Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

12 de set de 2014

A Alkaparra Produções lança o primeiro aplicativo interativo para teatro na estreia da peça “#SeJoga''

A Alkaparra Produções lança o primeiro aplicativo 

interativo para teatro na estreia da peça “#SeJoga



App inédito para smartphones oferece interação antes, durante e após o espetáculo “#SeJoga” em cartaz no Teatro das Artes.
O
Teatro das Artes apresenta um espetáculo jovem, para um público jovem todas as terças, às 21h no Shopping da Gávea. Em #SeJoga, os atores Adriano Pellegrini, Ana Luisa Leite, Eduardo Melo, Hugo Germano, João Cappelli, João Côrtes, Marcela Dias, Sil Esteves e Thais Belchior transformam o palco em uma pista de dança com Dj. Vários jogos conhecidos de improviso serão usados e novos jogos também, sempre tendo a comédia como base de atuação sob a direção de Patricia Pinho.
No espetáculo #
SeJoga, um mestre de cerimônias apresenta as regras dos jogos teatrais e a plateia sugere os temas. Até aí, a receita padrão dos um espetáculo de improviso, que tem virado febre no Brasil, mas, no #sejoga, a ordem é “NÃO DESLIGUEM SEUS CELULARES”. A plateia interage através de um app, o impro-on, criado especialmente para espetáculos de improviso.
Neste app, é possível
sugerir personagens e locais para
as cenas que os atores criarão na hora!
Além disso,
acessando a agenda, sabendo a hora em que o
espetáculo está em cartaz, é possível interagir de
qualquer lugar do mundo – basta usar o impro-on.
Vídeos das cenas feitas com sugestões via app serão
gravados e disponibilizados no próprio aplicativo. Os
usuários do impro-on poderão até postar fotos do
espetáculo. Definitivamente, o aviso de “desliguem
seus celulares”
está com os dias contados, ao menos
para o 
#SeJoga está!
Pensando nisso a diretora da Alkaparra Produções,
Alina Lyra, lançou a ideia para a diretora e improvisadora Patrícia Pinho, na montagem de um novo espetáculo cuja proposta caracteriza-se pelo improviso, isto é, feita absolutamente na hora, sem nenhum ensaio prévio, textos decorados, personagens anteriormente construídos ou qualquer outro
tipo de planejamento.
“Há tempos queria algo novo pra lançar no mercado, como fiz tirando o
Stand Up
Comedy do bar para apresentações numa sala de teatro ou cinema e que já virou lugar comum. 
Convidada para produzir um novo espetáculo de improviso, pensei: assim eu consigo fazer algo realmente interligando teatro e tecnologia!
São jovens e o espetáculo é voltado para o público jovem. E na nossa primeira reunião eu sugeri que a interatividade viesse da plateia pelos celulares e não mais através de um papelzinho, como os grupos vinham fazendo até então.

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs