Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

7 de jun de 2015

Maria Luiza, a Mari de “Malhação”, faz show gratuito de seu CD, “Pequena”, no New York City Center

Na próxima terça-feira, dia 9 de junho, os fãs  poderão assistir a um show gratuito da “cantriz” Maria Luiza, no palco do New York City Center, na Barra da Tijuca, das 19h às 20h. Será uma comemoração antecipada ao dia dos namorados, com hits românticos e músicas autorais da artista.  

A atriz, que tem se destacado como a doce Mari de “Malhação”, também é cantora na vida real, e acaba de lançar seu primeiro CD, “Pequena”. Em abril, ela estreou sua turnê com show no Solar de Botafogo, no Rio, com participação especial da companheira de cena Emanuelle Araújo. Na ocasião, também apresentou em primeira mão o videoclipe de Victimless Crime, que em breve estará disponível no Youtube.

Sua parada seguinte aconteceu em Florianópolis, sua terra natal, onde tocou em 24 de maio, no Teatro Pedro Ivo. Além disso, fará shows em São Paulo e Brasília, e, em 27 de setembro, será uma das atrações na Rock Street do Rock in Rio. “Estou ansiosa. Nem podia imaginar que isso fosse acontecer tão cedo”, diz. 

A história de Maria Luiza com música começou antes da carreira de atriz, e hoje ela já é considera como talentosa artista da boa safra da nova geração da música popular brasileira. Cantora e compositora, gosta de experimentar e o faz com maestria: experimenta sons, letras em diferentes idiomas e mistura tudo com naturalidade.

Aos 13 anos, Maria Luiza fez seu primeiro show em Florianópolis, sua terra natal, e surpreendeu o público com sua voz madura e a ousadia do repertório. Nos anos seguintes, se apresentou nas melhores casas de Florianópolis em shows próprios ou abrindo para artistas renomados como Ed Motta, Andrew Bird, Fernanda Takai, Andy Summers & Roberto Menescal e Selah Sue.

Em 2012, ela  gravou a música “Assim Como um Amor”, com Roberto Menescal; e em 2013, participou do concerto “30 anos sem Elis”, brilhando na interpretação de “Águas de Março”. A partir de 2014, em sua atuação em Malhação, interpretou músicas de diferentes estilos na novela, conquistando uma legião de fãs em todo o país:

A Lua Girou http://gshow.globo.com/novelas/malhacao/2014/videos/t/musicais/v/jeff-danca-enquanto-mari-canta-e-toca-violao/3711336/

Tiny Dancer
http://gshow.globo.com/novelas/malhacao/2014/videos/t/musicais/v/mari-canta-para-jeff/

Romaria http://gshow.globo.com/novelas/malhacao/2014/videos/t/musicais/v/no-palco-mari-interpreta-romaria/3623732/

O CD Pequena
“Pequena” é seu disco de estreia, lançado pela Coqueiro Verde em março de 2015, e nasceu muito antes de começar a ser produzido, entre rascunhos, aulas de canto e piano, e muitas experimentações.


Maria Luiza abre o disco com a faixa Doze, composta por ela. A canção relata a dúzia de caminhos que toda pessoa encontra como opção quando se é jovem. Versos como “uma dúzia de amores … doze vidas e doze mortes mais doze caminhos a seguir” conceituam a canção embalada por uma melodia “malemolente”: https://www.youtube.com/watch?v=KzFBDH6-ALg

Na sequência, duas composições que trazem letras em inglês: Victimless Crime, que está na trilha sonora do filme “Confissões de Adolescente”, de Daniel Filho, e fala de ações que são consideradas ilegais, porém passíveis de discussão para não violar os direitos do outro (https://www.youtube.com/watch?v=B-QEYQWNpt4); e Old Love Stories, que fala de histórias de amor.

Na faixa Pequena, Maria Luiza tem a companhia de Rogério Flausino, do Jota Quest, nos vocais, e fala sobre novos ares, novas possibilidades. É uma canção solar, que além de pincelar as singelezas da vida, fala da ‘espera’ quando a ânsia de querer viver tudo ao mesmo tempo toma conta do corpo e da alma.

A quinta faixa do álbum traz uma regravação da canção de Arnaldo Antunes Busy Man. Na releitura de Maria Luiza, uma versão mais suingada e jovial bem marcada pela bateria do músico João Vianna. Look of Mercy, ou na tradução literal, ‘olhar de misericórdia’ é dançante e com uma pegada bastante soul . Já Struggling segue uma linha mais balada.

A nona faixa traz outra releitura de Arnaldo Antunes, referência importante para Maria Luiza. Se Tudo Pode Acontecer ganha uma versão mais jazzística permitindo que a voz da artista case perfeitamente com cada palavra.

Vozes, canção autoral, vem na sequência e assim como em outras letras, fala das incertezas dos voos da vida – “já não há respostas que possam se encaixar” – temática presente na vida de todo jovem com 17 anos. Sim, esta era a idade de Maria Luiza quando da gravação do CD.

O clássico Sonífera Ilha, dos Titãs, foi revisitado por Maria Luiza numa versão surpreendente ‘meio bossa nova , meio rock’n'roll’. Fechando o álbum, Believe it or Not, que inova com uma harpa chinesa em seu arranjo.

No disco, Maria Luiza é acompanhada pelos músicos João Viana (bateria), André Rodrigues (baixo), Sacha Amback (órgão, fender Rhodes, teclados, sinth e acordeon), Nicolas Krassik (violino), Jr Tostoi (guitarras), Marlon Sette (trombone), Humberto Araújo (arranjo de metais, sax alto, barítono e tenor), Diogo Gomes (trompete e flugelhorn), Reinaldo Seabra (trompa e trombone), Andrea Dutra e Ana Zinger (vocais).

Show
Maria Luiza estreou a turnê de lançamento do CD Pequena com show no Solar de Botafogo, no Rio. Ela apresenta músicas do CD, autorais e releituras, e traz novidades com arranjos inéditos e surpreendentes, e composições de Katy Perry, Criolo, ACDC e Ed Motta. Todas as canções são “repaginadas” e em alguns momentos combinadas em mashups criativos.

O repertório é bastante diversificado e original:

Aonde quer que eu vá
Brave & Roar
Busy man
Debaixo dos caracóis dos seus cabelos
Dog days are over
Doze
Highway to hell
I kissed a girl
Look of mercy
Não existe amor em SP
Old love stories
Palpite
Pequena
Quase sem querer
Resposta
Ai que saudade docê & Por você
Se tudo pode acontecer
Só hoje
Só sei dançar com você
Something & Three little birds
Sonífera ilha
Still Alive
Struggling
Toxic
Valerie & Gostava tanto de você
Victimless crime
Vozes

Serviço
Quando: terça-feira, dia 9/6, às 19h
Onde: New York City Center
End.: Av. das Américas, 5000 - Barra da Tijuca, RJ, tel.: (21) 4003-4131
GRATUITO/LIVRE

Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, festivais, exposições e muito mais! 
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes. 
(21)99676-9323 (WhatsApp)
 agendaculturalrj@gmail.com 

 #agendaculturalrj Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs