Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

26 de mar de 2014

Circo Volante cai na estrada e chega a Itaocara!





Projeto itinerante circense vai visitar 10 cidades fluminenses em sua temporada 2014

O Circo Crescer e Viver, o Governo do Rio de Janeiro, a Secretaria de Estado de Cultura e a Petrobras levam pela primeira vez à cidade de Itaocara o projeto Circo Volante. As companhias Circo Strada, Circo no Ato e o Coletivo Nopok se apresentam em curta temporada - 03 a 13 de abril.

Depois de passar por Cardoso Moreira, Itaocara será a segunda cidade a receber o Circo Volante que, em sua segunda edição, vai percorrer dez cidades do estado do Rio até o fim do ano. Com o patrocínio da Petrobras, do Governo do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, o projeto tem como principal objetivo valorizar a tradição itinerante das lonas e artes circenses.

Cada apresentação terá capacidade para até 500 espectadores. Os ingressos têm preços populares (R$ 10 inteira, R$ 5 meia), sendo que a metade será distribuída em escolas públicas, organizações e grupos sociais. A programação agrega diferentes espetáculos e reúne várias companhias, escolhidas depois de longo processo seletivo. Teatro, música, dança e, claro, malabares, trapézio e toda a sorte de magia circense se desenrolam embaixo da lona, encantando crianças e adultos.

"A primeira edição do Circo Volante foi um sucesso total. As pessoas faziam filas mesmo com o circo lotado. E o público foi maravilhoso, receptivo, caloroso e, ao mesmo tempo, muito exigente", lembra Vinícius Daumas, diretor-artístico do Circo Crescer e Viver. Sobre a programação de 2014, ele completa: "Este ano teremos uma programação 100% inédita, com companhias que nunca circularam em uma lona de circo, e isso é um diferencial. Em relação ao ano passado, o número de cidades contempladas subiu de oito para dez, atendendo a todas as regiões do Estado do Rio de Janeiro.

Sobre o desafio de se produzir um projeto como esse, Junior Perim, diretor-executivo do Circo Crescer e Viver, explica: "O circo itinerante é um modo complexo de produção, por isso é cada vez menor a quantidade de empreendimentos circenses dessa natureza. O projeto Circo Volante vem, tanto desenvolvendo uma nova maneira de colocar em movimento, por diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro, a produção criativa e artística circense, quanto gerando, especialmente junto aos gestores de cultura dos municípios por onde passa, uma nova percepção sobre este modo de produção e sobre a sua força para gerar acesso à bens artísticos e culturais para diferentes públicos e estratos sociais".

A história do circo no Brasil remonta ao século 19 com a chegada de trupes europeias que circulavam entre as cidades adaptando seus espetáculos ao gosto da população local. Atualmente, a linguagem circense agrega às técnicas tradicionais a influência de outras vertentes artísticas, mas em todos os lugares e em todas as épocas o circo sempre foi um espaço onírico, um lugar de emoções fortes que vão desde a descontração do "palhaço ladrão de mulher" à tensão provocada pelos "deuses acrobatas" que tiram nosso fôlego e nos fazem flutuar sem que tiremos os pés do chão.

Além de Itaocara, outras cidades estão no calendário da edição 2014 do Circo Volante: Bom Jardim, Conceição de Macabu, Rio Bonito, Itaboraí, São Gonçalo, Parati, Vassouras e Três Rios.


Circo Crescer e Viver
O Circo Crescer e Viver é um circo que junta arte e transformação social em seu picadeiro. Uma organização que, há dez anos, iniciou seu trabalho com circo social e, depois de muitos saltos e cambalhotas dos seus fundadores, equipe, participantes e parceiros, expandiu seus projetos e atividades e transformou-se em uma das mais expressivas instituições do circo brasileiro. Desenvolvendo ações nos campos da formação, produção, difusão e fruição das artes circenses, o Circo Crescer e Viver é hoje um empreendimento com atuação em todos os elos da cadeia produtiva do circo, assumindo uma posição de vanguarda na renovação estética e na atualização criativa das artes circenses no Brasil.

Programa - Itaocara:

• Coletivo Nopok - Espetáculo "No Pocket-um espetáculo para todos os bolsos"
É um espetáculo de circo que utiliza as "charlas" clássicas, a música, a dança e a comédia física na criação de "gags" e cenas cômicas. O espetáculo é uma sucessão de números que exploram o virtuosismo técnico acompanhado por música ao vivo. O fio condutor da dramaturgia é a relação direta dos artistas com o público, sendo este um importante elemento no jogo estabelecido. A relação intensa com a plateia fornece vida ao espetáculo, o público torna-se mais um "ator" em cena, exigindo que os artistas estejam atentos e disponíveis para todo tipo de situação. A construção do espetáculo acontece a cada apresentação, o que constitui um processo contínuo de amadurecimento do mesmo. Nessa construção, entram em cena referências da cultura popular atual misturadas às cenas clássicas do circo.


• Cia Strada - Espetáculo "Circo strada"
Um espetáculo que homenageia o circo por seu encantamento, seu glamour, sua beleza e seus mistérios. Em um pequeno picadeiro, bailarinas extravagantes dançam sob o olhar de um elegante mestre de cerimônia, trapezistas lamentam por suas dores e frustrações, malabaristas daqui e de lá do Oriente Médio, tecidos esvoaçantes, uma viúva encantada e o homem mais forte do mundo viajam pela strada da vida sempre em busca de mais um espetáculo.


• Circo no Ato - Espetáculo "Um dia de João"
João percorre as ruas de uma cidade que se transforma, tanto pelos eventos que a invadem, como pelas constantes construções que reorganizam e amontoam os espaços públicos. Alheio a tudo isso, ele tem um olhar e uma relação diferenciada com o caos urbano, com as situações e com as pessoas que encontra em seu caminho. Encanta-se pelo brilho das crianças e pelas belas mulheres, vibra com a energia dos feirantes, se apaixona pelas noites de boemia, teme o fluxo das ruas e não entende a realidade fabril dos trabalhadores da cidade. Acostumado a um ritmo menos acelerado, esse personagem vindo de outro tempo e lugar, busca uma forma de pertencimento em meio ao ritmo frenético de um local que nunca permanece o mesmo.
Serviço:
Circo Volante apresenta as companhias Strada e Circo no Ato e o Coletivo Nopok
Local:Acácio Torres Barbosa, s/n, Bairro Jardim D Aldeia, Itaocara
Datas:
03 e 10.04 (quinta) ; 15h - Cia COLETIVO NOPOK - Espetáculo: No Poket - Um Espetáculo para todos os bolsos/ Cia CIRCO NO ATO - Espetáculo: Um dia de João

04 e 11.04 (sexta)- 10h - Cia COLETIVO NOPOK - Espetáculo: No Poket - Um Espetáculo para todos os bolsos / Cia CIRCO NO ATO - Espetáculo: Um dia de João

05 e 12.04 (sábado) - 20h - Cia CIRCO NO ATO - Espetáculo: Um dia de João/ CIRCO STRADA -Espetáculo: Circo Strada

06 e 13.04 (domingo) - 20h - Cia CIRCO NO ATO- Espetáculo: Um dia de João/CIRCO STRADA- Espetáculo: Circo Strada

Classificação etária: Livre
 Preços: R$ 10 (inteira)/R$ 5 (meia)


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas - Divulgação de Mídia Online - Gabriele Nery (21)99676-9323

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs