Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

23 de abr de 2018

MOSTRA DE CINEMA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO DISCUTE A EXCLUSÃO NO AUDIOVISUAL NACIONAL / Gratuito!





MOSTRA DE CINEMA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO DISCUTE A EXCLUSÃO NO AUDIOVISUAL NACIONAL
Com 40 filmes de 14 estados na programação, Periferia da Imagem ainda apresenta rodas de conversa e oficina sobre produção em coletivos, tudo com entrada franca

Reunindo produções que constroem resistências ao apagamento, à interdição e ao silêncio, a mostra Periferia da Imagem faz temporada gratuita no cinema da CAIXA Cultural Rio de Janeiro entre os dias 17 e 29 de abril de 2018 (terça a domingo). A programação inclui a exibição 40 filmes, entre longas, médias e curtas-metragens, com presença expressiva de realizadores periféricos, negras e negros de 14 estados do país. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

A mostra chega em mais um momento complexo no Brasil, onde, no campo da produção audiovisual, vive-se um cenário alarmante de exclusão. Idealizada por Lucas Andrade (montador), Pedro Lessa e Tomaz Viterbo (realizadores audiovisuais), Periferia da Imagem pretende buscar os imaginários e as formas de todos aqueles que sofrem ataques cotidianos da heteronormatividade, do Estado e do racismo. Para isso, a ideia é entrar em contato com o modo como a periferia, entendida a partir de um sentido que ultrapassa as dinâmicas territoriais, vem ocupando um espaço de produção e invenção no cinema.

Uma seleção de obras contemporâneas alocadas à margem da produção hegemônica será exibida nos doze dias de mostra, afirmando o cinema independente brasileiro e o conceito de “periferia” a partir de outra perspectiva. Trata-se de trabalhos que revelam inúmeros processos emancipatórios, desde questões de gênero a étnico-raciais. Tais filmes permitem considerar e dialogar com o contexto social e a visão de mundo dos seus realizadores, além de fazer da ficção um espaço para invenção de novas práticas políticas e estéticas.

“O que a gente faz é impossível de se apagar. Sempre apagaram muita coisa nossa ao longo da nossa história, mas a gente está aqui, sempre respeitando quem tombou antes da gente, nossos antepassados, nossos parentes, pessoas próximas a nós que estão sofrendo ainda”, explica Lincoln Péricles, cineasta que participa da programação com Filme de Aborto (2016).

Atividades extras:
Para além das exibições, Periferia da Imagem traz uma série de atividades que envolvem temas relacionados e protagonizados pelos realizadores que compõem a programação.

O cineasta Lincoln Péricles ministrará, entre os dias 24 e 28 de abril (terça a sábado), das 10h às 14h, uma oficina gratuita de produção audiovisual em coletivos. Serão oferecidas 20 vagas voltadas para interessados em produção de vídeo com idade acima de 14 anos. As inscrições devem ser realizadas até o dia 20 de abril (sexta) através de um formulário solicitado pelo e-mail periferiadaimagem@gmail.com. O resultado da seleção será divulgado no dia 22.

No dia 21 de abril (sábado), às 18h45, Flaviane Damasceno, Jeckie Brown, Gabriel Martins e Sabrina Fidalgo recebem o público para uma roda de conversa sobre atuação no cinema contemporâneo. Já no dia 28 (sábado), às 17h, Lincoln Péricles e o coletivo Mulheres de Pedra debatem os modos de produção e coletividade no cinema. Ambas as rodas de conversa têm entrada franca, com retirada de senhas no dia do evento.

Enquanto isso, as primeiras sessões dos dias 22 (domingo) e 24 (terça) serão acompanhadas de uma conversa com os realizadores dos filmes exibidos.

Programação:

17 de abril (terca-feira)
18h30 - Estamos todos aqui (2017), de Chico Santos e Rafael Mellim, 19 min, Digital, 16 anos + A Margem (1967), de Ozualdo Candeiras, 96 min, Digital, 12 anos

18 de abril (quarta-feira)
16h - Momento, Vício e Boa Sorte (2011), de Coletivo Pode Crer, 21 min, Digital, 16 anos + Copa Vidigal (2011), de Luciano Vidigal, 75 min, Digital, 12 anos

18h30 - Personal Vivator (2014), de Sabrina Fidalgo, 20 min, Digital, 16 anos + Meu Corpo é Político (2016), de Alice Riff, 72 min, Digital, 12 anos

19 de abril (quinta-feira)
16h30 - RAP, o canto da Ceilândia (2005), de Adirley Queirós, 15 min, Digital, 10 anos + Modo de Produção (2017), de Dea Ferraz, 66 min, Digital, 12 anos

18h30 - Notícia de uma Tragédia Racial Subnotificada (2017), de Reaja ou Será Morta, Reaja ou Será Morto, 14 min, Digital, 18 anos + A Vizinhança do Tigre (2014), de Affonso Uchoa, 95 min, Digital, 16 anos

20 de abril (sexta-feira)
16h - Fantasmas (2010), de André Novais, 11 min, Digital, 10 anos + Filme de Aborto (2016), de Lincoln Péricles, 66 min, 16 anos

18h - Martírio (2016), de Vincent Carelli, 160 min, Digital, 12 anos

21 de abril (sábado)

15h - Dona Sônia Pediu Uma Arma ao Seu Vizinho Alcides (2011), de Gabriel Martins, 18 min, Digital, 16 anos + Personal Vivator (2014), de Sabrina Fidalgo, 20 min, Digital, 16 anos + Momento, Vício e Boa Sorte (2011), de Coletivo Pode Crer, 21 min, Digital, 16 anos + Dia de Pagamento (2015), de Fabiana Morais, 27 min, Digital, 12 anos

17h - Chico (2016), de Irmãos Carvalho, 23 min, Digital, 16 anos + Com o Terceiro Olho na Terra da Profanação (2016), de Catu Rizo, 66 min, Digital, 14 anos

18h45 - Roda de conversa sobre atuação no cinema contemporâneo, com Flaviane Damasceno, Jeckie Brown, Gabriel Martins e Sabrina Fidalgo.

22 de abril (domingo)
15h - Pau de Priscilla (2015), de Bia Leite e Danielle Monteiro, 8 min, Digital, 16 anos + Estamos todos aqui (2017), de Chico Santos e Rafael Mellim, 19 min, Digital, 16 anos + Nunca é noite no mapa (2016), de Ernesto Carvalho, 6 min, Digital, 12 anos + Notícia de uma Tragédia Racial Subnotificada(2017), de Reaja ou Será Morta, Reaja ou Será Morto, 14 min, Digital, 18 anos + Nada (2017), de Gabriel Martins, 27 min, Digital, 12 anos + Debate com os realizadores

18h - A Cidade é uma só? (2011), de Adirley Queirós, 79 min, Digital, 10 anos

20h - Bicicletas de Nhanderú (2011), de Ariel Ortega e Patrícia Ferreira, 45 min, Digital, Livre


24 de abril (terça-feira)
16h - Maria Macaca (2015), de Lazaro Ribeiro, 15 min, Digital, Livre + Quijaúa, a Nação Angola (2015), Coletivo Mulheres de Pedra, 6 min, Digital, 14 anos + Tentei (2017), de Laís Melo, 15 min, Digital, 14 anos + As Mulheres Pensam (2015), de Talita Araújo, 6 min, Digital, 16 anos + Travessia(2017), de Safira Moreira, 5 min, Digital, Livre + Debate com realizadores

19h30 - Leona Vingativa Assassina (2011), de Leona Vingativa, 5 min, Digital, 14 anos + Doce Amianto (2013), de Guto Parente e Uirá dos Reis, 70 min, Digital, 16 anos

25 de abril (quarta-feira)
16h - Vizinhança do Tigre (2014), de Affonso Uchoa, 95 min, Digital, 16 anos

18h30 - A Cidade é uma só? (2011), de Adirley Queirós, 79 min, Digital, 10 anos + Personal Vivator (2014), de Sabrina Fidalgo, 20 min, Digital, 16 anos

26 de abril (quinta-feira)
16h - Travessia (2017), de Safira Moreira, 5 min, Digital, Livre + Sweet Karolyne (2009), de Ana Bárbara, 15 min, Digital, 12 anos + Europa (2011), de Leonardo Mouramateus, 19 min, Digital, Livre + Fantasmas (2010), de André Novais, 11 min, Digital, 10 anos

18h30 - Ela Volta na Quinta (2015), de André Novais, 108 min, Digital, 12 anos

27 de abril (sexta-feira)
15h30 - Tentei (2017), de Laís Melo, 15 min, Digital, 14 anos + Meu Corpo é Político (2016), de Alice Riff, 72 min, Digital, 12 anos

17h30 - Nada (2017), de Gabriel Martins, 27 min, Digital, 12 anos + Com o Terceiro Olho na Terra da Profanação (2016), de Catu Rizo, 66 min, Digital, 14 anos

19h30 - As Mulheres Pensam (2015), de Talita Araújo, 6 min, Digital, 16 anos + Morro do Céu (2009), de Gustavo Spolidoro, 71 min, Digital, 10 anos

28 de abril (sábado)
15h - Bicicletas de Nhanderú (2011), de Ariel Ortega e Patrícia Ferreira, 45 min, Digital, Livre + Elekô (2015), de Coletivo Mulheres de Pedra, 6 min, Digital, 16 anos + Konãgxeka: Dilúvio Maxakali (2016), de Charles Bicalho e Israel Maxakali, 12 min, Digital, 10 anos

17h - Roda de conversa sobre modos de produção e coletividade no cinema, com Lincoln Péricles e o coletivo Mulheres de Pedra.

19h30 - Chico (2016), de Irmãos Carvalho, 23 min, Digital, 16 anos + Filme de Aborto (2016), de Lincoln Péricles, 66 min, 16 anos

29 de abril (domingo)
15h - Pau de Priscilla (2015), de Bia Leite e Danielle Monteiro, 8 min, Digital, 16 anos + Europa (2011), de Leonardo Mouramateus, 19 min, Digital, Livre + Travessia (2017), de Safira Moreira, 5 min, Digital, Livre + Nunca é noite no mapa (2016), de Ernesto Carvalho, 6 min, Digital, 12 anos

16h - Caixa D`água: Qui-lombo é esse? (2013), de Everlane Moraes, 15 min, Digital, Livre + Notícias de uma Tragédia Racial Subnotificada (2017), de Reaja ou Será Morta, Reaja ou Será Morto, 14 min, Digital, 18 anos + RAP, o canto da Ceilândia (2005), de Adirley Queirós, 15 min, Digital, 10 anos +Duas Aldeias, Uma Caminhada (2008), de Mbya-Guarani, 63min, Digital, Livre

18h30 - Dona Sônia Pediu Uma Arma ao Seu Vizinho Alcides (2011), de Gabriel Martins, 18 min, Digital, 16 anos + Ladrões de Cinema (1977), de Fernando Coni Campos, 127 min, Película, 14 anos

Serviço:
Periferia da Imagem
Entrada franca
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 - Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Data: de 17 a 29 de abril de 2018 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Lotação: 78 (mais 3 para cadeirantes)
Bilheteria: terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Classificação Indicativa: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Realização: Campos Gerais
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com 

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs