Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

20 de abr de 2017

Será que a gente influencia o Caetano? Reestréia no Teatro Glauce Rocha Em curta temporada, até o dia 14 de maio.

Será que a gente influencia o Caetano?
Reestréia no Teatro Glauce Rocha
Em curta temporada, até o dia 14 de maio.
 Sextas e sábados as19h e domingo as 18h.

Classificada entre as cinco melhores comédias do 24º Festival de Teatro de Curitiba, peça  faz críticas a uma geração acomodada mas que busca o sucesso a qualquer preço.

A Companhia Tartufaria de Atores reestreia a comédia de Mário Bortolotto “Será que a gente influencia o Caetano?” dia 21 de abril, 19h, no Teatro Glauce Rocha, centro do Rio.

Escrita há 30 anos, porém retratando a atualidade, a peça dirigida por Marcello Gonçalves, que traça um irônico retrato de uma geração arrogante e acostumada à acomodação, fica em cartaz, sexta-feira e sábado, 19h e no domingo, 18h.

Apresentada no 24º Festival de Teatro de Curitiba, onde se classificou entre as cinco melhores comédias, montagem traz diálogos divertidos e afiados nas interpretações dos atores Andrey Lopes (Beto Virgem) e Fábio Guará (Mário).

Em 10 cenas, Beto e Mário, respectivamente poeta e músico, são dois amigos e parceiros que se preparam, a juventude inteira, para serem grandes artistas e resolvem participar de um concurso de calouros para iniciar a carreira e alcançar o estrelato. Os dois sonham em produzir uma música tão grandiosa e emblemática que chegue a influenciar o grande cantor baiano, Caetano Veloso.

Trata-se de um texto leve, divertido e que provoca reflexões, impagáveis reflexões! Até mesmo esta: Será que a gente influencia o Caetano? enquanto sociedade, enquanto país, enquanto ser humano.

SINOPSE SUGERIDA - O músico Mário e o poeta Beto, amigos e parceiros, se juntam para tentar alcançar a fama. Para isso, a meta deles é produzir uma obra musical de peso que consiga influenciar o ícone Caetano Veloso.

SOBRE A CIA:
Grupo formado em 2009 que vem desenvolvendo um trabalho experimental com peças brasileiras de autores como Mário Bortolotto em “O que Restou do Sagrado”, que estreou em 2014; Martins Penna em “O Terrível Capitão do Mato”, em novembro de 2011; e Marcio Américo em “O homem que Queria ser Rita Cadillac” que circula desde 2011 e já foi vista por mais de 10.000 pessoas.

SERVIÇO
Será que a gente influencia o Caetano?
Reestreia: 21 de abril
Temporada: Até o dia 14 de maio
Datas: Sexta e sábado, 19h e domingo, 18h.
Local: Teatro Glauce Rocha
Endereço: Av. Rio Branco, 179 - Centro, Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2220-0259
Capacidade: 202 lugares
Duração: 70 min.
Classificação: 12 anos
Preço: R$ 10,00 (Inteira) – R$ 5,00 (Meia entrada)
Gênero: Comédia
FICHA TECNICA
Texto: Mário Bortolotto
Direção: Marcello Gonçalves
Elenco: Andrey Lopes e Fábio Guará
Iluminador: Felipe Lourenço
Diretor de Movimento: Márcio Vieira
Direção de Arte: Alex Brollo e Rafael Ronconi
Fotografia: Dany Garcia e Felipe Oliver
Realização: Tartufaria de Atores
Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs