de  Henrik Ibsen considerado o dramaturgo mais importante da Noruega, com versão de Daniel Veronese. A temporada acontece de 6 de maio até dia 12 de junho, de sexta a domingo, 19h.

No Brasil, a montagem será produzida pela Cia. Movimento Carioca de Teatro e protagonizada pelo casal de atores Miriam Freeland e Roberto Bomtempo com Anna Sant’Ana, Regina Sampaio e Leandro Baumgratz completando o elenco.

Numa releitura contemporânea que questiona e desafia as propostas do texto original, subvertendo e ressignificando a obra escrita há mais de 120 anos, “Casa de Bonecas” é um drama familiar com o qual Ibsen intencionou mostrar o cotidiano de uma família burguesa da época. No entanto, o autor questionou as convenções sociais do casamento e do papel da mulher na sociedade, provocando um choque no contexto social e comportamental do final do século XIX.

Na época, mediante as tentativas de emancipação feminina, foi uma peça revolucionária, com grande repercussão entre feministas o que causou grandes discussões em toda Europa. Houve censuras violentas lançadas contra a personagem principal, Nora, pois a época não perdoou seu abandono da casa e dos filhos.
Com essa peça, os críticos acreditaram que Ibsen abriu caminho para a tragédia, pois foi a primeira solução trágica do autor: Nora abandona marido e filhos em busca da liberdade pessoal e de sua identidade como indivíduo.


Saiba Mais



Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, festivais, exposições e muito mais!
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes.

 agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs