Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

1 de mai de 2016

Dança Carioca na Rede - Corpo e Memória - Todas as Oficinas gratuitas, devido ao grande sucesso, estão com as vagas esgotadas! 4 a 11 de maio de 2016.




VAGAS ESGOTADAS!!!

04/05 – 4ª.feira - Paulo Marques (10h às 12h) BALÉ E CONTEMPORANEIDADE Na oficina, o professor utilizará a estrutura do balé clássico tradicional como princípio técnico para, a partir de seu aprimoramento, valorizar aspectos cênicos, tais como a respiração, a percepção do espaço e de si mesmo e as relações de peso/apoio/presença. As aulas são indicadas para bailarinos contemporâneos, professores e profissionais interessados em desenvolver-se técnica e expressivamente. Sua metodologia vem sendo desenvolvida ao longo de três décadas de exercício profissional. Sobre Paulo Marques: iniciou sua carreira de dança e teatro em 1980 e, desde então, tem atuado como ator, bailarino, mestre de balé, coreógrafo, pesquisador em dança, ensaiador e diretor de movimento em importantes companhias de dança contemporânea e espaços de dança no Rio de Janeiro.





05/05 - 5ª.feira - Ligia Tourinho (10h às 12h) COMPOSIÇÃO INSTANTÂNEA EM DANÇA: VESTÍGIOS DA MEMÓRIA E DRAMATURGIAS DO MOMENTO A construção de danças será estimulada através de jogos de improvisação. A efemeridade da dança e o instante de criação são atualizações das experiências vividas: esses serão os principais temas de trabalho desta oficina. Sobre Ligia Tourinho: atriz, diretora, coreógrafa, dançarina e pesquisadora em Artes da Cena. Professora do Departamento de Arte Corporal (DAC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do curso de especialização em Sistema Laban / Bartenieff da Faculdade Angel Vianna. É doutora e mestre em Artes, e bacharel em Artes Cênicas – titulações obtidas na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).



06/05 - 6ª.feira - Esther Weitzman (10h às 12h) DANÇA E CRIAÇÃO - UM SOPRO DE IDEIAS A oficina viabilizará um vasto material com o objetivo de potencializar um caminho embrionário de composição e pesquisa de linguagem, expandir e ampliar as possibilidades expressivas pertinentes aos elementos de um projeto artístico e pedagógico. A fim de estimular pesquisas, a oficina propõe a organização de conceitos para que profissionais e estudantes de dança elaborem seu discurso expressivo, individual, construindo sua própria trajetória. Dirigida a bailarinos, atores, criadores, atores, estudantes, é importante possuir alguma experiência corporal prévia para um aproveitamento satisfatório da oficina. Obs.: necessidade técnica: CD player. Sobre Esther Weitzman: especialista em Arte e Filosofia, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com formação em Dança pela Escola Angel Vianna. Seus eixos de trabalho são a criação coreográfica, a pedagogia da dança, além da formação de atores, bailarinos e coreógrafos. Dirige a companhia de dança que leva seu nome, a Esther Weitzman Companhia de Dança, e o Studio Casa de Pedra – Centro de Educação e Arte do Movimento.


10/05 – terça - Morena Paiva (19h-21h) DANÇA CONTEMPORÂNEA POPULAR Possibilidades de conscientização corporal e despertar criativo do indivíduo são o foco desta oficina, que investe em princípios básicos de movimento, dança, ritmo e jogos de criação espontânea coletiva. Ao aliar métodos de improvisação a elementos das manifestações populares brasileiras – tradicionais e contemporâneas – pequenas células dançantes serão desenvolvidas. Além disso, utilizaremos as premissas de interação e apropriação performática dos lugares, observando a esfera conceitual que compreende o espaço como extensão do próprio corpo. Sobre Morena Paiva: licenciada em Dança pela UniverCidade, complementou sua formação em diversos programas e residências artísticas. Interessa-se pela investigação das fronteiras entre arte erudita e cultura popular, buscando diálogos em constante colaboração com artistas visuais, performers e musicistas em criações autorais. Atua como professora de Artes Cênicas / Dança na 5a. Coordenadoria Regional de Educação (Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro), e de Expressão Corporal, na Escola de Teatro Martins Pena.


11/05 – 4ª.feira - Giselda Fernandes (10h às 12h) ENTRE SACOS E CISNES A oficina conduzida por Giselda Fernandes, bailarina e coreógrafa de Os Dois Companhia de Dança, tem como finalidade abrir um espaço de experimentação de movimentos a partir de alusões ao solo "A Morte do Cisne", criado para a bailarina Anna Pavlova (pelo coreógrafo Michel Fokine, em 1905), com o uso de sacolas plásticas como objeto-partner. A proposta insere-se na linha de pesquisa desenvolvida pela coreógrafa, que usa objetos banais do cotidiano em suas criações para o palco e performances de rua. A oficina carrega um importante discurso contemporâneo sobre questões ambientais ao usar objetos descartados em grande quantidade no dia-a-dia, subvertendo sua função em elemento estético. Dirigida a pessoas interessadas em processos criativos, a oficina receberá participantes com idade mínima de 14 anos. Sobre Giselda Fernandes: bailarina e coreógrafa de Os Dois Companhia de Dança. Desde 2001, desenvolve o conceito de objeto-partner, para denominar o uso de objetos cotidianos como parceiros em suas criações coreográficas. Sua companhia possui um repertório de mais de 10 trabalhos, reconhecidos através de prêmios e editais públicos, com apresentações em espaços culturais e eventos de destaque. Além disso, Giselda é diretora artística do braço carioca do evento internacional Global Water Dances, focado nas relações entre dança e meio-ambiente.


Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, festivais, exposições e muito mais!
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes.

 agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs