Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

3 de set de 2015

A 4ª Edição da exposição TRAVESSIAS-ARTE CONTEMPORÂNEA NA MARÉ, aberta ao público até 14 de novembro, apresenta obras de artistas consagrados e em inicio de carreira no Galpão Bela Maré.

A exposição Travessias - Arte Contemporânea na Maré chega ao seu quarto ano de atividades se consolidando na agenda cultural da cidade como um projeto de reflexão e discussão sobre a arte contemporânea e as transformações do espaço urbano na atualidade. O Galpão Bela Maré recebe mais um ano da mostra que inaugura dia 12 de setembro com show do músico Jonas Sá e banda, e fica em cartaz até 14 de novembro de 2015.O Travessias 4 entende a arte como um lugar capaz de gerar e transbordar novos contatos afetivos e criativos com o mundo e entre as pessoas. 

Dois grandes artistas – Regina Silveira (SP) e Eduardo Coimbra (RJ) – foram convidados a produzir obras olhando para a Maré. De encontro a este convite, foi aberto pela primeira vez um edital público para receber projetos de artistas não inseridos no mercado. Dos 122 projetos recebidos, foram selecionados dois: “Corte estilho guilhotina” de Marie Carangi (PE) e “Interiores da Maré” da dupla Henrique Gomes (RJ) e Antonello Veneri (ITA).

Regina Silveira realizará uma obra da série “Touch” desenhada especialmente para o Galpão Bela Maré, e ministrará um workshop durante uma semana com moradores da Maré e artistas para a criação coletiva de intervenções nas ruas próximas ao Galpão, na Favela Nova Holanda.

Eduardo Coimbra apresentará uma obra interativa: 6 backlights de diferentes tamanhos com imagens de céu estarão pendurados como balanços em diferentes alturas e poderão ser manipulados pelo público. Com a interação do público os balanços-céus se movimentarão causando a sensação de que as nuvens estão flutuando no teto do galpão.

Marie Carangi fará uma residência na Maré durante duas semanas para a realização da obra “Corte estilo guilhotina” que procura atuar, no plano subjetivo, na forma de questionar a auto imagem como poder e sua relação com padrões de representação revelados pelo cabelo.


O produtor Henrique Gomes, morador da Maré, e o fotografo italiano Antonello Veneri  apresentarão fotografias da série “Interiores da Maré”, retratos de famílias e personagens da região dentro de suas casas. Serão mostradas 10 fotografias no Galpão e outras 10 nas ruas da Maré.

No segundo andar do galpão, o público poderá conferir a expansão da maquete da Maré que tem sido construída de forma colaborativa, sob coordenação do arquiteto Pedro Évora desde a segunda edição do projeto. Em 2015, a maquete terá o dobro do tamanho do ano anterior e contará com uma intervenção/projeção da artista Regina Silveira.
A exposição conta ainda com programa educativo para expandir a experiência da visitação do público e atender ao grande número de estudantes das escolas da região. Uma equipe multidisciplinar de educação e arte fará visitas mediadas com agendamento prévio para grupos e instituições de ensino, e também para público espontâneo.

Travessias 4 - Arte Contemporânea na Maré é um projeto do Observatório de Favelas e da Automatica; com patrocínio da Petrobras, Governo do Rio de Janeiro, pela Secretaria de Estado de Cultura e pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e parceria com a Redes de Desenvolvimento da Maré, RUA Arquitetos e apoio da Rede Carioca de Pontos de Cultura.

Serviço
Travessias 4 - Arte Contemporânea na Maré
Abertura: 12 de setembro de 2015, 16h.
Duração:  15 setembro a 14 de novembro de 2015
Terça a sexta - das 10h às 17h. 
Sábado - das 11h às 17h.
Entrada Gratuita
Local: Galpão Bela Maré (Rua Bittencourt Sampaio, 169, Maré - Entre as passarelas 9 e 10 da Av. Brasil)
Informações: (21) 3105-1148
Site: www.travessias.org.br Facebook: http://migre.me/rk2yP

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs