Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

10 de abr de 2017

CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE RETROSPECTIVA INÉDITA DO CINEMA LÉSBICO DE BARBARA HAMMER



CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO EXIBE RETROSPECTIVA INÉDITA DO CINEMA LÉSBICO DE BARBARA HAMMER

Mostra reúne 24 filmes da diretora expoente do cinema queer e promove debate sobre sua obra


A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 18 a 30 de abril de 2017, a Mostra Barbara Hammer – Um cinema experimental lésbico, que reúne, pela primeira vez no país, a obra da americana que é expoente do cinema queer. Serão apresentados 24 filmes, acompanhando as diferentes fases do trabalho da diretora, com destaque para seu último longa-metragem, Welcome To This House, filmado parcialmente no Brasil. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Conhecida internacionalmente como uma das cineastas que mais explorou a cultura lésbica, Barbara Hammer ficou famosa por abordar assuntos tabus sob a perspectiva de uma artista homossexual assumida desde os anos 60. Ao longo de seus 90 trabalhos, a diretora também se destacou por conseguir imprimir uma marca estética repleta de experimentações desviantes das convenções narrativas.

Durante a mostra, o público poderá conferir produções de diversas fases da obra de Hammer: dos sexualmente irreverentes curtas do início de carreira, a exemplo de Dyketatics, Superdyke e Menses, a filmes-ensaios ousados, como o premiado Nitrate Kisses e The Female Closet, que resgatam histórias invisibilizadas de LGBTQ+. Foram selecionados, ainda, filmes que homenageiam outros artistas, como Resisting Paradise, que aborda o trabalho de Henri Matisse e Pierre Bonnard durante a Segunda Guerra Mundial.

Aos 77 anos, a cineasta já ganhou retrospectivas no TATE Modern (Londres), MOMA (Nova Iorque), Jeu de Paume (Paris), KOW (Berlin) e no Toronto International Film Festival. No Brasil, entretanto, nunca havia sido realizada uma mostra exclusiva sobre seu trabalho.

“É muito importante trazer o trabalho da Barbara para o Brasil nesse momento em que questões LGBTQ+ são discutidas de maneira intensa em meio a ondas de conservadorismo e lutas pela validação de modos plurais de viver a sexualidade e o amor”, ressalta uma das curadoras, Juliana Pamplona. "Nossa proposta com o evento é endereçar a urgência de enfrentamento de tabus sociais, em especial a invisibilidade lésbica, e oferecer uma experiência estética de alta qualidade para um público ávido por um cinema de vanguarda queer”, complementa Marina Pessanha, a outra curadora da mostra.

Seminários:
Fazem parte da programação, duas mesas discutindo diferentes abordagens acerca da obra de Barbara Hammer. No dia 18 de abril (terça), às 19h, a mesa Arte e ativismos Lés-Bi-Cuier recebe o cineasta Pri Bertucci, a escritora Amara Moira e a poeta Tatiana Nascimento para discutir atravessamentos entre identidades LGBTQ+ e criação. A mediação será da curadora Juliana Pamplona. A mesa contará, ainda, com um vídeo de Barbara Hammer feito especialmente para a mostra.

Já no dia 27 de abril (quinta), às 19h10, será realizada a mesa Olhares sobre o Cinema de Barbara Hammer, da qual participam a crítica Camila Vieira da Silva e as cineastas Susana Costa Amaral e Érica Sarmet. A curadora Marina Pessanha será a mediadora. A entrada para ambos os seminários é franca e sujeita à lotação da sala.

Programação:

18 de abril (terça-feira)

17h30 – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos

19 de abril (quarta-feira)

17h30 - Sessão Curtas 1

Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;

Menses (1974), 4 min, 16 anos;

Play or ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;

Superdyke (1975), 25 min, 16 anos;

Women I Love (1976), 25 min, 16 anos

19h10 – Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos.

20 de abril (quinta-feira)


17h30 - Sessão Curtas 2

Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;

Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;

Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;

Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;

Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;

SnowJob: The media Hysteria of

AIDS (1986), 9 min, 16 anos

19h – Welcome to this House (2015), 79 min, 16 anos.


21 de abril (sexta-feira)
16h30 - Sessão Curtas 3
Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;
Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;
A Horse is Not a Metaphor (2008), 30 min, 16 anos
18h – The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos.


22 de abril (sábado)
16h30 - Sessão Curtas 4
Schizy (1968), 4 min, 16 anos;
Generations (2010), 30 min, 16 anos;
Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos
18h – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos


23 de abril (domingo)
16h30 - Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos
18h- History Lessons (2000), 66 min, 16 anos


25 de abril (terça-feira)

17h30 - The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos
19h- Sessão Curtas 2
Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;
Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;
Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;
Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;
Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;
SnowJob: The media Hysteria of AIDS (1986), 9 min, 16 anos


26 de abril (quarta-feira)
17h30- Sessão Curtas 4
Schizy (1968), 4 min, 16 anos;
Generations (2010), 30 min, 16 anos;
Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos
19h- Tender Fictions (1995), 58 min,16 anos.


27 de abril (quinta-feira)
17h30 - Sessão Curtas 1
Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;
Menses (1974), 4 min, 16 anos;
Play or ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;
Superdyke (1975), 25 min, 16 anos;
Women I Love (1976), 25 min, 16 anos
19h10 – Seminário: Olhares sobre o Cinema de Bárbara Hammer com Camila Vieira da Silva, Érica Sarmet e Susana Costa Amaral. Mediação: Marina Pessanha.


28 de abril (sexta-feira)
17h30 – Sessão Curtas 3
Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;
Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;
A Horse is Not a Metaphor (2008), 30 min, 16 anos
19h – Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos




29 de abril (sábado)

16h30 - Tender Fictions (1995), 58 min, 16 anos


18h - History Lessons (2000), 66 min, 16 anos


30 de abril (domingo)

16h30- Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos
18h10- Welcome to this house (2015), 79 min, 16 anos.


Serviço:
Mostra Barbara Hammer – um cinema experimental lésbico
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Data: de 18 a 30 de abril de 2017 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e
e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação: 78 lugares (mais três para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Classificação Indicativa: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs